EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE abril

Prefeito de Confresa gastou sozinho cerca de 145 mil em diárias em menos de 12 meses

No portal, às viagens estão alternadas entre Cuiabá e Brasília

Geral

Redação 1602 acessos 1

Prefeito de Confresa gastou sozinho cerca de 145 mil em diárias em menos de 12 meses
Larissa Malheiros

O prefeito de Confresa, Ronio Condão (PSDB) pode ser o “campeão” em gastos com diárias no ano de 2017, entre os gestores municipais de Mato Grosso. As despesas estão expostas no portal transparência, no site do município, e chega ao valor de R$ 145 mil. Também existe nesta prestação de contas, diárias lançadas incompatíveis com os dias em que o gestor permaneceu, na cidade de destino. 

Ronio viajou 18 vezes em menos de 12 meses, neste ano. No portal, às viagens estão alternadas entre Cuiabá e Brasília. A última diária descrita e também umas das mais altas, no valor de R$ 14 mil, foi uma ida para capital mato-grossense.Sendo 14 estadias, no período de 13 até 27 de novembro, com o relato de que iria participar de uma reunião, na Secretaria Estadual de Saúde.

Também gastou o mesmo valor em junho, com o mesmo número de dias, para visitar o Tribunal de Contas do Estado, e novamente em reuniões nas Secretarias. O que chama a atenção, e deixa os valores como suspeitos, é que a maioria das viagens são descritas como reuniões em Secretárias e visitação, como exemplificado no site transparência.

“PELA DESPESA EMPENHADA REF 14 DIARIAS P/ IR A CUIABA-MT NO PERIODO DE 07/07 A 21/07/2017, PARTICIPAR DE REUNIOES NA SEC.ESTADUAL DE SAUDE, SINFRA, AUDIENCIA P/ DISCUTIR O PLANO DIRETOR, REUNIAO COM O GOV.DO ESTADO E VISITA AO TCE.QCA-6773, ” diz trecho, na integra, no portal.

Um outro fato "obscuro" é o lançamento de diárias para 10 dias, com destino a capital federal. Porém, na mesma planilha, é revelado que Ronio ficou apenas, cinco dias. Por está viagem , ele recebeu  quase R$ 13 mil. Neste caso, o gestor deve devolver o valor que não usou aos cofres públicos, mas não sabemos se isso ocorreu.

Se o cálculo for feito em cima dos valores apresentados, o prefeito ganha por dia de viagem, cerca de R$ 1 mil. Além disso, as despesas com locomoção, como carro ou avião, são custeados pela prefeitura. Ainda é demonstrado nesta prestação de contas, que o gestor viajou todos os meses do ano, e em alguns momentos, por mais de uma vez. Em Cuiabá esteve por 13 vezes e em Brasília, cinco.

Confira o Portal Transparência

 

O que dizem sobre isso?

  1. pois e pessoal eu trabalho em uma prefeitura, onde vou p cuiaba recebo 200 reais diaria, so de van ja gasto 100 p ir...80 hotel...e 60 reais de almoço e janta ai vem tribunal e manda eu devolver diaria.

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG