Igreja Batista Getsemâni

Selma pode não ser diplomada e TSE convocar novas eleições para o Senado em MT

Com futuro incerto, senadora eleita aguarda decisão sobre pedido de impugnação feito pelo Ministério Público

Daniela Castro

A Senadora eleita, Selma Arruda (PSL), ainda não tem a definição sobre seu futuro político, devido as denúncias oferecidas pelo Ministério Público acusando sua campanha de ter sido beneficiada por dinheiro de "Caixa 2".

Mais votada do estado, com 678.542 votos, a juíza aposentada tenta disfarçar sua situação perante o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT), que pode decidir não diplomá-la devido as denúncia, e assim abrir novas eleições para o senado.

Relembre o caso

O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do registro de candidatura de Selma, além da quebra do sigilo bancário e, como foi eleita, o MP entende que sua diplomação deve ser barrada e aplicada sanção de inelegibilidade pelo prazo de oito anos por crime de abuso de poder econômico.

A reportagem tentou apurar junto a assessoria de comunicação da Procuradoria Regional Eleitoral de Mato Grosso para saber novas informações. O que não foi possível por conta do sigilo imposto por ela no último dia 05 de outubro, determinada pelo juiz Pedro Sakamoto, na ação que investiga um suposto uso de ‘caixa 2’ na sua campanha.

O que acontece caso Selma seja cassada ou não chegue a ser diplomada?

Foi realizada uma minirreforma eleitoral, em que ficou estipulado que nos casos de cassação, seriam realizadas novas eleições para cargos majoritários. Há, ainda, uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que abre procedentes para a realização de novas eleições apenas para essa vaga do Senado.

Há a possibilidade, também, de a 2ª suplente Clerie Fabian (PSL) assuma a vaga, mas vai depender da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em cassar apenas a cabeça de chapa ou a chapa por inteiro. Portanto, só depois de o TSE julgar o caso e se comprovar os crimes, é que se poderiam haver novas eleições.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://www.muvucapopular.com.br