EM DEFESA DA SOCIEDADE

Bom de bola prefeitura cuiaba novembto

Município de MT que teve o maior terremoto da história do país registra tremor de 2,1

Servidor público diz que abalo sísmico de baixa intensidade não foi sentido pelos moradores.

Cidades

Redação 312 acessos

Município de MT que teve o maior terremoto da história do país registra tremor de 2,1

Um tremor de 2,1 graus na escala Richter foi registrado no município de Porto dos Gaúchos, a 644 km de Cuiabá, durante a manhã dessa segunda-feira (10). Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Obsis-Unb), o abalo sísmico ocorreu às 9h43 (10h43 no horário de Brasília).

O chefe de gabinete da prefeitura do município, Marcos Antônio de Souza, contou que a tremor não causou prejuízos aos moradores. “Como a cidade é muito pequena, a gente anda nas ruas e pergunta sobre o tremor para as pessoas. Mas, os moradores com os quais conversei, não chegaram a sentir nada”, disse.

O fato de os moradores de Porto dos Gaúchos não terem sentido os efeitos do tremor é explicado pelo sismólogo da Obsis-Unb, Juraci Carvalho. Segundo ele, para ser percebido pelos cidadãos comuns, o abalo deve ter magnitude entre 3 e 3,5 graus na escala Richter, usada para medir a magnitude dos terremotos.

“É uma região sismicamente ativa. Lá são registrados diversos pequenos tremores de terra e somos informados em tempo real pela estação que temos lá [no município]. Mas esses eventos de magnitude 2 não são alarmantes”, explicou.

No mês de agosto, de acordo com a Obsis-Unb, o município registrou quatro tremores de terra. No dia 3 e 8 desse mês, abalos de magnitude 2,7 graus na escala Richter aconteceram na cidade.

Maior terremoto do país

A região é conhecida pelos pesquisadores por ter registrado o maior tremor do Brasil no dia 31 de janeiro de 1950, quando um abalo de magnitude de 6.9 graus na escala Richter foi registrado na Serra do Tombador, a 100 km de Porto dos Gaúchos.

Apesar de ter sido considerado de forte impacto, o tremor não trouxe danos à pequena população que na época vivia nas proximidades do local onde ocorreu o abalo. Se tivesse acontecido no centro de uma cidade como Cuiabá, por exemplo, o sismo poderia derrubar casas e prédios, entre outras consequências.

O professor do Observatório Sismológico do Instituto de Geociências da Universidade de Brasília (Unb) e coordenador da Rede Sismográfica Centro-Norte que integra a Rede Sismográfica Brasileira, Marcelo Peres Rocha, explicou que os tremores são explicados por uma falha geológica na região.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé