EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE abril

Em delação, Silval diz que secretário de MT pediu R$ 10 milhões para apoiá-lo na reeleição

Ex-governador disse que tentou negociar o valor, mas que o então adversário na eleição ao governo não aceitou. Wilson Santos (PSDB) nega o acordo.

Poderes

Redação 353 acessos 3

Em delação, Silval diz que secretário de MT pediu R$ 10 milhões para apoiá-lo na reeleição

O ex-governador Silval Barbosa (PMDB) disse que o deputado estadual e atual secretário estadual de Cidades, Wilson Santos (PSDB), lhe pediu R$ 10 milhões para que ele o apoiasse apoiá-lo na eleição ao governo em 2010, quando eram adversários. Silval Barbosa concorreu ao cargo com Wilson Santos e com o empresário Mauro Mendes (PSB). A informação consta no acordo de delação premiada firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR).

Wilson Santos negou o acordo. "Ele não tem nenhuma prova dessa conversa supostamente tida com ele", afirmou.

A proposta de Wilson, que estava em terceiro lugar nas pesquisas, era atacar Mauro Mendes e evitar críticas a Silval, durante a campanha, segundo o ex-governador.

Silval venceu a eleição no primeiro turno, com mais de 51% dos votos válidos. Mas, segundo ele, até setembro, a disputa era acirrada. Quando começou a subir nas pesquisas de intenções de voto, ele disse ter sido procurado por Wilson Santos, que teria ofertado um plano para que Silval já levasse a eleição no primeiro turno.

À época, Wilson Santos era terceiro nas pesquisas, Mendes, aparecia em segundo e Silval despontava em primeiro.

Ex-governador Silval Barbosa acusa Wilson Santos de pedir propina

O ex-governador afirmou que Wilson lhe pediu dinheiro para que, além de não criticar mais Silval durante a campanha, também fizesse críticas mais duras a Mendes. Wilson Santos teria afirmado a silval que já tinha conversado com Mauro Mendes e que o valor de R$ 10 milhões já estava acertado entre os dois para que se unissem contra Silval Barbosa, mas que como tinha sido adversário político de Mendes na eleição a prefeito de Cuiabá, em 2008, iria dar preferência ao acordo com Silval Barbosa.

Em depoimento, Silval declarou que tentou negociar o valor. Primeiro, ofereceu R$ 5 milhões e, depois, R$ 7 milhões, mas, segundo ele, Wilson Santos, não aceitou.

O ex-governador sugeriu que Wilson teria fechado o acordo com Mauro Mendes porque passou a criticá-lo na campanha dele. O dinheiro que seria pago no esquema durante a campanha, depois seria reposto em desvios de verbas públicas.

O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes disse que jamais conversou com Wilson sobre isso em 2010 e destacou que os dois sempre foram adversários políticos.

O que dizem sobre isso?

  1. Esse deputado Wilson Santos e pior do o capeta (diabo)

  2. O povo não tem memória, o PINOQUIO está aí com o Baixinho articulando e pagando de bom moço! esse traste e o maior corrupto, falso, descarado, e um dos maiores ladrão que MT já teve. Agora fala que Silval fumou maconha estragada! ele e tão porcaria, falso, sujo que dá nojo de olhar para esse safado..... WILSON vc já roubou demais, vai para Rondonia onde está seu dinheiro da corrupção......SAFADO!!!!

  3. Wilson não tem nada de santo, fala muito tem muito papo, não passa de um articulador barato, uma pena nosso mato grosso com uma qualidade de politico tem ruim

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé