EM DEFESA DA SOCIEDADE

Oposição critica atraso salarial na AL e diz que tem dinheiro em caixa

Deputados Zeca Viana e Janaína Riva vêem decisão política da Mesa Diretora para acompanhar mudanças no pagamento do Poder Executivo

Parlamento

Redação 1256 acessos 3

Oposição critica atraso salarial na AL e diz que tem dinheiro em caixa

A decisão da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de mudar a data de pagamento dos servidores para o dia 10 de dezembro foi alvo de críticas dos parlamentares de oposição durante a sessão vespertina desta quarta-feira (23).

Principal voz da oposição no Parlamento, o deputado Zeca Viana (PDT-MT) afirmou que a Casa de Leis tinha dinheiro em caixa até poucos dias atrás, o que seria suficiente para manter o pagamento do funcionalismo em dia. Dirigindo-se ao deputado Nininho (PSD), primeiro-secretário e responsável pelo ordenamento de despesas da Casa, Zeca cobrou explicações sobre o motivo do atraso salarial.

“Senhor secretário, eu queria que justificasse para as pessoas o porquê do atraso no salário do funcionalismo, se a Casa está com o dinheiro na conta. A não ser se vocês gastaram nos últimos dias, mas recentemente eu tava sabendo que tinha de R$ 80 a R$ 100 milhões na conta. Agora, pra ficar imitando aí o governador Pedro Taques [PSDB] e deixar o funcionalismo penalizado, eu não concordo”, disse Zeca.

A deputada Janaína Riva (PMDB) também levantou a voz contra a mudança na data de pagamento e disse acreditar que a decisão da Mesa Diretora tem cunho político, com o intuito de acompanhar a mudança que o governador Pedro Taques fez nos pagamentos do Poder Executivo.

“A Assembleia chegar ao ponto de atrasar o salário de seus servidores, em minha opinião, não é por falta de dinheiro, é para atender ao gosto do governador, que está fazendo isso com todos os servidores do Estado e não quer que a Assembleia, que ele [Taques] considera subordinada, faça diferente e pague seus servidores em dia”, complementou Janaína.

Em resposta aos questionamentos da oposição, Nininho disse que ainda não tinha “conhecimento direito desse salário que foi programado para não ser pago no dia, mas eu vou conversar com o presidente Guilherme [Maluf (PSDB)] para poder dar uma resposta com mais precisão”.

O que dizem sobre isso?

  1. Agora vão começar a sentir o gosto amargo que os servidores do executivo estão sentindo. Vai apoiar o golpe da RGA! Cadê vossos 30 milhões de cada um?

  2. BOM SE ELES TEM TODA ESTA GRANA NO CAIXA, JA PODIA RECUSAR O RESTO DO DUODÉCIMO QUE TENHAM A RECEBER, SE REALMENTE ESTAO DO LADO DOS SERVIDORES DO MT.

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG