EM DEFESA DA SOCIEDADE

Bom de bola prefeitura cuiaba novembto

Cartas marcadas, Taques e Wilson, o que há de pior na política de MT

Com menos de dois anos de mandato o governador já se tornou o que de pior existe na política de Mato Grosso

Opinião

José Marcondes Muvuca 6181 acessos 3

Cartas marcadas, Taques e Wilson, o que há de pior na política de MT

Virou novela o caso "Cartas Marcadas". Toda semana salta na mídia mais um episódio. E está repetitivo. A operação da delegacia fazendária (Defaz) ocorreu em 2011 para desarticular um suposto desvio de R$ 500 milhões do Tesouro de MT, sobre uma ação de R$ 1,3 bilhão. Isso foi o que apontou o cálculo da auditoria estadual (CGE).

Mas toda a perícia posterior diz que a CGE errou, e errou grosseiramente. O problema é que tanto a Defaz quanto o ministério público (MPE) agiram conforme cálculo da CGE. Nessa fase da história, a única opção do MPE é pedir que a Justiça não aceite sua própria perícia e mantenha o documento inicial da CGE.

Em jogo está o deputado Gilmar Fabris (PSD), aliás, objeto de desejo do MPE há muito tempo, e que teria sido a voz e o corpo do "Cartas Marcadas". Porém, mesmo indiciado no processo, não há documentos que apontem para ele.

Gilmar Fabris, que querendo ou não, parece ter agido em favor de MT. O MPE não vai conseguir "pegar" o deputado Fabris nesse caso. Além de tudo, o Palácio Paiaguás depende, e muito, de sua atuação no parlamento estadual. Fabris é versátil, já foi Campos, foi Riva e agora é Taques, seu modo de agir sempre exerceu fascínio nos homens que tem o comando e precisam fazer a roda girar.

Pedro Taques (PSDB) ainda não tem uma identidade própria, e essa campanha a prefeito tem aprofundado essa impressão. Primeiro desautoriza a tese do alinhamento político prefeito da Capital e governador, ou seja, antes para Taques não importava quem fosse o prefeito. Mas agora tudo mudou. O candidato Wilson Santos (PSDB) exigiu, e ganhou do governador o discurso de que se ele (Wilson) ganhar terá portas abertas no Paiaguás, e apenas ele.

O que parece ser coisa de coronel político, de só ajudar os amigos, ou que o governador faz o que quer, nem essa "macheza" Taques pode dizer que é sua. Isso nunca fez parte do caráter dele, e o povo sabe disso, pois até outro dia era um homem que buscava as leis e a convivência com homens de bem (Wilson Santos não tem essa imagem de santo, ao contrário, a imagem mais positiva é a de brigão).

A tese do alinhamento, quer dizer, se Wilson Santos não ganhar Taques não ajuda Cuiabá, é o que há de pior na política do medo e do revanchismo. Pedro Taques parece não saber o que faz, ou o mal que está fazendo a sua própria biografia. Talvez a convivência com velhas raposas tenham transformado um homem bom, igual à todos, e que não tem voz, ou Taques sempre foi o que está mostrando, no que há de pior na política de MT.

O que dizem sobre isso?

  1. senhores, o Wilson Santos não está levando porrada de graça, ele é sabedor de que vai perder a eleição. Entretanto, é plenamente consciente que a vaga da ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PARA O TC (Tribunal de Contas), será sua. Esse será o seu premio, com a benção do nanico ditador e o aval do MP que serve de forma subserviente ao Palácio Paiaguas. Mesmo tendo inúmeros PROCESSOS, não sofrerá o ataque do MP , como sofreu a JANETE RIVA, que também não tinha a menor condição para assumir ao cargo. O aparelhamento do Estado vai funcionar para servir ás vontades do pior governo de Mato Grosso.

  2. Senhor muvuca. Tenho uma pergunta. O Taxi lê seus artigos. Caso positivo, queria ser uma varejeira do paiguas para voar e sentar na bolacha Mabel dele, "do chá da tarde", e me deliciar com a cara do ilustre.

  3. Belo texto sintetizou bem

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG