EM DEFESA DA SOCIEDADE

Prefeitura conciliação outubro

Projeto Enkantus da Secretaria de Educação promove aula no Centro Histórico da Capital

A iniciativa faz do processo de aprendizagem algo cíclico e contínuo, que se refere à valorização da cultura local, por meio de estudos teóricos de áreas e regiões históricas da cidade

Release

Redação 212 acessos

Projeto Enkantus da Secretaria de Educação promove aula no Centro Histórico da Capital

O projeto de formação continuada da Secretaria Municipal de Educação (SME) "Enkantus – Cuiabá 300 anos!" percorreu o Centro Histórico de Cuiabá no último sábado.

O passeio que leva o nome de “Toda cidade tem histórias, Cuiabá também as tem!” teve como público alvo profissionais da Educação Infantil, os quais estão engajados no projeto, cuja iniciativa faz parte das ações da Cuiabá dos 300 anos.

Durante o trajeto, que começou na Praça da República, fazendo contextualização sobre o superaquecimento da cidade, até chegar à Praça Ipiranga, representantes da secretaria, fizeram o acompanhamento pedagógico, com aula expositiva e atividades lúdicas junto aos pedagogos.

Para o assessor pedagógico da Coordenadoria de Currículo/SME e também professor de história, Edmilson Moraes, é tão importante abrir os horizontes do profissional da Educação, quanto repassar estes conhecimentos para os estudantes.

“É muito rico poder ressignificar Cuiabá, junto a estes pedagogos, para que eles possam aprimorar a sua visão sobre o lugar onde se vive, sua história e seu passado. E em decorrência disso, poder elaborar um currículo mais completo, que colabore no processo cognitivo das crianças”, explicou.

Já a Diretora de Ensino da SME, Zileide Santos, ressalta que a continuidade deste processo de formação torna mais prazeroso o processo de aprendizagem das crianças.

“A partir do momento em que a criança passa a ter a riqueza da cultura inserida em sala de aula, por meio do brincar, isso desperta nela a vontade e a curiosidade de querer saber mais do que é isso. E assim, ela acaba aprendendo de maneira mais espontânea e leve. E esta humanização da Educação é o que ajuda no processo de fixação dos conteúdos assimilados, e as ajuda a desenvolver suas habilidades e capacidades”, esclareceu.

A iniciativa faz do processo de aprendizagem algo cíclico e contínuo, que se refere à valorização da cultura local, por meio de estudos teóricos de áreas e regiões históricas da cidade. Além de vivências práticas, que se dão por meio o Siriri, Cururu, cantigas entre outros.

Enkantus recebe este nome em alusão ao encantamento da cultura local, visa valorizar o brincar nas praticas curriculares, por meio do lúdico.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé