Igreja Batista Getsemâni

Mauro se diz 'mauzinho' e não está nem aí com greve dos servidores

Da redação

O governador Mauro Mendes (DEM) se mostrou refratário a uma possível greve do funcionalismo público, anunciada pelo Fórum Sindical esta semana. Seja por excesso de confiança ou soberba, ou mesmo por não dar a mínima importância aos servidores, que o novo governador deu de ombros ao anúncio, dizendo que mantém o 'pacote de maldades' anunciado e já colocado em prática, sendo o mais brutal, o atraso salarial de até 30 dias, além do escalonamento do décimo terceiro e não pagamento da RGA.

Mauro justificou o 'topete alto' dizendo que é seu estilo de governar. " Eu sou uma pessoa muito prática, eu só faço algo se aquilo for dar resultado, não é porque sou mauzinho",  disse, se auto-avaliando.

Apesar da arrogância, o governador tenta, ao seu estilo, desmobilizar a greve anunciada pelos servidores. "Se greve resolvesse eu seria o primeiro a entrar em greve, vou convidar todo mundo a entrar em greve , porque aí em dois ou três meses não tem mais problema nenhum no estado", ironizou.

A declaração estabanada do governador pode enfurecer ainda mais os servidores públicos, como se o estado não precisasse deles para funcionar.

Em tempo: O emanuelzinhoque acompanhou e apoiou todas as últimas greves, sabe do impacto negativo que elas têm para o estado, e é uma ferramenta legítima de reivindicação dos servidores públicos, contra as ameaças reais dos governos.

Outras medidas de contenção e ajustes podem ser tomadas para aliviar o caixa do estado, como por exemplo, cortar os incentivos fiscais das empresas do próprio governador e seus aliados políticos, além de taxar o agronegócio.

 


Fonte: MUVUCA POPULAR

Visite o website: http://muvucapopular.com.br