Governo abre concurso no período eleitoral mas não pode chamar aprovados | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

GOVERNO Terça-feira, 12 de Junho de 2018, 20h:00 | - A | + A




Socioeducativo

Governo abre concurso no período eleitoral mas não pode chamar aprovados

O processo de construção do edital será rápido para fazer propaganda eleitoral

Por: Larissa Malheiros / Brenda Closs

O Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo do Estado de Mato Grosso (SINDPSS), anunciou que o governo do Estado deve realizar nos próximos meses um concurso público para agentes do Socioeducativos. Porém, mesmo que lance o edital, segundo as normas eleitorais, não pode convocar nenhum aprovado até o final das eleições.

Segundo o presidente do Sindicato, Paulo Souza, a Secretaria de Justiça de Direitos Humanos (Sejudh), garantiu que o processo de construção do edital iniciou e será rápido para que seja lançado o quanto antes o concurso.

No entanto, é valiosa a informação da categoria, que o concurso deve sanar as dificuldades que o sistema tem vivenciado com falta de profissionais nas unidades. Sendo que, os servidores contratados não estão conseguindo suprir a demanda, e o número está bem abaixo da necessidade. Como exemplo, Paulo cita o sistema em Cuiabá, que tem 30 agentes, mas a demanda é no mínimo o dobro de servidores, fora a quantidade que tem que existir na manutenção.

“A falta de efetivo, faz com que os internos não desempenhem outras atividades socioeducativas, porque os servidores que deveriam acompanhar os adolescentes, estão nas salas fazendo a segurança deles durantes as aulas, que são obrigatórias”, assegura.

Questionado sobre acreditar na promessa do governo em convocar os aprovados após concurso, mesmo sabendo que outros concursos já homologados não obtiveram convocação, o presidente afirma que este processo não será como os anteriores, que não saíram do papel, pois este deve trabalhar com a substituição dos servidores, e não terá despesas a mais para o Estado.

Porém, o lançamento levanta a suspeita de eventos publicados pelo executivo que possam favorecer a reeleição do possível candidato ao governo Pedro Taques (PSDB). Por isso, a lei é clara, permite o lançamento de concursos durante o período eleitoral, autorizando editais que podem ser publicados, abertura de inscrições, aplicação de provas, acontecendo antes, durante ou depois do pleito. Mas a restrição está nas nomeações dos aprovados.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(9) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Eusébio - 13-06-2018 17:08:35

FALAR EM CONTRATADOS NOS ÓRGÃO DO ESTADO ESTÁ CHEIO TEVE CONCURSO PARA SEDUC COM 5 MIL VAGAS SÓ MAIS TEM O DOBRO DE CONTRATADOS ACORDA MP FAZ UMA FISCALIZAÇÃO QUE IRÁ DESCOBRIR MUITA COISA..

Responder

2
0


Horas Aula da PM - 13-06-2018 01:13:12

Muvuca usa na sua Candidatura o calote que PEDRO TAQUES. ESTA DANDO AOS MILITARES EM QUESTÃO DAS HORAS AULAS.

Responder

0
0


Fernandes - 12-06-2018 23:22:26

Fazer concurso e recadar o dinheiro dos escritos é muito fácil, agora contratar é esperar sentado, que de pé vai ficar velhinho, ,,,igual detran , e agentes penitenciário, , que gastamos absurdo com exames e testes em Cuiabá e só promessas e conversa fiado do governador e seus secretário. Fora taques ,,, fora temer

Responder

13
1


ANA - 13-06-2018 08:40:30

SÓ QUER ARRECADAR, ACORDEM!!!

Responder

8
1


Tortorelli - 12-06-2018 17:16:51

Relaxem amigos. O concurso do sistema prisional saiu a 2 anos atrás e até agora não convocou ninguém. Então podem ter certeza que dará tempo de terminar as eleições kkkkk

Responder

8
1


Jair - 12-06-2018 15:12:31

Se o Estado de Mato Grosso está com limite da LRF extrapolado não tem como fazer concurso público, visto que Tribunal de Contas do Estado emitiu uma cautelar suspendendo A RGA, nesse caso também não pode contratar.

Responder

15
0


Magno - 13-06-2018 13:52:00

Boa Tarde! O que a lei não permite e nomeação, o concurso pôde.

Responder

1
0


Diogo - 12-06-2018 15:06:37

Incrível em meu povo, Brasil quase parou esses dias , os políticos parece que não aprendeu e já estão fazendo isso, no caso seria um crime eleitoral misso. ou é belo e moral fazer ?

Responder

10
0


Cassiano - 12-06-2018 15:00:38

Eleições 2018. TROCA TUDO. Não reeleja nenhum político que tem ou teve mandato. Se ele não tem caráter, mostre que você tem. Passe esta ideia adiante.

Responder

15
1


9 comentários

coluna popular
Deputado vai se dedicar aos negócios
Críticos serão indenizados após 10 anos
Deputada deve mudar de lado no segundo mandato
Afirma Nelson Barbudo
Taques avalia que não venceu porque não teve votos

Últimas Notícias
15.10.2018 - 13:23
15.10.2018 - 13:21
15.10.2018 - 13:08
15.10.2018 - 13:04




Informe Publicitário