EM DEFESA DA SOCIEDADE

AB3 Imobiliaria

Emanuel cobra Taques para concluir obra do Pronto Socorro

O prefeito de Cuiabá vai buscar audiência com o governador para discutir as obras do novo PS

Cidades

842 acessos 1

Emanuel cobra Taques para concluir obra do Pronto Socorro

Emanuel Pinheiro (PMDB) visitou obras do novo PS e busca reunião com Taques para resolver impasses financeiros.
A retomada das obras está programada para o dia 9 de janeiro. No entanto, serão apenas 100 funcionários operando na execução do projeto e não mais 300 como havia na etapa inicial.

A redução dos funcionários foi uma decisão administrativa das empreiteiras que compõe o Consórcio CL Cuiabá que são a Lotufo Engenharia e Construções e Grupo Concremax provocada pela falta de repasses financeiros do governo do Estado nos últimos meses.

A obra está com 30% de conclusão e orçada em R$ 85 milhões com 70% dos recursos do governo do Estado e outros 30% assumidos pelo município. Apenas R$ 24 milhões foram pagos as empresas responsáveis pela execução do projeto.

“Precisamos articular com o Estado para concluir essa obra e torná-la um caminho sem volta a sua conclusão. Houve uma desaceleração da obra que tinha 300 funcionários e caiu para 100 em razão da falta de repasses pelo Estado. Agora, precisamos dialogar com o Estado quais são as melhores saídas. Entendemos a delicada situação financeira de Mato Grosso, mas a saúde pública é importância número 1 para a população cuiabana”, disse.

Localizado no bairro Ribeirão do Lipa, as obras do Pronto-Socorro deverão conter 315 leitos, sendo 60 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Haverá três entradas principais: a primeira será exclusiva para pacientes com casos de urgência e emergência adulta e pediátrica referenciados pelo SUS (como aqueles direcionados Samu, ou redirecionados pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA); a segunda entrada para casos ambulatoriais (como consultas e agendamentos); e a terceira para internações.

Em um dos seus primeiros atos administrativos a frente do Palácio Alencastro, o prefeito Emanuel Pinheiro assinou um decreto que determina a realização de auditorias nos gastos do município destinados a manutenção do Pronto Socorro de Cuiabá e do Hospital São Benedito.

O peemedebista afirma que o ex-prefeito Mauro Mendes (PSB) manteve uma ascensão de investimentos em quatro anos de mandato, elevando de 23% para 31%, mas os resultados ainda são considerados insatisfatórios pela sociedade.

“A principal queixa da população é a saúde pública. Nós estamos produzindo esse levantamento para discutir com a equipe técnica e profissionais da saúde a melhor maneira de investir e atender essa demanda que cresce a cada ano”, ressaltou. 

O que dizem sobre isso?

  1. MUVUCA COMO EU TINHA FEITO NAS OUTRAS MATÉRIAS, VENHO AQUI COMENTAR SOBRE O FIPLAN (PORTAL DE TRANSPARENCIA) QUE EM DEZ/2016 FICOU FORA DO AR E AGORA QUE VOLTOU, ESTA TOTALMENTE LIMPO, SEM NENHUMA INFORMAÇÃO DO QUE FOI PAGO EM DEZEMBRO. SERÁ QUE SÓ EU ESTOU ACHANDO ESTRANHO ISSO.

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG