EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE Ago

Fórum Sindical emite nota de repudio aos últimos acontecimentos de corrupção na AL

"E daremos uma resposta à altura da situação, junto com o povo de Mato Grosso", diz a nota.

Política

Redação 804 acessos 5

Fórum Sindical emite nota de repudio aos últimos acontecimentos de corrupção na AL
Elloise Guedes

O Fórum sindical realizou uma assembleia geral para discutir sobre os relatos da delação premiada do ex-governador, Silval Barbosa (PMDB), de corrupção na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), nesta terça-feira (29), e decidiram emitir nota de repúdio sobre o assunto.  Na nota, o Fórum relatou a sua repugnância contra nomes de políticos de variados partidos do Estado, em que a maioria faz parte da Comissão de Ética da Casa de Leis, entre titulares e suplentes citados na delação do ex-governador.

Vários deputados foram citados por Silval Barbosa em sua delação premiada, inclusive alguns aparecem em vídeo gravado recebendo dinheiro vivo de propina.  O ex-governador fechou acordo com a Procuradoria Geral da República (PGR) para delatar todos os crimes cometidos durante seu cargo no governo, entre 2010 a 2014, e assim, teria sua pena reduzida e fora de uma unidade penitenciária.

Até agora, os nomes de deputados titulares citados por Silval foram: Oscar Bezerra (PSB) e Silvano Amaral (PMDB), que são acusados de cobrar propina do ex-governador. O primeiro para “livrar” o peemedebista das investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Obras da Copa do Mundo; e o segundo para aprovar as contas do ex-governador, referentes ao ano de 2014.

Já lista de suplentes fica com tres, sendo os seguintes: Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Guilherme Maluf (PSDB) e Romoaldo Júnior (PMDB) são acusados de receber e, no caso de Nininho, também pagar propina.

Além dos “enrolados” na delação, a comissão é composta por Pedro Satélite (PSD), Saturnino Masson (PSDB) e Janaina Riva (PMDB) como titulares. Já Professor Adriano (PSB) e Allan Kardec (PT) são suplentes.


Leia a nota de repudio:

Nota do Fórum Sindical dos trabalhadores do serviço público do Estado de Mato Grosso

Sobre a atual onda de denúncias de corrupção

O Fórum Sindical dos servidores públicos do Estado de Mato Grosso manifesta a sua repugnância e indignação diante das denúncias de corrupção envolvendo agentes públicos de Mato Grosso, que vem sendo divulgadas pela imprensa nacional e estadual. Trata-se de imagens e acusações gravíssimas, que lançam os poderes Executivo, Legislativo e o Tribunal de Contas do Estado em situação de completa desmoralização, provocando a revolta na população mato-grossense, já tão sofrida, tão humilhada e ainda perplexa com a divulgação pela imprensa nacional dos altos salários auferidos por integrantes do poder Judiciário.

Há pouco mais de dois meses a população de Mato Grosso foi bombardeada por informações sobre o escândalo dos grampos telefônicos, que, segundo as denuncias, tinham como responsáveis secretários de Estado e agentes públicos de alto escalão, muito próximos do governador, cujas ações criminosas atacaram o mais elementar direito do cidadão. Esse crime ainda não foi totalmente esclarecido.

A pergunta que fica é: quem acredita nas atuais instituições do Estado?

A revolta, a indignação e o asco provocado pelas atuais denúncias de corrupção é compreensível, já que a população de Mato Grosso e de todo o Brasil está sofrendo cada vez mais com a falta de atendimento na saúde, na educação, na segurança e nos serviços públicos em geral, com poucos servidores, com serviços cada vez mais precarizados, com o aumento da violência, com o desemprego, com estradas se acabando, com serviços privatizados e inacessíveis aos mais pobres, entre outros descasos e desmandos.

Enquanto o dinheiro público é roubado, desviado, usado para campanhas eleitorais e para maracutaias as mais variadas, o povo sofre as suas consequências. E o governo do Estado, seguindo a política do governo de Temer, ainda propõe teto de gastos, em cortar recursos públicos para o atendimento da população, enquanto gastam muito dinheiro público com maracutaias, roubalheiras e incentivos para quem deveria pagar ao invés de receber, como o agronegócio, os bancos e os grandes empresários.

O povo é que paga a conta dessa política, dessa roubalheira, desse corte nos serviços públicos. Isso é inaceitável e tem o nosso repúdio!

O Fórum Sindical, como articulador dos trabalhadores do serviço público do Estado de Mato Grosso, ajudará a população do Estado a dar a resposta que essa verdadeira quadrilha que tomou de assalto o nosso Estado merece. E daremos uma resposta à altura da situação, junto com o povo de Mato Grosso.

Fora corruptos! Mato Grosso voltará a ser do seu povo!

Em defesa dos serviços públicos e dos direitos do povo trabalhador!

Cuiabá, 30 de agosto de 2017.

Fórum Sindical

O que dizem sobre isso?

  1. Está provado que tem é que mudar o SISTEMA DE VOTAÇÃO, para deputados Estaduais e Federais, Governadores, Senadores, Prefeitos, Vereadores, etc Mudar também o Perfil dos candidatos com mais seriedade e nível de escolaridade, e moralidade, inclusive com nome limpo. Melhorar a Lei Penal e tirar a impunidade dos políticos, para deixar de serem protegidos contra os crimes do colarinho branco.

  2. Votei em Emanuel porque achava que combatia o governo pelo não pagamento da RGA. Agora sei quem roubou nossa RGA e colocou no bolso. #FORAEMANUEL! Ah quero meu RGA, Nenel roubou até acabar!!!

  3. Todos no esquema, o desmatamento vinha sendo a muito tempo uma atividade forte no estado de MT., isso é devido a revogação pelos deputados e governador Silval Barbosa da lei 235 desde 20/12/2012 da fiscalização e identificação de madeiras,atribuição do INDEA,a causa da revogação da LEI foi porque essa atividade de fiscalização incomodava e incomodava a maioria dos deputados o governo e aqueles que insistem em praticar esse crime ambiental que é a madeira. A JUSTIÇA DIVINA TARDA MAIS NÃO FALHA.

  4. Essa nota em nenhum momento mencionou o Deputado, hoje prefeito de Cuiabá, Emanuelmente, será porque está sendo protegido?

  5. Sabe isso me deu a ideia de criar em locais públicos murais da vergonha... Sim colocar os representantes que são agentes públicos seus crimes, suas imoralidades afim de que nos cidadãos não nos esqueçamos , somente assim se mudará a história de corrupção desse país!!

Comente, sua opinião é Importante!

Cuiabá humanizada banner