EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE abril

Corpo de PM assassinado enquanto trabalhava como motorista de 'uber' é velado

Lauro César Alves Rodrigues, de 37 anos, era cabo da PM e foi assassinado ao atender chamado para uma corrida, no sábado (18)

Polícia

Redação 473 acessos

Corpo de PM assassinado enquanto trabalhava como motorista de 'uber' é velado
G1

O corpo do policial militar Lauro César Alves Rodrigues, de 37 anos, que foi morto enquanto trabalhava como motorista de um aplicativo de transporte, está sendo velado na Capela Monte Sião, nnol Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

O cabo da PM foi morto na madrugada de sábado (18) após atender a um chamado para uma corrida. Segundo os familiares do policial, o corpo deverá ser sepultado às 16h [17h no horário de Brasília] no Cemitério Souza Lima, também em Várzea Grande.

Suspeitos de assassinarem PM foram presos neste sábado (18) (Foto: PM/Divulgação)

Suspeitos de assassinarem PM foram presos neste sábado (18) (Foto: PM/Divulgação)

Um adolescente de 17 anos e Lucas Matheus Arruda, de 18 anos, foram detidos ontem suspeitos de terem cometido o crime. À polícia, eles confessaram que roubariam o militar, mas que o executaram após a vítima reagir à tentativa de assalto. O policial foi morto com golpes de faca na nuca.

Lauro César Alves Rodrigues trabalha como motorista da Uber quando foi morto (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Lauro César Alves Rodrigues trabalha como motorista da Uber quando foi morto (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

O corpo do PM foi encontrado durante rondas pelos Bairros Cidade Alta e Jardim Ubatã. O veículo conduzido pelo policial estava parado e com os faróis apagados. Durante a abordagem, os policiais avistaram o corpo e confirmaram o óbito.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé