Igreja Batista Getsemâni

Bolsonaro não é um absurdo. Ao contrário: é um espelho fiel do Brasil

Antônio Carlos Máximo

Bolsonaro nos representa. Somos todos Bolsonaro. Bolsonaro é uma expressão genuína do pensamento e do sentimento médio dos brasileiros.

Somos um povo violento. Um povo macho, valente, que gosta de resolver de modo sumário, no braço – ou no pau, na faca, na bala. Um povo prático, que prefere fazer a planejar, estudar ou pensar. Estamos no ramo da bravata e da intimidação, e não do diálogo ou da reflexão.

Somos o país que mais mata no mundo. Em número absolutos, ninguém assassina tanto quanto nós: praticamos 62 000 homicídios por ano. Em torno de 13% dos assassinatos do planeta acontecem no Brasil. Na média ponderada, somos o 11º país que mais manda semelhantes para a cova, com 30,5 homicídios por 100 mil habitantes. Em termos de linchamento, produzimos um por dia. Esse é o verdadeiro esporte nacional. O autêntico jeitinho brasileiro. The real Brazilian Way.

Bolsonaro tem razão. Bolsonaro é o cara. O nosso cara. A nossa cara.

A polícia brasileira é a que mais mata no mundo. São mais de 5 000 homicídios perpetrados pelo Estado todo ano. Não por acaso, 80% dos brasileiros têm medo da sua própria polícia. Ao mesmo tempo, somos também o país que mais mata policiais. Em torno de 500 policiais são assassinados todo ano.

Bolsonaro não é uma surpresa. Nem uma excrescência. Bolsonaro é um espelho fiel. Uma consequência previsível, senão óbvia, da nossa cultivada ignorância, da nossa intolerância, da nossa insensibilidade, do nosso descaso com o lugar onde vivemos, do nosso egoísmo atroz, da nossa absoluta falta de solidariedade com os demais.

Bolsonaro é o presidente mais parecido com o Brasil. (Qualquer teste de DNA revelaria a inegável consanguinidade.) O candidato que melhor entende o país. Que melhor ouve e reproduz a voz rouca das ruas. Bolsonaro é o governante dos sonhos da maioria dos brasileiros.

O Brasil registra 60 mil estupros todo ano. Estima-se que só 10% dos casos sejam denunciados – então estamos falando em mais de meio milhão de vítimas (e de algozes) de violência sexual. Metade das vítimas são crianças de até 13 anos. São quase 30 estupros por 100 mil habitantes. Em termos de violência doméstica, são mais de 220 mil casos registrados por ano – estima-se, aqui também, que a grande maioria dos casos seja silenciado dentro de quatro paredes.

Vai que é sua, Bolsonaro. É sua – mais do que de qualquer outro candidato, por óbvio merecimento – essa imensa nau de insensatos, sempre à deriva, sempre navegando para trás ou para o fundo. O Brasil está contigo, Bolsomito. Arrasa. Arrebenta. Detona.

Quem não estiver contigo é minoria. E as minorias que se cuidem. Que se explodam. Os incomodados que se retirem. Aqui é Brasil. Ame-o ou deixe-o.


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://www.muvucapopular.com.br