Unidades do Indea estão sem limpeza há meses e servidores tem que faxinar  | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

GOVERNO Quarta-feira, 13 de Junho de 2018, 15h:58 | - A | + A




DENÚNCIA

Unidades do Indea estão sem limpeza há meses e servidores tem que faxinar

A situação acontece por não existir mais cota financeira para contratar o profissional da limpeza

Por: Larissa Malheiros

Segundo denúncia feita ao MPopular algumas unidades do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), no interior estão sem limpeza e os servidores precisam largar as atividades para faxinar, caso desejam conviver em ambiente limpo.

A situação acontece por não existir mais cota financeira para contratar o profissional da limpeza. Ainda de acordo com servidores que relataram o caso, a cota era paga a cada três meses, mas a última que venceu em dezembro não foi quitada, por isso não houve mais abertura de cotas e sucessivamente o cancelamento da contratação do profissional.

“Antigamente era feito o pagamento por cota a cada três meses, a gente fazia e mandava o orçamento, mas não pagaram a de dezembro. Este ano não foi feito nada, e estamos sem limpeza desde janeiro. Temos que parar as atividades para limpar se for para ficar e ambiente agradável”, contou um servidor que iremos preservar o nome, para evitar represálias.

Entre as unidades que passa pelo processo de de extrema "sujeira" está a do município de Carlinda (769 Km de distância de Cuiabá). As informações são de que o serviço fica complicado, pelos servidores passarem mais tem limpando do que trabalhando.

Em contato com a regional do Indea do município de Alta Floresta (798 km de distância de Cuiabá), que na teoria seria quem comanda as unidades do Instituto na região do Vale dos Arinos, uma pessoa que se identificou como Cristiane disse não poder responder sobre a denúncia e encaminhou a reportagem para Assessoria de Imprensa na sede em Cuiabá.

Porém, a Assessoria do órgão disse que iria encaminhar resposta, mas até o fechamento desta matéria não houve nenhuma nota ou ligação.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(13) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Bicha caprichosa - 14-06-2018 14:55:39

Me coloco a disposição dos trabalhadores do indea com uma condição : quero andar grudada no cangote daquele alemãozão, daquele gauchão que de vez em quando vem aqui pra Alta Floresta, mas que trabalha lá pra cima. Se me deixarem, limpo todos os indeas de graça, mas me deixem andar com o gauchão gordinho naquela l200 branca que é só o poder. Me liga fiscalzão.

Responder

2
0


Judite - 14-06-2018 10:08:54

Tem que limpar mesmo, esse povo não trabalha alguma coisa tem que fazer.

Responder

1
5


Glaucio - 14-06-2018 07:27:07

O sr. Governador Pedro taques tem que pagar os fornecedores que prestam serviço para o estado. tem empresa que não recebe a nove meses

Responder

8
0


Zaqueu - 13-06-2018 21:43:39

Tudo o que é desse “dês”governo é assim...em Sorriso a Diretora do hospital regional quer fazer rifa pra angariar recursos... veja a que ponto chegou. E ele ainda quer ser reeleito... Adeus PT

Responder

7
0


Fiscalizador - 13-06-2018 21:37:47

Ah... Só choro desse povo de Carlinda. Tem que fazer faxina mesmo, pois só ficam no zap zap. A cidade já é parada... Quem esse povo atende aí?! Estou sem tempo pra fazer faxina em casa, acho que vou chamar o povo do indea de Carlinda pra faxinar aqui em casa.

Responder

4
14


produtor - 14-06-2018 09:22:01

o problema não é servidor ter que fazer a limpeza, mas sim o descaso do governo com um órgão q gera receita e a chamada igualdade, porque nos outros órgãos está funcionando. o produtor ta pagando 10,00 p imprimir um saldo e o governo diz q nao tem dinheiro pra pagar faxina? nao vejo os deputados limpando a assembleia nem os juízes limpando os fóruns

Responder

7
0


Faxineira - 13-06-2018 21:29:27

Acho que esse pessoal do Indea tem que faxinar mesmo, principalmente esse povo de Carlinda que só fica no celular no zap zap. Excelente o sr. Pedro taques ter tirado a faxina irá, pois assim esses servidores de Carlinda tem mais uma obrigação. De parabéns nosso governador. E calote em todo mundo, vamos que vamos.

Responder

6
8


Indeana interior revoltada - 13-06-2018 20:37:31

E o Sindicato somente servindo como agência de viagens para MALAI resorts, Porto de galinhas, salvador e a última agora sendo utilizado como trampolim político pra quem fazia do sindicato quintal da casa. Tá um beleza #SQN

Responder

4
3


Servidora Feliz - 14-06-2018 14:18:21

Como eu queria ter um sindicato a sim como o seu!!! Organizado, que planejou a vida dos seus filiados através do PCCS. Você é feliz e não sabe viver a felicidade. Seu sindicato deu a você o melhor salário do país na defesa agropecuária. Fácil criticar do que elogiar e ser feliz.

Responder

3
2


servidor - 14-06-2018 15:05:27

A luta por um salario digno é de todos os servidores , não só de alguns SINDICALISTAS que vem querendo aparecer com a luta de todos que aderiu a luta por uma melhor condição de vida pessoal e profissional.

Responder

0
2


Servidora Feliz - 14-06-2018 15:38:15

Eu achei que o sindicato fosse de todos...Mais não é, só e de todos quando tem ganhos. Quando perde a luta, não é de todos, mais e só do sindicalista que lutou sua luta. Larga de ser egoísta e vai trabalhar. Vamos dar crédito a quem tem... O seu sindicato e um dos melhores em Mato Grosso. Chorando de barriga cheia.

Responder

3
0


Servidor - 21-06-2018 07:34:39

Vejo comentários dizendo que a luta e de todos .. realmente, mas se não tivermos um grande líder é uma diretoria coesa na direção do sindicato, do que adianta os servidores lutando sem comando . O pccs saiu graças a insistência da Diany isto é fato, enquanto que muitos colegas a chamaram de sonhadora . Quero ver a mosca morta que está no comando agora ter coragem de fazer o que a Diany fez . Não vai adiantar ter os servidores de luta , se o líder for um banana .

Responder

0
0


Fernanda Souza - 14-06-2018 22:03:05

O engajamento político que se articula agora não se trata de oportunismo e nem trampolim, é uma questão de necessidade por representatividade, além de acreditarmos que o fato dos sindicalista conhecer a realidade financeira do Estado por dentro nos dára mais garantias para oferecer soluções que refletirão em melhores políticas públicas para Mato Grosso”,

Responder

1
0


13 comentários