EM DEFESA DA SOCIEDADE

Novembro AL Ética

Sintep diz que tempo de um ano para sair concurso pode ser o mesmo de nomeação

Além de reivindicar na época as alterações no projeto das Parcerias Público-Privadas (PPPs) e o pagamento da diferença do piso salarial retroativo às perdas do período até dezembro de 2017

Governo

Redação 1157 acessos 1

Sintep diz que tempo de um ano para sair concurso pode ser o mesmo de nomeação
Larissa Malheiros

O presidente do Sindicato do Trabalho no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Henrique Lopes diz que a preocupação da categoria é que concurso público demore mais de um ano para nomeação dos aprovados. Isso porque, a categoria acordou o concurso durante a greve, em julho de 2016.

Além de reivindicar na época as alterações no projeto das Parcerias Público-Privadas (PPPs) e o pagamento da diferença do piso salarial retroativo às perdas do período até dezembro de 2017. Porém Henrique explica, que a preocupação atual é que toda conquista categoria “caia por terra”, já que os últimos acontecimentos relacionados a projetos e salários dos servidores são alarmantes.

“ Estamos na expectativa da posse do concurso público. Também esperamos que a PEC (Proposta de Emenda Constitucional (PEC), não venha comprometer a política do poder de compra”, ressalta.

Ainda sobre o concurso público, Henrique conta, que o governo estabeleceu o prazo de convocação para o início do ano letivo, ou seja, janeiro de 2018. “ A luta é pela nomeação, e que não deixe a “banho maria”. Mas não acredito que chamem neste período”, comenta.

Em relação a uma possível greve, caso governo atrase ou escalone o salário, assegura que não descarta, mas que a categoria é tão desvalorizada, como recebe pouco, ainda não entrou na escala após o dia 10. “ O pagamento ainda não atrasou ainda, porque a maioria dos profissionais ganham pouco, bem menos que R$ 5 mil, que é o valor máximo que eles pagam dia 10. Por isso, não atrasou, mas não descartamos”.

 

 

 

 

O que dizem sobre isso?

  1. Concordo com a reportagem. Os candidatos para TAE que fizeram o concurso, então não devem ser chamados, porque nem o resultado foi divulgar. Será que caímos em mais um "conto do vigário"?

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé