EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE Fevereiro

Jornalista chama vice-governador de pateta e oportunista

Mauro Mendes e Carlos Fávaro querem abandonar o barco de Taques que está afundando mas foram co-responsáveis pelo atual governo

Opinião

Redação 1977 acessos 8

Jornalista chama vice-governador de pateta e oportunista
MUVUCA POPULAR

O jornalista Rodrigo Rodrigues não perde a oportunidade de apontar em seus artigos aquilo que parece óbvio, mas ninguém enxerga. Dessa vez ele fez uma leitura do quadro político sob o ponto de vista dos oportunistas Mauro Mendes e Carlos Fávaro. Um afiançou o governo de Pedro Taques durante todos esses anos, inclusive emprestando seus quadros para compor a equipe. O outro, simplesmente é o vice-governador do estado, e tão responsável pela atual gestão quanto o titular do cargo.

No artigo Rodrigues chama Fávaro de pateta, e que seria melhor colocar uma melancia na cabeça para aparecer. "Em pleno sábado de Carnaval, surge um áudio, com uma foto de uma colheitadeira em cima de um caminhão, creditado ao vice-governador Carlos Fávaro, esbravejando e destilando raivosas críticas ao governo do qual faz parte.", diz o artigo.

A análise do jornalista é de que o gesto serve muito mais para desmascarar quem é Fávaro, mostrando-se um traidor barato, do que apontá-lo como alguém que merecça reconhecimento por 'bater' no monstro que ajudou criar, revelando em si um oportunismo vil e covarde.

Leia o artigo na íntegra:

ÀS FAVAS COM O FÁVARO

A lei de Murphy diz que quando algo poderá dar errado, dará!

Já a lei de Millôr Fernandes, diz que de onde você menos espera é de onde você não pode esperar nada mesmo!

Nessa semana, o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, engrossou o tom das críticas em relação à gestão de Pedro Taques. Esperneou e esbravejou dizendo que não é nenhum traidor e que tem todo o direito de se candidatar ao governo, mesmo que contra o atual governador. Óbvio que Mauro Mendes, assim como eu ou você que está lendo este artigo, que se enquadra nos pré-requisitos, pode ser candidato ao governo sim! Já quanto à pecha de traidor eu discordo. Tenho uma outra opinião sobre isso!

Particularmente, tenho uma grande simpatia pelo ex-prefeito, acho ele uma pessoa do bem, sempre tivemos um tratamento respeitável e tenho até uma certa admiração por ele como empresário. Conseguiu se destacar, em determinado  momento, em uma área estratégica e muito disputada, a de antena de celular. Mas, como gestor de Cuiabá, foi de médio para baixo. Apoiou a eleição de Pedro Taques ao governo e, durante três anos, se omitiu. Raras vezes em que ele se manifestava, era para elogiar o atual governo, inclusive, ele indicou várias pessoas de sua confiança para compor o governo. Ele bobeou no momento.

Ou como os bacaninhas da FIEMT gostam de dizer, perdeu o timming. Agora, que é um governo em frangalhos, ladeira abaixo, como bom companheiro, Mendes deve agarrar na alça do caixão e deve acompanhar o enterro até o final. Qualquer coisa em contrário, parecerá oportunismo e traição.

Voltando à tese do engenheiro espacial, Edward Murphy, em pleno sábado de Carnaval, surge um áudio, com uma foto de uma colheitadeira em cima de um caminhão, creditado ao vice-governador Carlos Fávaro, esbravejando e destilando raivosas críticas ao governo do qual faz parte.

Claro, que se comparando com Mauro Mendes, esse Carlos Fávaro não representa nada na ordem política e social do estado. Ao invés de aproveitar o Carnaval e vestir uma fantasia de Carmem Miranda, com uma melancia pendurada no pescoço e ir para a Orla do Porto chamar a atenção, optou por fazer média com meia dúzia de produtores rurais em cima do desgaste do atual governador.

Obviamente, que deve ter a participação mais uma meia dúzia que lhe incentivou a fazer isso, visando a possibilidade da repercussão, colocar seu nome como um possível sucessor de Pedro Taques.

Não sei quem é o Pink e não sei quem é o Cérebro. O tiro saiu pela culatra. Essa patetada de oportunismo barato, serviu apenas para que nós tivéssemos o mínimo de conhecimento de quem é esse morfético vice do Pedro Taques. Isso é um tipo de traição vil e covarde. Se bem que ninguém nunca esperou nada do senhor Fávaro. Foi Secretário de Estado de Meio Ambiente e não produziu nada de relevante, um verdadeiro fiasco.

Bom, se o vice não representa nada no contexto político, e sabemos que o cargo de vice é uma mera figuração, ainda mais se tratando desse sujeito, claro que estou me referindo à regra, pois houve vices que já assumiram o poder e fizeram grande diferença nesse país - isso é a exceção. E voltando a regra, esse passou três anos sentado no banco, não indo sequer para o aquecimento, e finalizará o último ano sem pisar no gramado.  Para que então, perder tempo escrevendo sobre esse sujeito?

Para nos lembrar que ele é uma bandeira fincada no Paiaguás, que representa um grupo de pseudo-políticos-empresários ou pseudo-empresários-políticos, que há dezesseis anos, implantou um modelo de gestão excludente, que volta toda a sua energia e políticas públicas para atender um só segmento, deixando de fora noventa por cento da população.  Para ser mais claro, é como se Mato Grosso fosse uma prostituta que estivesse pagando para ser fodida. E, como não poderia ser diferente, numa inversão da lógica, enriquecesse os poucos e felizardos clientes seus. Levando à falência a própria senhora de "vida fácil”, a cafetinagem e todos aqueles que não fazem parte da sua seleta e privilegiada clientela, que fica literalmente "na mão”, ou seja, a maioria absoluta dos mato-grossenses.    

Este modelo foi inaugurado em primeiro de janeiro de 2003, tendo na cabeça Blairo Maggi, que elegeu Silval Barbosa, condicionando a manutenção desse sistema pervertido. Na sequência, elegeram Pedro Taques, que além de manter, até ampliou o modelo.

O alerta é que a reeleição de Pedro Taques, é a continuidade do que está aí. E, uma possível candidatura de Mauro Mendes, seria uma continuidade melhorada ou menos pior que a atual.

Já o vice, o Fávaro, que se assanha, seria uma continuidade piorada.

Então, o próximo governador, tem que ser alguém com capacidade, não só de derrotar Pedro Taques e o plano B e o plano C deste grupo, mas de expurgar, dar um basta, a esse abuso, a esse estupro, que vem ocorrendo em Mato Grosso há quase duas décadas.

O que podemos tirar de proveito desse áudio, é que ele sintetiza muito bem o pensamento desse grupo que está no poder, ou seja, às favas as escolas, às favas a saúde, às favas a segurança pública.

Esse negócio de gente morrendo em porta de hospital, de violência desenfreada, salários atrasados, tudo isso é bobagem, crime mesmo e hediondo, é multar um produtor rural por sonegação ou por não ter a devida autorização de transporte. Imagina então, se falar em acabar com bolsa família dos milionários - "incentivos fiscais” - , ai teremos a pena de morte.

Como disse recentemente o Ministro do STF, Gilmar Mendes, que mandou às favas a modéstia: “não dá para bater palma para maluco dançar”.

Às favas os Fávaros e esse modelo indecoroso e repleto de sevícias!


Rodrigo Rodrigues, jornalista e gestor público.

O que dizem sobre isso?

  1. Mais uma vez afirmo, se a população matogrossense, digo os menos abastados financeiramente, não elegerem políticos desvinculados dos barões do agronegócio, continuaremos pagando a conta da falta de escolas, hospitais, postos de saúde e segurança pública. Eu já me decidi, voto Procurador Mauro, único candidato que não possui rabo preso com a elite do agronegócio.

  2. Esse vice pra mim nunca foi vice! Já viram um você que fica totalmente isolado do governador? Parece que o lado dele e inabalável, Não se misturam com Povo do governador, quando você está em uma equipe de verdade box e choca até o final! Mas esse aí parece ser um.oportunista Parece que tem Gent e que coloca Vendas e finge não enxergar, só tem traidores, Deus me livre de um mundo desse Senhor!!!

  3. Aqui in Goiania nói num deixa um gaucho desses mandá não...O Fávaro tá no Mato Grosso, ganhando dinheiro a vuntade, com muito agortóxico e dismatamento, num paga imposto e ainda qué mandá...pur isso digo, aqui em Goiania nói iscuta aironmeiden, coça os corno e manda as fáva esses gaucho. Ah, o Taques num é gaucho, mas robá bem heim...num tem um tár di negócio de Seduc?

  4. Sr Rodrigo o senhor é daqueles que so apontam o defeito alheio e usa o oportunismo assim como os que critica... Hipócrita! O sr Mendes , o Sr Taques todos os 2 são membros do grupo Maggi e isso o senhor não menciona... E do risada dos baba ovo acéfalos que estão apoiando tal artigo... kkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Patético eu achei a janaina RIVA, que se vestiu de mulher maravilha pra ir rebolar na orla do porto. não colocou melancia na cabeça para aparecer, mas fez muito pior. Essas atitudes desesperadas para aparecer fazem mais perder o voto do que ganhar. #Falei Tudo com o apoio do Super Paletó que já deve estar encantado com a mulher maravilha

  6. parabéns rodrigo, texto lúcido e de acordo com a realidade. temos um vice dissimulado, envolvido em montes de maracutaias na sema, que ainda serão reveladas, marionete do agronegócio, e puxa-saco de pedro taques, sempre foi, agora está tentando dissimular, se passar como oposição, não engana ninguém esse pateta.

  7. E O SR. RODRIGO RODRIGUES O QUE É? ALÉM DE MAIS OPORTUNISTA AINDA, É UM SAFADO! ESTÁ APROVEITANDO ISSO PARA TER VISIBILIDADE E SE CANDIDATAR A ALGO! ANDO NU PELAS RUAS SE ISSO NÃO ACONTECER! É OPORTUNISTA EM PEDIR E FICAR IMPLORANDO CARGUINHOS EM GOVERNOS! NÃO SABE VIVER SEM ESSA SAFADEZA! TODOS OS CARGOS QUE OCUPOU NÃO FEZ NADA DE EFICIENTE!

  8. Fávaro e Maggi estão desesperados, porque o agronegócio seguirá Rossato e Bolsonaro. Ninguém seguirá eles, Alckmin ou Lula, candidatos deles.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé