Igreja Batista Getsemâni

Botelho solicita parecer técnico sobre conflito entre Santos e Riva

O resultado deve ser divulgado na próxima segunda-feira (13)

Vitória Tumelero
Redação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), solicitou um parecer jurídico para tomar posicionamento sobre a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) referente ao esquema de grampos ilegais executado em Mato Grosso. A consulta será realizada devido o conflito entre os deputados Wilson Santos (PSDB) e Janaína Riva (MDB), que apresentaram o mesmo requerimento.

A Assembleia Legislativa comunicou que a comissão foi criada para que seja possível dar um parecer sobre o caso. Os integrantes escolhidos por Botelho para avaliar a situação são Grhegory Moreira Maia, procurador-geral da AL e Xito Bueno, consultor jurídico da Mesa Diretora.

A confusão entre os dois parlamentares ocorreu na sessão matutina de terça-feira (7), onde Wilson Santos passou na frente de Janaína Riva, que já vinha arquitetando a CPI, e apresentou uma requisição afirmando possuir nove assinaturas para a busca. A deputada apresentou seu requerimento com 10 assinaturas posteriormente e alegou que o deputado realizou uma manobra.

“Quero deixar bem claro que quem vinha falando em CPI dentro da Assembleia era a deputada Janaina. Todavia, o regimento diz que é a entrada do primeiro requerimento que tem que ser acatada. O Wilson protocolou o requerimento e, logo em seguida, ela também protocolou”, ressaltou Eduardo Botelho.

A princípio, Botelho havia dado o prazo de 24 horas para resposta, mas os membros da comissão devem assistir as sessões novamente, estudar a jurisprudência do caso e estudar o regimento da Casa. Desta forma, o procurador solicitou 72 horas para concluir a análise.

Com a abertura da comissão ontem, o resultado do parecer deve ser divulgado na próxima segunda-feira (13). “Ampliamos o prazo para 72 horas para que eles possam fazer um estudo amplo e apresentar um parecer bem técnico e imparcial para nós”, concluiu o presidente da AL.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://www.muvucapopular.com.br