Prefeitura marca audiência para debater o sistema de transporte público | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

CUIABÁ Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018, 13h:26 | - A | + A




Prefeitura marca audiência para debater o sistema de transporte público

O debate está marcado para o dia 23 de novembro, na ocasião será apresentado o estudo para o novo modal

Por: Redação

Cumprindo com o compromisso feito com a população cuiabana de modernizar o sistema de transporte público, o prefeito Emanuel Pinheiro dá mais um passo. Dessa vez, a gestão atual realizará uma audiência pública para debater o tema. O debate acontece no dia 23 de novembro, a partir das 18h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação.

Durante a audiência, será apresentado o estudo de rede para a licitação do transporte coletivo de Cuiabá, seguindo a determinação do chefe do Executivo. De acordo com Pinheiro o estudo é fundamental para que o processo licitatório de contratação do novo modal seja realizado com a máxima transparência e que o município consiga contratar e entregar um serviço eficiente ao cidadão cuiabano.

“A minha administração é pautada na humanização. E para que tenhamos bons resultados e alcancemos a transformação que almejamos, precisamos escutar a população e juntos construirmos essa nova Cuiabá. Por isso, determinei que fosse desenvolvido esse estudo e preparada a audiência pública, com a participação de todos, para debatermos os pontos e chegarmos a um denominador comum. Esse processo, entendo, que é o melhor caminho para realizarmos a licitação do transporte coletivo de forma dinâmica, participativa, transparente e, assim, entregarmos um serviço seguro, confortável e de qualidade ao cidadão.

Pontos como a implantação de ônibus elétricos ou híbridos, que são os veículos que operam em energia elétrica e a diesel e os custos desse serviços, serão discutidos na sessão. “Quero que o auge dos 300 anos de Cuiabá seja o marco em que viraremos a página em direção a um transporte coletivo com sustentabilidade. Uma frota nova com energia limpa, menos poluentes, sem agressões ao meio ambiente e que atenda melhor a população”, acrescenta Pinheiro.

Além da questão ambiental, o estudo também traz os impactos causados na tarifa do ônibus, mediante as implantações desse novo sistema. Segundo o secretário de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, o levantamento mostrará vários cenários, apresentando os pontos positivos e negativos de suas implantações.

“Muitas vezes, recebemos da população as indagações de por que não temos esse modelo de veículo? Em outro momento, fazem comparativos dizendo que em determinada região já foi implantado e está dando certo! Então, essa audiência, mais que um debate, vai ser importante para que entendam a nossa realidade, o que Cuiabá comporta e quais serviços são compatíveis para atender, dentro de um plano viável, econômico e sem perder a qualidade”, observa o secretário.

O contrato das empresas que prestam o serviço na Capital, vence em junho de 2019. Ainda segundo Antenor, a intenção é lançar o edital de nova concessão ainda este neste ano de 2018, atendendo a demanda de mais de 69 milhões de usuários do transporte coletivo, que circulam por ano em Cuiabá. Hoje, a frota é composta por 363 veículos, atendendo cerca de 70 linhas.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários