EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE Diario Oficial

Vereadores articulam derrubada do veto do prefeito

Parlamentares querem aumento do próprio salário

Geral

771 acessos 2

Vereadores articulam derrubada do veto do prefeito

Os vereadores de Cuiabá já articulam derrubar o veto do prefeito, Emanuel Pinheiro (PMDB), contra o aumento dos salários dos parlamentares em 23%. O presidente do Parlamento cuiabano, Justino Malheiros (PV), já havia adiantado na cerimônia de posse, realizada dia 1º, que iria lutar pela aprovação do aumento na Câmara. A informação foi reforçada pelo também vereador Mario Nadaf (PV), nesta terça-feira (3), à reportagem de A Gazeta. 

A matéria ainda não chegou ao Executivo, mas Emanuel já adiantou que irá vetá-la. Caso seja reajustado, o salário dos vereadores passará de R$ 15 mil para R$ 18,9 mil. Segundo Nadaf, a derrubada do veto de Emanuel e a efetivação do aumento para os vereadores precisa de 13 votos. “Já houve 11 votos na aprovação do tema, no ano passado. Estamos conversando com os colegas para chegar a um entendimento. A questão é mais ampla do que a população está acostumada, pois se essa matéria não for aprovada agora, estaremos 8 anos sem reajuste. Agora pergunto: qual categoria -tanto na iniciativa pública, quanto na privada - que está há 8 anos sem aumento? O presidente já aprovou um salário mínimo de quase mil reais, e enquanto isso nossa verba indenizatória, que era de R$ 23 mil em 2012, agora está em R$ 9 mil”, argumentou.

Nadaf reiterou que a decisão de derrubar o veto e optar pelo aumento é “completamente constitucional e justa”. O vereador não acredita que o aumento agravará a crise, pois segundo ele “há neste momento uma crise de representatividade. Os salários dos agente públicos devem ser altos para se evitar o mal que assola o país, que é a corrupção”.

Por fim, Nadaf confirmou que há dentro da Casa de Leis uma articulação para que o aumento passe. Segundo Nadaf, restam apenas 2 vereadores para se garantir a maioria absoluta e a efetivação da medida - 13 parlamentares.

O presidente da nova Mesa Diretora confirma que o Legislativo já articula a derrubada do veto. Justino defendeu o aumento, argumentando que os parlamentares não têm correção salarial há mais de três anos. “Temos que ser valorizados. Não temos reajuste desde 2013 e merecemos isso. Só precisamos estar atentos para que a questão não atinja a população e nem a imagem da Câmara. A unidade só fortalece, ela não divide. Nós vamos nos sentar com a Mesa Diretora e traçar as metas a serem combinadas”, disse Malheiros. 

Dos vereadores reeleitos apenas Toninho de Sousa (PSD) votou contra a medida. Os demais: Renivaldo Nascimento (PSDB), Mario Nadaf (PV), Wilson Kero Kero (PSL), Dilemario Alencar (Pros), Lilo Pinheiro (PRP), Marcrean dos Santos (PRTB), Paulo Araújo (PP), Juca Do Guaraná Filho (PT do B), Chico 2000 (PR), Adevair Cabral (PSDB) e Ricardo Saad (PSDB).

O que dizem sobre isso?

  1. "os salários dos agentes públicos devem ser altos para se evitar o mal que assola o pais, que é corrupção"??? Pura safadeza .... a pessoa que se candidata ao cargo publico, deve se doar a contribuir a sociedade... Nao e isso conversa deles nas campanhas eleitorais??. se candidatou pq quis... eu não convidei ninguém a se candidatar.. e sabia do salario... salario esse que já alto demais... eu também sou a favor de que politico... fique somente um mandato...e salario igual ou menor que um professor de educação primaria, por que esses sim contribui de verdade para a nossa sociedade e tem que sobrevier com esse misero salario... Poderia na verdade , inverter ... os vereadores receberem salários de professores e professores receberem salários de vereadores.... Ai vem ai chorar que não tem reajuste a 3 4 anos.... porque se candidatou?? estão parecendo um bando de presidiários... que cometem crimes contra a sociedade... depois vem reclamar da comida, da lotação...

  2. Mário Nadaf, tu está fazendo tudo aquilo que abomino de coração: foi candidato a reeleição e defende aumento pra vereador (sem esquecer as Verbas Indenizatórias). Por isso sou contra a reeleição. ser vereador é doar-se a sociedade por um tempo determinado (um mandato seria suficiente), e não precisa o vereador ficar o dia todo na Câmara sem ter umA ocupação de verdade como sustento. Tu quer se eternizar no poder e isso é vergonhoso. Quanto a sua fala "Os salários dos agentes públicos devem ser altos para se evitar o mal que assola o país, que é a corrupção” é pura falácia. Quem tem propensão a ser corrupto, não importa o quanto ganhe, será corrupto.#VERGONHA

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG