EM DEFESA DA SOCIEDADE

ALMT - Hanseniase - Topo

B.O passa a ter campo para identidade de gênero em MT

Além de respeitar as vítimas, mudança vai ajudar nas estatísticas, diz Sesp.

Geral

Redação 210 acessos

B.O passa a ter campo para identidade de gênero em MT

A partir deste ano os boletins de ocorrência registrados em Mato Grosso passarão a ter um campo constando a identidade de gênero, tanto da vítima quanto do suspeito.

A inclusão da informação no registro policial passa a ser uma forma de respeito e dignidade com as vítimas, mas também um indicador da quantidade de vítimas que registram ocorrências no Estado, contribuindo com os parâmetros para políticas de segurança pública.

O investigador de Polícia Civil responsável pela capacitação dos policiais, Adriano Real, explica que para este ano, um trabalho de conscientização deverá ser realizado nas delegacias de polícia, por meio de ofícios e material educativo às diretorias da região metropolitana e de interior, para divulgar as alterações e o que impacta na vida do cidadão.

O presidente do Grupo Livremente, Gabriel Henrique Figueiredo, diz que este é um grande avanço para o público LGBT. “Reconhecer a expressão de gênero é o resultado da nossa luta. Em 2016 foram realizadas várias conversas com membros do governo do Estado e esta é uma das conquistas”.

Essa inclusão da identidade de gênero faz parte de um trabalho que já vem sendo desenvolvido nos órgãos públicos.

A Defensoria Pública do Estado baixou uma resolução em junho do ano passado garantindo que, tanto servidores quanto usuários dos serviços que se identifiquem como travestis ou transexuais, possam fazer uso de seus nomes sociais no âmbito da instituição, em todos os processos judiciais ou administrativos.

O Ministério Público Estadual também regulamentou no ano passado em suas estruturas a utilização do nome social de travesti e transexual.

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG