EM DEFESA DA SOCIEDADE

Prefeitura conciliação outubro

Arcanjo vence queda de braço com a Justiça e volta esta semana para Cuiabá

O ex-bicheiro deve chegar nesta quinta-feira (14), na PCE em meio a greve dos agentes penitenciários que deve ser deflagrada nesta terça-feira (12).

Judiciario

Redação 290 acessos 1

Arcanjo vence queda de braço com a Justiça e volta esta semana para Cuiabá
Única News

O ex-bicheiro, João Arcanjo Ribeiro, chega nesta quinta (14), na Penitenciária Central do Estado (PCE) em meio a greve dos agentes penitenciários que deve ser deflagrada nesta terça (12), durante assembleia geral da categoria.

Arcanjo foi preso em 2003, em Montevidéu, no Uruguai, depois que a Polícia Federal deflagrou em Mato Grosso a operação Arca de Noé, para desarticular o crime organizado no estado.

No dia 24 de outubro de 2013, João Arcanjo Ribeiro foi condenado a 19 anos de prisão em regime fechado pelo Tribunal do Júri, na Comarca de Cuiabá, como mandante da morte do empresário Sávio Brandão. Assassinado em setembro de 2002 com cinco tiros.

O ex-comendador também é acusado de ter mandado matar os empresários Rivelino Brunini, Fauze Rachid Jaudy e Mauro Manhoso, o cabo da PM Valdir Pereira, e Leandro dos Santos, Celso Borges e Mauro Moraes, que teriam assaltado uma das bancas de jogos de bicho da Colibri.

Em 2007, quando estava preso na PCE e ainda comandando o jogo do bicho de lá de dentro, foi transferido para o presídio federal de Mato Grosso do Sul. Depois disso, passou também prelos presídios federais de Porto Velho (RO) e de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

Arcanjo deve ficar em uma cela isolada, no raio 5, onde ficam presos de maior periculosidade, como chefes de facções criminosas e com poder de persuasão da massa carcerária.

De acordo com o advogado de Arcanjo, Paulo Fabriny, todo o processo de transferência será coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e que, após a chegada de seu cliente, dará continuidade ao processo em que busca a progressão de pena.

"Já cabe regime semiaberto para ele, no caso, aqui em Mato Grosso, é a utilização de tornozeleira”, explica.

 Greve 

O presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado (Sindspen-MT), João Batista Pereira de Souza, disse que os agentes cruzam os braços em todo o estado. "Dentre as reivindicações, estão progressão na carreira, disponibilização de fardamento e equipamentos e pagamento da jornada voluntária"

O que dizem sobre isso?

  1. O filho pródigo a casa retorna.... será q vai ter alguma "festa"?

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG