PTB revela que política se faz com palavra e Taques não tem | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

ELEIÇÕES 2018 Segunda-feira, 11 de Junho de 2018, 09h:00 | - A | + A




ENTREVISTA

PTB revela que política se faz com palavra e Taques não tem

Roberto Bezerra explica os desafios de um novo projeto para o Estado

Por: Larissa Malheiros

O secretário Geral do Partido Trabalhista Brasileiro de Mato Grosso, Roberto Bezerra conta em entrevista ao MPopular os caminhos que levaram a sigla a buscar outro projeto para o governo do Estado, a missão que tem em conquistar a confiança do povo nesta nova etapa de eleições, e avalia o atual gestor do executivo, do qual é oposição.

Roberto explica que o partido tinha uma proposta para governo que foi inviabilizada, e a sigla resolveu apostar no senador Wellington Fagundes (PR) como novo projeto para o Estado, por saber que o senador vem construindo sua candidatura há um certo tempo, demonstrando assim reponsabilidade e conhecendo todos os problemas enfrentados pela sociedade. Sendo assim, o PTB acredita que o republicano sabe os ''caminhos das pedras'' para começar o processo de melhoria que população almeja.

Em relação aos candidatos que irão para o embate com Wellington, o secretário destaca não acreditar na tão esperada candidatura do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, por não ter acontecido um trabalho que consolidasse o nome de Mendes. Além disso, o petebista revela que os apoios ao DEM ainda não foram concretizados, e todos que disputam o governo precisam ter uma base sólida de aliados.

Durante a entrevista, Roberto comenta que não tem vagas fechadas na majoritária, nem o vice e nem as duas disponíveis para o Senado. Em contrapartida, afirma que existe conversa com o ex-vice governador Carlos Fávaro (PSD) e a professora Maria Lúcia (PCdoB), mas que tudo ainda se encontra no campo das articulações. Porém, ele também ressalta que outros partidos tem indicações a serem avaliadas.“Essa questão da chapa majoritária quem vai decidir para fechar os senadores serão os próprios partidos aliados, todos os partidos. Então a gente está esperando os simpatizantes da chapa do senador e na hora que fechar 12 legendas por exemplo, ai vamos decidir os candidatos”, diz Bezerra.

No entanto, a avaliação dos candidatos será respaldada por meio de pesquisas, para que seja feita analise em cima de critérios do povo.

Sobre o vice para compor a chapa do republicano, Bezerra pontua que será analisado por região, para que seja apreciado nomes que tenham grande ascensão eleitoral, e que a densidade eleitoral favoreça o número de votos para a chapa.

O PTB que foi apoiador do governador Pedro Taques (PSDB), nas eleições de 2014, declarou oposição ao tucano, pouco tempo após a posse do gestor. O secretário assegura que não houve comprometimento com a sigla por parte de Taques, e política se faz em cima de palavra.

Confira entrevista na íntegra

Muvuca Popular- Qual é a leitura do PTB em relação ao candidatura do senador Wellington Fagundes?

Roberto Bezerra – A leitura do PTB é que nós sempre estivemos abertos a todas as legendas, mas eu vejo que a consistência da candidatura do Wellington Fagundes é muito forte, na  verdade nós começamos fazer uma trabalho de construção. Nós tínhamos um projeto do PTB que era o Antônio Joaquim, não conseguimos por causa da aposentadoria dele, e  o outro nome que estava à disposição era do Wellington, e a partir desse momento que não conseguimos viabilizar dentro do PTB, nós começamos a trabalhar a posição do senador.

Muvuca Popular- O PTB acredita que a candidatura do senador é forte?

Roberto Bezerra- Você analisa quando uma candidatura é forte, é quando você vê um número grande de partidos apoiando esse projeto, então a gente vê que a candidatura mais forte é do WF é a que mais tem consistência, que tem o maior número de legendas já declarado de apoio a ele. A candidatura com mais envergadura é do Wellington

Muvuca Popular- Hoje se fala muito da candidatura do Mauro Mendes. O partido acredita que seja uma candidatura forte, que possa atrapalhar?

Roberto Bezerra – Eu não acredito que o Mauro Mendes será candidato, não vejo ele candidato, e outra, uma candidatura tem que ser construída, ainda mais uma candidatura majoritária. Tem que começar a ser construída lá atrás e ele não fez. O Mauro era prefeito da capital não fez isso e não conseguiu se viabilizar. O Wellington quanto tempo está rodando a capital e o interior? Está rodando 140 municípios do estado, e com apoio dessas legendas, PMDB, PTB, partidos progressistas, hoje o PC do B já declarou apoio a ele, então a gente vê que tem consistência esse projeto do senador.

Muvuca Popular- O grupo já está fechado com o ex-vice governador Carlos Favaro e a professora Maria Lucia para vagas ao Senado?Como está a articulação para fechar a chapa?

Roberto Bezerra- Essa questão da chapa majoritária quem vai decidir para fechar os senadores serão  os próprios partidos aliados, todos os partidos. Então a gente está esperando os simpatizantes da chapa do senador, e na hora que fechar 12 legendas por exemplo, ai vamos decidir os candidatos. E como vamos fazer isso: vamos fazer pesquisa, vamos avaliar esses nomes, não adianta ter paixão, nós temos que ir para eleição com candidatura que tem respaldo da sociedade, e fazendo  pesquisas é que consegue chegar nesses nomes.

Muvuca Popular- Existe alguma posição para vice da chapa?

Roberto Bezerra -  Olha, a gente está avaliando a questão de geografia do estado, temos hoje o portão, a grande região de Sinop, segundo uma pesquisa que a gente encomendou há uns 5 meses atrás, que os números de eleitor da grande Sinop já ultrapassou a região Sul de Rondonópolis, então hoje temos  21% do eleitorado na grande Sinop, em função do agronegócios.

Muvuca Popular- Você fala em questão geográfica, existe um indicativo para Juarez de Sinop como vice, o PTB apoiaria ele?

Roberto Bezerra – Com certeza, é um grande líder do nosso grupo, é uma pessoa que fez um excelente mandato, nós temos a aprovação dele em Sinop, é um nome importante nesse grupo, pode vir também ser um deputado, pode ser um senador. Já se definiu nesse grupo o nome do Wellington para governador, e ele pode vir a ser um ótimo vice, então o nome dele não estão descartado.

Muvuca Popular-   Tem alguma conversa com o PDT?

Roberto Bezerra= Olha, eu vejo que eles estão trabalhando, mas eu não vejo legendas agregar, nesses projetos. Eles também iniciarão um diálogo com o DEM, assim como nós também estamos dialogando. Eu acho que o melhor caminho será eles apoiarem o projeto que realmente é de oposição. Nós somos oposição do Pedro Taques desde 2016 essa é a legÍtima oposição. Então eu acho que seria legítimo se eles viessem para compor com essa  oposição que existe, a representação de oposição é nossa, não tenho dúvida disso.

Muvuca Popular- Qual fator primordial para o PTB deixar de apoiar Pedro Taques, já que estava junto em 2014?

Roberto Bezerra-  Nós ajudamos a eleger o Pedro e ele não nos chamou para participar. Disse que ia administrar com técnicos e não com políticos, automaticamente nós fomos excluídos. Política se faz em grupo, por isso tem coligação, você não ganha política sozinho. Está aí um exemplo do procurador Mauro que é até bem votado, mas não ganha, quer fazer política sozinho. Então, o Pedro teve nosso apoio para ganhar, mas  a gente não servia para participar. Temos amizade, não temos nada contra ele, mas hoje a gente apoia um novo projeto, a gente defende um projeto que tenha mais abertura, que ouça os propostas, que ele avalie as pessoas que vão ajudar, que esse governador que eu sei que o Wellington vai ser, pegue e avalie cada um de acordo com sua qualificação. Eu faço política avaliando os companheiros que estão ali para ajudar, ajudar a administrar com as pessoas que ajudaram ganhar.        

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(4) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Carlos - 12-06-2018 10:24:18

Esse Bezerra acha 1ue é o dono do partido. Gosta de tocar o terror nos filiados.

Responder

3
1


Denis - 11-06-2018 11:19:55

ótima entrevista precisamos de pessoas formadoras de opinião, que consigam conduzir nossa indignação. Só consigo parabenizar o secretário.

Responder

10
2


Cassia - 11-06-2018 11:12:07

Disse tudo... agora não adianta chorar o leite derramado, Faz uma politica diferente pelo amor de Deus, não aguentamos mais promessas e promessas, se ele não teve palavras com vocês imagina com a população, olha o resultado que temos hoje dessa nova gestão fracassada

Responder

9
2


Luck - 11-06-2018 08:54:58

Meu voto é seu Roberto guerreiro Penso o mesmo, politica tem que ter palavra usou vocês para subir os degraus e ganhar agora não lembra do alicerce que conquistou o povo também não faz parte dessa administração do governador e enquanto o povo não participar nada vai mudar

Responder

9
2


4 comentários

coluna popular
Jogo duplo de candidato pode enterrar sua eleição
Veja o resultado completo
Deputado desafia governador e chama de porcaria
PT, MDB e PSDB possuem as maiores quantias
Enquanto se "estapeiam" republicano cresce

Últimas Notícias
22.06.2018 - 19:11
22.06.2018 - 18:40
22.06.2018 - 18:17
22.06.2018 - 18:06


Nenhum deles

Mauro Savi

Wilson Santos

Wagner Ramos

Eduardo Botelho

Prof. Allan Kardec

Nininho

Janaina Riva

Valdir Barranco

Romualdo Júnior

Saturnino Masson

Silvano Amaral

Sebastião Rezende

Max Russi

Guilherme Maluf

Gilmar Fabris

Dilmar Dal Bosco

Max Russi

Roberto Bezerra

Niuan Ribeiro

Paulo Araújo

Antônio Marçal

Josair Lopes

Waldir Caldas

Diany Dias

João Batista

Oscarlino Alves

Edmundo César

Henrique Lopes

Suelme Evangelista

Carlos Avalone

Carlos Brito

Leonardo Oliveira

Layr Mota

Cabo Juliano

Dr. Edvaldo

Professora Rita

Nieta

Sergio Lader

Diego Guimarães

Juca do Guaraná

Faissal

Gilmar Fabris

Ademir Brunetto

Pedro Satélite

Oscar Bezerra

Zeca Viana

Luizinho Magalhães

Baiano Filho

Branquinha

Jajah Neves

José Antônio Pilegi

Luis Braz

Emílio Populo

Marcio Mendes

Cláudio Sena

Emídio de Souza

Major EB Cicero

Guarda Sttefany

Auditor Claudemir

Sargento Joelson

Gisele Lopes

Dr. Divino Henrique

Sr. Elias

Dr. Ardonil

Eliseu Nascimento

Samir Katuma

Dilemário Alencar

Gislene Cabral

Madona

Túlio Fontes

Joyce Lombardi



Informe Publicitário