Mesmo alinhado com WF, Fávaro abre diálogo com Democratas | MUVUCA POPULAR

Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

ELEIÇÕES 2018 Quinta-feira, 14 de Junho de 2018, 13h:25 | - A | + A




"EFEITO MAURO MENDES"

Mesmo alinhado com WF, Fávaro abre diálogo com Democratas

Presidente do PSD elogiou ex-prefeito de Cuiabá dizendo que ele tem perfil para gerenciar o Estado

Por: Marcio Camilo

Reprodução Web

Reprodução Web

O anúncio da construção da pré-candidatura de Mauro Mendes (DEM) 'animou' o pré-candidato ao senado e presidente do PSD Mato Grosso, Carlos Fávaro. Diante do novo cenário, o partido, que está bem próximo do senador Wellington Fagundes, pode sim decidir pelo apoio ao ex-prefeito de Cuiabá ‘na hora da verdade’ - durante as convenções partidárias em julho.

“O PSD está dialogando com muita responsabilidade, com Fagundes, com Mauro Mendes, com o Pivetta, do PDT. Eu acho que a fonte que nos une é o desejo de um Mato Grosso melhor, mais eficiente”, destacou em entrevista por telefone ao site Mpopular.

Ele disse que as conversações realmente estão mais adiantadas com o grupo de partidos que sustentam a pré-candidatura de Fagundes ao governo, mas ponderou que nada está definido.

“Como o Wellington já estava com a pré-candidatura definida a mais tempo, então naturalmente que a conversa está mais adiantada. Mas vamos conversar com Mauro Mendes com toda certeza. O que nos une e a candidatura de oposição ao governo Pedro que aí está, que infelizmente não deu conta de tocar o estado de Mato Grosso, como os mato-grossenses esperavam”, ressaltou.

Fávaro salientou que Mendes é um bom candidato e se mostrou eficiente como administrador tanto na espera pública, quanto na esfera privada, na época em que ele estava a frente dos negócios de sua empresa.

“Ele tem o perfil para gerenciar o Estado. Ele é um bom candidato e nós vamos dialogar com ele”, enfatizou.

Fogo amigo de Fabris

O deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), um dos dissidentes do partido, que ainda defende uma aliança com o governador Pedro Taques (PSDB), tem dito na imprensa que na convenção a maioria dos membros do partido irão votar para que os sociais-democrata permaneçam no ninho tucano.

Sobre o assunto, Fávaro disse que não gostaria de polemizar. Mas lembrou que nas últimas votações internas do partido a maioria votou pela postura de independência em relação ao governo.

Ele acrescentou que os quatro deputados estaduais do PSD - os mesmos que há meses juraram lealdade ao governador – firmaram um compromisso público de seguir a orientação do partido após as convenções. Além de Fabris, os deputados do PSD são Wagner Ramos, Pedro Satélite e Ondanir Bortolini, o Nininho.

“Na convenção o partido vai deliberar, a maioria vai decidir, e todos, inclusive os deputados têm compromisso firmado publicamente, de que, passado as convenções, teremos todos unidos, com essa questão de palanque já superada”, garantiu Fávaro. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários