EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE Fevereiro

‘Bandido bom é bandido morto é uma metáfora’, justifica Bolsonaro de MT

Pré-candidato a deputado federal por Mato Grosso, o policial federal Rafael Ranalli mostra que não é apjenas um político de frases feitas

Política

Redação 4355 acessos 29

‘Bandido bom é bandido morto é uma metáfora’, justifica Bolsonaro de MT
Marcio Camilo

Seguidor do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), o policial federal Rafael Ranalli ganhou destaque na mídia mato-grossense por declarações polêmicas sobre criminalidade e combate à corrupção. Ele é pré-candidato a deputado federal pelo PSL, sendo o vice-presidente do sigla  no estado. Suas redes sociais, com cerca de 10 mil seguidores, cada vez ganha mais adeptos. São pessoas que querem ‘cara nova’ na política e torcem pelo sucesso de Ranalli.  

Mas o policial federal não se resume a frases de efeitos ou ideias rasas sobre problemas complexos enfrentados pelo país.

Em entrevista ao site MPopular, Ranalli mostrou um discurso afinado, com forte convicção política baseada em preceitos conservadores. Ele falou com certa desenvoltura sobre temas espinhosos como questões LGBT e o endurecimento das leis do Código Penal brasileiro.  

“Quando a gente fala bandido bom é bandido morto é o bandido punido na medida do seu crime. É uma metáfora”, esclarece Ranalli que afirma não ter nenhum tipo de preconceito aos gays. “Tenho muitos amigos gays, inclusive”.

Para além das questões polêmicas, a pré-candidatura dele está inserida num contexto nacional do Sindicato dos Policiais Federais. A estratégia da entidade é ganhar voz no Congresso com objetivo de fortalecer as pautas voltadas à Segurança Pública, entre elas a fiscalização mais rigorosa da fronteira no combate às drogas. Outro foco são os crimes do colarinho branco. “O rol de crimes políticos deveria estar no Código Penal”, observou Ranalli.

Policial Federal há 14 anos, Ranalli é paranaense de formação tradicional católica. Sua família se mudou para Cuiabá quando ele tinha quatro anos de idade, em 1984. Ele também é formado em Direito por uma faculdade particular e em Jornalismo pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). No entanto Ranalli sempre quis ser policial: “desde os oito anos de idade eu me vestia de xerife e tinha uma grande admiração pelos policiais da PRF e suas motos enormes”, contou. Ele tem dois filhos: uma menina de 13 anos e um menino de 10.

Confira os principais trechos da entrevista:   

Muvuca Popular O que é política para você?

Rafael Ranalli - Política é a possibilidade das pessoas se ajudarem, conseguir tocar a sociedade de uma forma conjunta e harmoniosa visando o bem comum. Você faz política a partir do momento que acorda e conversa com o outro.  Mas o que a gente vê hoje é que a política sendo encarada para algo de proveito pessoal.

Mpopular –Porque você decidiu lançar sua pré-candidatura a deputado federal?

Ranalli - Enquanto policial federal a minha ideia é sempre ajudar. Há uns oitos anos eu comecei a acompanhar mais de perto o Bolsonaro. Comecei a perceber a bagunça em que está o país e gerou aquela revolva interna: ‘bandido tem mais direito do que cidadão de bem, ninguém mais fica preso. Até algumas afrontas, por exemplo: quando eu conduzi um cidadão que é político [deputado estadual Gilmar Fabris -PSD] e noutro dia a casa [Assembleia Legislativa] onde ele trabalha disse: ‘apesar de preso ele vai ser o presidente da casa’. É uma afronta à população.

Mpopular – Você fala que o país vive uma bagunça, mas qual seria o seu foco de atuação no Congresso, caso sua candidatura se torne realidade?

Ranalli - Na casa legislativa federal é onde a gente forma as leis do país. Então a gente vai trazer projeto de enrijecimento das leis penais, que são muito abrandadas. Para mim a reforma crucial nesse país seria a tributária.  Todo mundo é esgoelado pela taxa de tributos nesse país. Mas é logico que a nossa principal atuação será na área de Segurança Pública, no sentido de agregar outras forças policiais e fazer um projeto unificado nessa área. Mato Grosso é um estado chave pelo fato de ser a maior porta de entrada de cocaína no país. Tem que ter um controle rigoroso da fronteira e do espaço aéreo.

Mpopular – Assim como o Bolsonoro, você costuma dizer que ‘bandido bom é bandido morto’. Mas isso não seria um discurso muito raso, que só reforça o preconceito nas pessoas?

Ranalli - Na verdade isso é uma metáfora. Quando a gente fala bandido bom é bandido morto é o bandido punido na medida do seu crime. Por exemplo: progressão de pena. O cara assassina uma família e depois de alguns anos ele está na rua, e a família!? Ela nunca mais vai voltar. Essa sensação de impunidade é que ocasiona isso. E quando eu falo bandido bom é bandido morto eu me refiro até aos políticos, você compreende a metáfora? Para mim, o rol de crimes políticos deveria estar no Código Penal.

Mpopular –Mas a punição não seria a última medida? O melhor não seria trabalhar com políticas pública de prevenção a criminalidade?

Ranalli - Eu vejo de forma diferente. Você tem que estancar a hemorragia. Eu não vou discutir melhorias no presídio, o cara tem que ser preso! Tem pouca gente no presídio. Tem muitos aqui fora que deveriam estar presos. Agora, a longo prazo você vem com educação. Não tem como dar vida boa para os caras.

Mpopular – Mas as cadeias já não estão abarrotadas? Não seria melhor evitar que as pessoas fossem para lá?

Ranalli - Então, com o enrijecimento da lei penal, você dando um sinal claro para a população, não erre que você vai preso, isso é uma política pública. Mas acontece que o cara pratica sabendo que não vai ser punido. Há uma inversão de valores com essa cultura de adoração ao bandido, principalmente nas periferias.

A família também está enfraquecida. Hoje a maioria dos casais se divorciam, tem essa coisa do individualismo, pois cada um quer ter a sua carreira e a família foi um pouco relegada. Entregaram na mão de quem? Do estado, da televisão... a gente tem que buscar valores já esquecidos, dentro do conservadorismo, como Deus, família, porque um menino que tá indo a igreja não vai roubar.

Mpopular – O próprio código penal prevê a ressocialização do indivíduo. Então não é melhor ter cadeias estruturadas para que a pessoa volte para a sociedade reabilitada? Porque, cedo ou tarde, ela vai cumprir a sua pena e ficar livre.

Ranalli - Eu concordo plenamente. Agora não pode o estado pegar dinheiro da saúde para construir presídio. O Código Penal tem que fazer as pessoas pensar da seguinte maneira: eu não posso ser preso, porque eu vou ficar 10 anos na cadeia. Aí o cara vai para uma audiência de custódia e o judiciário pergunta se ele foi maltratado pelos polícias. Porra! O cara tá traficando, matando, abusando do cidadão de bem, você quer que trata o cara como? No meu ponto de vista, o sistema prisional é punitivo. A ressocialização é o segundo ponto.

Mpopular – Você comentou que na audiência de custódia o juiz pergunta se a pessoa foi maltrata, mas isso não é importante? Pois há muitos casos de policiais que agridem os suspeitos, mesmo depois deles estarem rendidos.

Ranalli - Mau profissional você tem em todas as classes. Eu costumo dizer que o mau policial é pior do que bandido, pois é a traição dos valores. Isso aí é a pior raça que existe. Mas o legal das polícias é que elas estão evoluído, quando você coloca a exigência de Nível Superior na PM e na Civil, por exemplo. Foi o que aconteceu com a Polícia Federal dos anos 90 pra cá. Aí você começa a qualificar a polícia.

Mpopular – Mas e o Bolsonaro, você tem contato direto com ele?

Ranalli - Já falei com ele. Já fui lá [Brasília] duas vezes. O cara é muito gente boa, inclusive fiz amizade pessoal com um dos filhos dele, o Eduardo Bolsonaro, um segue o outro nas redes sociais. Ele por ser policial federal está apoiando esse projeto da federação.

Mpopular – Projeto da federação? O que seria isso exatamente?

Ranalli - A gente viu a confiança e a admiração que a população tem na Polícia Federal, na parte de combate a corrupção. A ideia dos sindicatos dos policiais federais é apoiar e incentivar os colegas a entrarem na briga [política]. Eu acredito que a maioria dessas candidaturas [de policiais federais] serão combatidas pelos políticos de carreira. Você acha que eles vão chamar os policiais para todas as conversas ou vão querer limá-los do processo?

Mpopular – Você é uma das lideranças do PSL aqui em Mato Grosso. E como que está o trabalho de campanha no estado para fortalecer a pré-candidatura do Bolsonaro à presidência?

Ranalli - A Ideia é fazer o nome dele alcançar os maiores índices de popularidade. Tínhamos cerca de 20 diretórios do PSL em Mato Grosso. Depois que o Bolsonaro filiou ao partido esse número soltou para 50 diretórios municipais. Então foi uma onda muito grande. Nós próximos meses vamos discutir as coligações e a possibilidade de lançar chapa pura para a estadual. E dentro disso está inserido o fortalecimento do nome do Bolsonaro em Mato Grosso, que já conta com ótimos índices de aceitação.

Mpopular – O que você pensa a respeito dos gays e dos direitos LGBT's?

Ranalli - Qualquer opção [ o termo correto é orientação sexual] merece respeito. O que eu não gosto é o ativismo, é isso ser usado como bandeira.  Você é obrigado a incentivar e envolver a sexualidade de criança.

Mpopular  Você acha que eles fazem isso?

Ranalli - Fazem. A cartilha está nesse sentido

Mpopular  Mas sempre existiu o preconceito. É que antes essas situações não eram debatidas pela sociedade. E ainda existe um preconceito muito forte, com grupos neonazistas que atacam os gays.

Ranalli - Aí você está falando de grupos extremistas. Nem eu, nem o Bolsonaro apoia o extremismo. Você não pode bater no cara porque ele é negro, porque ele é gay. Hoje está morrendo todo mundo pela falta de segurança. O que a gente não quer é que façam disso uma bandeira. Eu te respeito como ser humano, ponto. A sua opção sexual não me conte, eu não preciso saber. Tanto é que eu tenho muito amigos gays e nunca tive discussão com eles.     

Mpopular - Você tem valores morais muito fudamentados na familia e religião. Como isso se reflete na prática?

Ranalli - “Deus e Família em primeiro lugar. Família é primordial. É o nosso maior patrimônio. Quando a criança tem uma família uma estrutura, a tendência de entrar para a criminalidade é bem menor. Eu mesmo, tudo que sou hoje devo a minha mãe. Ela lutou muito para ver um filho formado”. 

O que dizem sobre isso?

  1. O avião estava caindo e nele haviam 4 pessoas: O Neymar, O Lula, o Bolsonaro e um estudante, porém só haviam 3 pára-quedas. Então o Neymar disse: "Eu sou o melhor jogador brasileiro e logo serei do mundo, não posso morrer", pegou um pára-queda e pulou, o Lula aproveitou e falou: "Eu sou a alma mais honesta do Brasil, não posso morrer", e pulou também. O Bolsonaro triste disse ao estudante: Meu caro, vc é muito novo ainda, o Brasil precisa de jovens com sonhos como vc, pode ficar com o último pára-queda, eu me sacrificarei pra lhe salvar." Então o estudante respondeu: "Não se preocupe Bolsonaro, mas o Brasil precisa de vc em 2018 como presidente, e olhe só, ainda tem 2 pára-quedas aqui, a alma mais honesta do Brasil roubou foi minha mochila."

  2. Pra completar a festa do povo falta você senhor MUVUCA ser eleito deputado ESTADUAL. Vou contigo, Ranali e Bolsonaro.

  3. Novos personagens, que serão os velhos, os mesmos de amanhã? Tem eleitor que é velho de anos , décadas de eleição ou é desinformado, não enxerga que o caráter do homem nasce no berço e não no ventre. Acredito que o Brasil não mudou prá melhor, mudou prá pior. Se não mudou a lei, como teremos grandes representantes, vai continuar mesma coisa no legislativo, judiciário, executivo.

  4. Depois do discurso do tio Taques na Assembleia, cheguei a seguinte conclusão: nesta eleição Bolsonaro presidente, Ranalli deputado federal...aí, novo Governador...novos Senadores, novos Deputado Estadual. ZERA tudo, e começa um Brasil novo. O Brasil precisa de uma nova safra de pessoas pra começar a escrever uma nova página na história política do país. A gente só pode mudar o Brasil através do voto. NÃO VENDA O VOTO JAMAIS!

  5. É um bom policial, honesto, bom caráter, incorruptível, Ghandi, só que agente tem que se promover com trabalho com um bonita frase. Essa bandido bom é bandido morto é antiga , você mesmo disse, ninguém acredita mais e na verdade nunca deu certo. Agora se vc dizer que vai lutar pelo armamento dos homens de bem, aí , mesmo não o conhecendo voto em você.

  6. Atualmente não há nos políticos de carreira alguém que possa ser mais atuante do que os Bolsonaros, pessoas que conhecem profundamente a situação que o brasileiro vive na rua. Não podemos sair de casa, estamos sitiados. Pobres dos incautos e ingênuos que pensam que o Estado pode prover a segurança de todos ao mesmo tempo. Façam um simples exercício, contem quantas viaturas da PM ou outras instituições vcs veem nas ruas à noite, e dividam pela população de sua rua, seu bairro, sua cidade. Depois pensem, se houver mais do que tantas ocorrências vai faltar viatura pra atender, e o próximo pode ser sua família ou você... Nós do Sistema Penitenciário de MT SEJUDH apoiamos Bolsonaro e eu faço campanha de bom grado para estes senhores... Têm meu voto. Força e Honra, Brasil acima de tudo!!!!

  7. Estamos tão incrédulos com discursos, falácias! Não o conheço mas, coerente o discurso. Sugiro registrar em cartório todas promessas. Assim teremos a perpectiva de que será cumprida. O que esta no papel, não terá contradições nem mal entendidos futuros. O voto será consciente.

  8. Ele parece ser uma pessoa sensata, bem diferente do traste do Bozonaro e do Vitório Galli.

  9. Parabéns pelo belo trabalho que vêm realizando Ranalli! Hoje temos inúmeras provas que o "politicamente correto" não funciona, temos sim que ter posturas retas e íntegras. Hoje temos um cenário que carece de Policiais Federais como nós em todos os âmbitos, abração meu amigo!

  10. O sindicato dos Policiais Federais de MT apoia e apoiara sempre àqueles que são honestos e estão pensando no bem da sociedade. A população já não aguenta mais tanta roubalheira, corrupção e insegurança que assolam o país. Professor, saia da mesmice e venha junto conosco ajudar a mudar esse país. Estamos juntos pré-candidato Ranalli. Parabéns ao site pela excelente matéria.

  11. Parabéns Ranalli eu e minha família estamos com você pela voz da polícia no congresso a DIREITA hoje no Brasil está muito bem representada! E essa questão dos homossexuais é coisa de quem não tem argumentos para debater sobre política porque na maioria das vezes o candidato que eles apoiam estão sendo investigados. Parabéns Muvuca Popular pela excelente reportagem...

  12. Esse país durante a era PTralha intensificou o grau não só da corrupção, mas principalmente da HIPOCRISIA. Essa mega valorização de bandido em relação a sociedade que rala neste país. Estimulando os que estão a continuar nesta vida e fortalecer outros jovens a entrar no mundo do crime. E quando acha um Bolsonaro pra falar a verdade o colocam como se fosse algo ilógico. E deve ser esses mesmos que depois reclamam da violência que assola o país. A bandidagem tem que acabar e estes bandidos se tornar gente de verdade.

  13. Ranalli é um grande sujeito. Certamente será um excelente deputado! Para isso reúne as melhores características: Honesto, preocupado com a família e a segurança das pessoas. Conte comigo! #Bolsonaro #Ranalli

  14. Excelente ideias. Precisamos de posicionamentos como os citados por Ranalli para a política brasileira. Por isso, temos o dever, como cidadãos, de colocarmos pessoas como o entrevistado (pré candidato) na Câmara Federal. Parabéns, Ranalli. Terá meu voto.

  15. Excelente matéria.....vou de Bolsonaro presidente e Rafael Ranalli federal....

  16. Pois é, recentemente um comentarista policial da RedeTV disse o seguinte: antigamente tinha no Brasil só uma facção criminosa, o C. V., hoje tem 87 facções. Lembrei do que diz o Datena sobre a bandidagem: primeiro tomaram as ruas, agora invadem as casas. O cidadão brasileiro está preso dentro de casa, cercado de grades por todos os lados. Estou pensando seriamente em votar no Bolsonaro e no Ranalli pra deputado federal. O que devemos esperar mais. ..que as facções criminosas passem de cem? Que ninguém possa sair de casa, porque tem um bandido na porta, na esquina ou na rua? É evidente que discordo da frase: bandido bom é bandido morto, mas alguém tem que fazer alguma coisa rapidamente. Com Bolsonaro vai ser Ou vai Ou racha...ou conserta o Brasil de vez, ou estraga. Não tem outra opção. ..o blá, blá, blá, dos políticos não resolveu nada...pelo contrário piorou. Bandido agora manda fora, e dentro do presídio faz batismo de facção.

  17. Perfeita entrevista, Marcio Camilo na equipe do Muvuca junto com Larissa Malheiros fazem este site merecer cada clique.

  18. Pra vc que se diz Professor????? Vc acha que quem deva ser reeleito a Alguém da Esquerda??? Como deve ser seu caso?? Chega de Ladroes no poder a era PT é sua Quadrilha já foi agora temos Bolsonaro Presidente e seus Futuros Deputados e Senadores, Chega já passou da hora de vcs (Professores), nem todos Grande maioria acordarem para a vida

  19. Parabéns ao Mpopular pela entrevista e parabéns a você Ranalli pela firmeza e clareza de posicionamento. Boa sorte nessa nada fácil empreitada. Sucesso!! Ao "professor" Primeiro tenha a ombridade de se identificar pelo nome e não se acovardar por trás de um codinome ou coisa que o valha, depois venha para o debate de idéias

  20. Temos que renovar tudo que está aí! Com pessoas como o Ranalli! Firme em sua postura e ideias! Não da mais para esses políticos com o mesmo de sempre, que só aparecem nessa época! Parabéns muvuca pela entrevista, e sorte ao pré candidato se for concorrer mesmo!

  21. Nesse ano espero muito , que o brasileiro, coloque na balança o peso da omissão e o peso do custo , quanto ao voto por votar. Pagamos alto por.nao estarmos informados sobre nossos candidatos, lendo a entrevista fiquei ainda mais confiante que O pré candidato Rafael RANALLI, encontra-se prepado para nos representar. Valorização dos princípios, família, temencia a Deus, comprometimento são as suas características. Nós pessoas do bem que vivemos fora do regime democrático sabemos que o respeito vem depois do medo, cometer atos ilícitos resulta em punição, exemplificar meia dúzia, Nos poupa de aborrecimentos e tristeza. Vai RANALLI, lute com.dignidade e a responsabilidade de cuidar de nosso bem.estar. somos muitos, por você!!!

  22. Isso mesmo... apoiado em todas a respostas, não quer morrer na mão de um cidadão de bem ou se tiver sorte ir pra cadeia e se lascar, é só não cometer crimes... prefiro uma cadeia cheia de vagabundos que um cemitério cheio de inocentes!!!!

  23. Impecavel essa reportagem que sò traz a verdade e nos alimenta com informaçoes precisas. Meu voto ja è garantido. Mais uma vez Parabens pela postura e pela opiniao formada. Um forte abraço

  24. Parabéns pela reportagem mostre pra população que é possível fazer política sem conchavos, sem negociações escusas, sem caixa dois, sem venda de cargos ou promessas de empregos. Mostre pra todos que o policial pode fazer política honesta voltada, realmente, para os anseios e necessidades da sociedade.

  25. Parabéns ao Site pela isenção na reportagem e ao Policial... Muvuca é um dos maiores sites de noticias do estado, e foi o principal responsável pela eleição municipal em 2016, ao ler o que diz e o que quer o Policial vejo que a POLITICA fica mais rica!

  26. PARABÉNS AO MUVUCA PELA BELA ENTREVISTA ESSE POLICIAL ESTAR PREPARADO MESMO JÁ TEM MEU VOTO TAMBÉM DA MINHA FAMILIA A INSTITUIÇÃO MAIS SÉRIA DO PAÍS CHAMA-SE POLÍCIA FEDERAL ME REPRESENTA COMO TODO BRASILEIRO QUE NÃO ACEITA CORRUPÇÃO JUIZ SERGIO MORO. ME REPRESENTA E JAIR BOLSONARO ME REPRESENTA .

  27. Qual o problema de um sindicato apoiar candidatos? Ou sindicatos só podem apoiar alguns candidatos de alguns partidos? Bons candidatos e honestos não só podem como devem ser apoiados por toda sociedade e principalmente pela entidade que representa esse candidato. Parabéns Ranalli, seja firme no posto e muita sorte. Parafraseando, "soldado que vai pra guerra e tem medo de morrer é um covarde"

  28. Parabéns pela reportagem. Precisamos de mais candidatos que estejam dispostos a estancar essa hemorragia que se encontra nosso país. Não vamos desistir. Precisamos reunir forças para um país melhor. #temmeuvoto #ranalli2018

  29. Sindicato dos Policiais Federais apoiando candidato? Virou sigla partidária? Estão misturando as coisas como aqueles que tanto criticam da esquerda. Eu tenho pé atrás com policiais na política, não passam de moralistas. Se a polícia fosse exemplo de algo, o japonês PF contrabandista já estaria preso. Talvez a PF, ao lado do Judiciário, sejam as instituições mais podres do Brasil. Esse aí não passa de mais um demagogo com frases de efeito.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé