EM DEFESA DA SOCIEDADE

IPTU Prefeitura Cuiabá

Após várias polêmicas Valente é eleito presidente do CREA-MT

Depois de várias liminares impedindo alguns candidatos a disputar o pleito , o agrônomo vence as eleições

Geral

Redação 1609 acessos 5

Após várias polêmicas Valente é eleito presidente do CREA-MT

Conquistando   957 votos  nas urnas nesta última sexta-feira(15), o agrônomo João Pedro Valente(Prof. Valente venceu a eleição presidencial do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso( Crea/MT) para o biênio 2018/2020.

Já a agronoma Kateri Dealtina dos Anjos obteve 828 votos. O terceiro candidato, Birigui teve 107 votos. Para a Diretoria Geral da Mútua/MT saiu vitorioso na disputa   o engenheiro civil, Adjane Prado, que venceu com 875.

E o ex-presidente do CREA e engenheiro civil, Tarcísio Bassan teve 862 votos. Os números oficiais para presidente.

Na disputada presidencial do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), o   engenheiro  civil Joel  Krüger  obteve   783  votos.  E Murilo Pinheiro   conquistou 705 votos, Jobson Nogueira 133 votos e José   Ribeiro com 56 votos.”

O resultado para eleição da diretoria administrativa da Mútua ainda não foi divulgada.  O   presidente eleito do Crea-MT tomará posse no dia 1º de janeiro de 2018. 

Para o novo presidente do Crea/MT prof. Valente, sua campanha contou com o apoio direto de todos os profissionais  para o comando do conselho. 

 “Trabalhamos   fortemente para vencer as eleições. Com uma equipe capacitada e com o apoio de profissionais da engenharia e da área técnica do Sistema Confea/Crea que acreditam em nosso trabalho”, disse Prof. Valente, acreditando em um Crea/MT transparente, ético, que tem como um dos objetivos a valorização profissional.   

Atualmente, o órgão fiscalizador têm 23 mil profissionais de diversos segmentos públicos e privados.

Um dos  projetos                                           

Prof. Valente pretende criar a Escola Superior da Engenharia com cursos de pós-graduação e atualização, em horários adequados às necessidades dos profissionais e com custos subsidiados por meio da Mútua. “A ideia é  qualificar os profissionais , dando condições de crescimento na  carreira”, destacou.

Ele também defende  que o Crea/MT  esteja dentro dos órgãos públicos e empresas privadas atendendo as demandas dos profissionais.

Nos projetos, constam uma ação integrada, para normatizar e fiscalizar o exercício das profissões, revendo o Plano de Careira, Cargos e Salários (PCCS), de  saúde, e auxílio alimentação, dessa forma valorizando os profissionais.   

“ Apoiaremos   de forma efetiva, as entidades de classe. Porque entendo que a nossa força está na união. O CREAMT precisa valorizar os seus profissionais, mostrando que eles têm um amparo legal”, avalizou Valente.

 

O que dizem sobre isso?

  1. Estranho que um praticamente desconhecido da maioria, sem fazer uma campanha, venceu a eleição... Não?

  2. Parece que o tal será mero coadjuvante. Que projetos? Quem o conhece para dar a ele essa confiança toda. comentam-se que foi um estepe... Mas chama a atenção o método aplicado para se chegar ao resultado. O MPF, deveria averiguar. Apenas para não restar mais dúvidas. Ora. A CER FOI DISSOLVIDA E O SEU PARCEIRO ASSUME COMO INTERVENTOR? CONVENHAMOS!

  3. Parabenizo o Dr. Joao Pedro Valente pela vitória. Parabens e muita PROSPERIDADE.

  4. Uma bela escolha da classe dos engenheiros; homem de bem , trabalhador Prof. UFMT, ex-presidente da FAPEMAT pode contribuir com uma gestão inovadora ???

  5. Kateri era unida com Birigui, rimou!! 107 votos de birigui derrotou Kateri, rima final. Pensa que somos bóbó xera xera Birigui? Seu fake!!

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé