EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE Diario Oficial

Governo não paga salários e professores cruzam os braços

Tem professor que não foi dar aula por falta de dinheiro para pagar vale transporte.

Educação

Redação 10036 acessos 12

Governo não paga salários e professores cruzam os braços

Por falta de pagamento de salários por parte do governo do Estado de Mato Grosso, professores e servidores da escola Fernando Leite de Campos em Várzea Grande cruzam os braços na manhã desta quarta-feira (11) em Cuiabá. Os alunos foram dispensados.

Segundo informações da Diretora da Escola Vania Regina de Almeida os professores não entraram em sala de aula por falta de pagamento. “Hoje de manhã quando os professores chegaram na escola e foram consultar do saldo de suas contas no banco viram que estava zerado. Então eles decidiram não entrar em sala de aula”, disse.

Conforme entrevista com a diretora da escola, tem professores que não foram trabalhar por não terem nem dinheiro para pagar o vale transporte. “Olha eu apoio a decisão dos professores pois, você vir trabalhar já ganhando pouco e ainda não receber seu salário em dia é desanimador. E outra cortar o ponto do servidor porque ele não foi trabalhar, ele não foi porque não quis, mas ele não teve como ir”, exclamou.

A escola conta hoje com cerca de 100 servidores, desses apenas três contratados receberam seus salários. “Aqui na escola são 70 professores e mais 30 funcionários, desse total apenas três pessoas receberam. Eu não sei qual é o critério que o estado está adotando para este pagamento, porque uma parte era dia 30 outra no dia 10, poxa vida, se for para pagar que pague todos de uma vez ou então não paga ninguém”, reclamou.

Os servidores do Estado de Mato Grosso andam sendo prejudicados por tantas mudanças radicais na gestão de Pedro Taques. De acordo com a diretora, “Ele mudou o recebimento do salário para o dia 10 e quem tem contas para pagar vem pagando juros altos, então nós servidores que estamos sendo responsáveis pelo furo que há no governo”, finalizou Vania Regina.

Além dos professores, trabalhadores terceirizados do Estado que deveriam receber até o 5º dia útil do mês, que neste caso seria na última sexta-feira (06/01), não receberam até o dia de hoje, e não há previsão nem lançamento do pagamento referente ao mês de dezembro no FIPLAN.

O que dizem sobre isso?

  1. Acredito que não é justo os contratados receberem duas vezes o mesmo salário. Pois pelo que consta já foi pago na greve.

  2. um governo teórico sabe de tudo, mas nada funciona...num governo prático tudo funciona mas ninguém sabe por quê...neste incrível governo conjugam-se prática e teoria: nada funciona e ninguém sabe porque!!! ohhh 2018 ...!

  3. Bolsa Pantaneira é a forma legal de compra de votos, todos os politicos fracassados fazem uso dessa formula, a solução para evitar tantos repasses para o Legislativo, Judiciário e para obras que apenas são iniciadas e paralizadas logo em seguida são formulas eleitoreiras para angariar fundos para campanha, adote o teto salarial de R$ 33.700,00, pois 90% da folha é para quem ganha abaixo de R$ 6.000,00.

  4. Parece que o ano começou bem para a economia do Estado. Que bom! Imprensa começou o ano recheada de boas notícias do tipo: Paiaguas presenteia Emanuel Pinheiro com R$ meio milhão para reforma do Dutrinha, Governo repassa mais R$ 17 milhões para o Judiciário" ou ainda, "Assembleia comemora aumento de R$ 45 milhões no duodécimo para 2017, governo cria o Bolsa Pantaneira, (versão tucana do Bolsa Família), Outras manchetes deram índices de aumento de arrecadação em 2016 e previsão de crescimento para 2017. Estado em crise? Só quando se trata de salários dos servidores.

  5. Calma gente só faltam 23 meses pro Desgoverno acabar.

  6. Falta de caráter. ..vergonha nacional.. .Será que está voltando a era do sr carlos bezerra que deixava os professores passando necessidades por roubar todo seu salário? Parabéns caçador de corruptos...vc não é diferente dos ladrões que assaltam o servidor publico!

  7. Percebo, que está havendo uma articulação muito silenciosa por trás, que poucos estão vendo, o Taques, saiu de férias para curtir o Rio de Janeiro, e seu vice foi para Santa Catarina, não havendo um consenso em relação a cada vez ser vez do outro se ausentar, resumindo, o Vice, parece que não quer mais assumir nas saídas do governador, para começar a se afastar desse desgoverno que ele esta vendo que pode haver a possibilidade de cair em seu colo, sem que ele esteja desgastado como está.

  8. só rindo...pra não chorar...Pedro "Taxa" arrochando geral!

  9. Os professores estão recebendo "menos" que os alunos!! Os educadores que deveriam ter um dos maiores salarios do brasil, são desvalorizados nesse pais.. No ritmo que esta em 2025 não vai ter ninguem querendo essa profissão!!

  10. Brincadeira hein, o sr. Taques deve achar que estamos sendo "castigados" porque fizemos greve por conta de reposição de inflação. Sendo que o MPE, AL e TJ já querem saber do RGA desse ano. Ele não vê que o servido público é muito importante em Cuiabá. Movimenta a setor de comércio e de serviços. Perseguindo os servidores do executivo (que trabalham muito e ganham pouco) ele não ganha só a nossa antipatia não. Todo mundo sabe distinguir um professor, um policial de um juiz, procurador, todo mundo sabe do abismo salarial que nos separa. Então não pense sr. Taques que estamos recebendo um castigo. Vamos passar pelo seu governo como passamos por outros... Talvez com mais dificuldade e enfrentando humilhações, mas vamos passar, trabalhando todo dia para servir à população.

  11. Filho pequeno

  12. O meu salário também até agora não caiu na conta. Estou com aluguel, energia e outras contas atrasadas. Até leite do meu filho de pequeno acabou

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG