EM DEFESA DA SOCIEDADE

Diário de contas novo (TCE)

Taques cria cargo desnecessário para atender correligionário

Adair Oliveira de Moraes (PSD) ao cargo em Comissão de Direção Geral e Assessoramento nível DGA-8, de Assistente Técnico I da Diretoria da Cadeia Pública de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Governo

Redação 3981 acessos 3

Taques cria cargo desnecessário para atender correligionário

O governador Pedro Taques criou um cargo no sistema penitenciário do Estado para atender um correligionário. O ato está no Diário Oficial de Mato Grosso (IOMAT) do último dia 20, onde nomeou o candidato derrotado nas eleições municipais para vereador de Vila Bela, Adair Oliveira de Moraes (PSD) ao cargo em Comissão de Direção Geral e Assessoramento nível DGA-8, de Assistente Técnico I da Diretoria da Cadeia Pública de Vila Bela da Santíssima Trindade.

Conforme a denúncia, esse cargo não existe no sistema penitenciário, e se criado deveria ser ocupado apenas por servidores de carreira (Concursados).

Isso está previsto na Lei N° 503/2013 do Sistema Penitenciário diz que todos os cargos em comissão pertencentes ao Nível de Execução programática e ao Nível de Administração Regionalizada, componentes da estrutura do Sistema Penitenciário, serão providos exclusivamente por servidores da carreira.

Mesmo diante de uma crise que vem afetando a saúde do estado de Mato Grosso, que vem sofrendo com repasses atrasados e sem contar no parcelamento da Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores estaduais, o governador cria cum cargo desnecessário.

Tendo em vista que outras unidades do sistema prisional do estado, não possuem cargo semelhante, isso não condiz com o que o senhor Pedro Taques prega, além de infringir uma lei da categoria.

Outro Lado

Por meio de nota o governo do estado esclarece que o cargo ocupado pelo correligionário de Taques está previsto na estrutura organizacional da Sejudh, e que o ato de nomear e exonerar cabe ao governado.

Integra da Nota

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos esclarece que Adair Oliveira de Moraes foi nomeado no cargo comissionado DGA-8 para função administrativa na cadeia pública de Vila Bela da Santíssima Trindade.
O cargo está previsto na estrutura organizacional da Secretaria de Justiça, conforme o Decreto 1117/2017 e é de livre nomeação e exoneração pelo Governo do Estado.

O que dizem sobre isso?

  1. Além disso, ele tem ao menos 3 funcionarias na Seduc que ficam O DIA TODO no whatts o defendendo( Taques). Já apresentei denuncia anonima no MP contra : Marimax, Madona e Carla Rocha, com cópias das conversas no whatts, durante horário de expediente por 1 mês. Nós, cidadão comuns e de bem pagamos os impostos para manter essas parasitas.

  2. TAQUES A SERVIÇO DOS EMPRESÁRIOS E CORRELIGIONÁRIOS

  3. Não quer pagar RGA mas cria cargo desnecessário é uma vergonha mesmo esse ESTADO

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG