Igreja Batista Getsemâni

Assassinatos de LGBTs cresce 66% em Mato Grosso

No ano passado, quinze pessoas foram assassinadas sendo vítimas de homofobia

Vitória Tumelero
Redação

Os homicídios de vítimas LGBTs (lésbica, gay, bissexual, travestis e transexuais), entre 2016 e 2018, aumentaram 66% no estado de Mato Grosso. Segundo dados do Grupo Estadual de Combate aos Crimes de Homofobia (GECCH) da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), no ano passado quinze pessoas foram assassinadas sendo vítimas de homofobia.

De acordo com o levantamento realizado pela equipe do GECCH, Mato Grosso é o terceiro estado com o maior número de mortes relativas a homofobia, com 1 assassinato para cada 367 mil moradores.

Segundo a Segurança Pública, em 2016 foram reportados sete casos, em 2017 quatorze e em 2018 quinze, ou seja, em três anos as mortes duplicaram. Entretanto, o número de suspeitos que foram realmente presos é baixo, em 2018 apenas nove foram condenados, o que condiz com 40% apenas dos crimes.

Além dos assassinatos, a denúncia em boletins de ocorrência, onde a motivação foi homofobia, também cresceram. Em 2016, 69 casos foram registrados, já em 2017 foram 114 e em 2018 foram 110, um aumento de 59% comparando 2016 a 2018.

Conforme o secretário do GECCH, major PM Ricardo Bueno, os boletins de ocorrências com a motivação de homofobia, campo para nome social de travestis e transexuais e orientação sexual foram um marco em âmbito estadual e nacional. “Com essa formatação do boletim de ocorrência, Mato Grosso se tornou referência nacional. O objetivo é garantir o respeito e a dignidade às vítimas LGBTs”, declarou o PM.

A formatação também interfere no combate do Grupo e na atuação de forma integrada e sistêmica, materializando os índices de criminalidade referentes à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. “A ideia é sensibilizar, cada vez mais, os servidores para prestar o melhor atendimento a todos os cidadãos que buscam a Segurança Pública de Mato Grosso”, concluiu o major.   


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://muvucapopular.com.br