A cara do próximo governador | MUVUCA POPULAR

Sábado, 22 de Setembro de 2018

ARTIGOS Quarta-feira, 11 de Julho de 2018, 14h:04 | - A | + A




A cara do próximo governador

A cara do próximo governador

Em recente conversa com grupo de empresários veio à tona o quadro de absolutas dificuldades que Mato Grosso vai enfrentar na próxima gestão. É amanhã. Começará em 1º. de janeiro do ano que vem. Faltam pouco mais de seis meses!

 

A conversa foi profundamente desanimadora. Pior. Nela estavam líderes empresariais responsáveis pela maior parte do PIB do estado.  Vou tentar alinhar as suas percepções em alguns itens abaixo. Todos são unânimes numa coisa: o próximo governador precisará de coragem, de coragem e de coragem. Senão morrerá isolado.

1-      Enxugar o tamanho da máquina estatal ao nível da racionalidade compatível com a capacidade fiscal de arrecadação e de gastos.

2-      Fechar o que resta de empresas estatais.

 

3-      Privatizar tudo o que for privatizável e puder ser executado pela iniciativa privada.

 

4-      Reduzir todos os gastos possíveis.

 

5-      Reordenar a relação política com os poderes diante da nova situação fiscal a ser implantada.

 

6-      Relacionar-se com a Assembleia Legislativa no nível de realizar as mudanças que precisarem ser feitas baseado no discurso da racionalidade e da sobrevivência do Estado.

 

7-      Enfrentar o corporativismo do funcionalismo público que se transformou em um poder político paralelo aos outros três constitucionais.

 

8-      Promover imediatamente plano de demissão voluntária estimulando ao máximo esvaziar os quadros, dando oportunidade de sair especialmente àquela massa de servidores que há muito já não contribuem pro serviço público por descompromisso ou por corporativismo. Concursos só os emergenciais.

 

9-      Focar prioritariamente nos setores-chaves do Estado, direcionando a gestão.

 

10-  Repactuar contratos de fornecimento e de serviços, hoje completamente sem padrão de preços e nem de qualidade.

 

Todos os presentes na reunião revelaram-se profundamente preocupados com os destinos do Estado e debitam à gestão o sucessivo descontrole fiscal e de qualidade dos serviços públicos. Acreditam que a sociedade e o setor produtivo apoiarão e esperam esse decálogo de medidas.

 

Acreditam que o mais difícil será lidar com os poderes e com o serviço público que ao longo do tempo descolaram da sociedade pagadora de impostos e passaram a viver dentro dos seus próprios muros de corporativismo.

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Cuiabá

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

observador - 12-07-2018 07:56:20

obviamente que há mudanças a serem feitas........mais gostaria de lembrar que o maior problema do estado na realidade são os POLÍTICOS, esses sim são câncer para qualquer sociedade..................por sou da opinião que nós não devemos reeleger ninguém......... e que o próximo governador, não incha o estado com seus apaniguados políticos, mais sim aproveitam os concursados e acabe com esses auxílios, principalmente aos da justiça e as tais verbas indenizatórias em todo o segmento do governo, inclusive abaixar os valores dos duodécimos aos poderes e fechar o TCE ou no mínimo parar com indicações políticas. lá e fazer concurso para conselheiro......................

Responder

2
1


Carlos Nunes - 11-07-2018 14:43:20

Analisando esse Artigo do professor Onofre, que assisto todos os dias no programa dele e do Igor na Band, lembrei do que li outro dia num Livro do maior defensor da Privatização no mundo. Disse ele: Pra que Governo, pra que Congresso Nacional, Judiciário, etc. PRIVATIZA TUDO que sai mais barato. A empresa privatizada governa tudo...Saúde, Educação, Segurança, a gente só controla essa Empresa. Aí, teremos a melhor Saúde, a melhor Educação, a Melhor Segurança. Essa super-estrutura chamada Governo, e Poderes, só atrapalha. Pode ser até que eu não concorde com nenhuma palavra do que disse esse maior defensor da Privatização...mas temos que refletir sobre essas colocações, por mais absurdas que sejam. Criamos um monstro chamado Governo...que sempre volta contra nós. Pagamos alta carga tributária...e temos uma SAÚDE SALVE-SE SE PUDER, irmã gêmea da SEGURANÇA SALVE-SE QUEM PUDER. Milhares, senão milhões de pessoas, nesse brasilzão, todos os dias morrem...ou por falta de atendimento, ou por atendimento tardio, ou por falta de remédio, ou por falta de vaga em UTI. Há tempos criaram a CPMF disque para resolver a questão da Saúde, foi só criar que surgiram Os Sanguessugas, que passaram a mão no dinheiro. Parece que onde tem dinheiro, chove de ladrões...

Responder

3
0


2 comentários

coluna popular
Wellington reúne centenas de pessoas em caminhada
Morrem peixes em massa na Salgadeira
Mulher chora ao encontrar "o professor"
Seria machismo?
O que explica o MDB apoiar Mauro Mendes?

Últimas Notícias
22.09.2018 - 14:11
22.09.2018 - 13:54
22.09.2018 - 13:52
22.09.2018 - 12:18




Informe Publicitário