EM DEFESA DA SOCIEDADE

Conciliação prefeitura

Semob realiza mapeamento de fluxo em principais pontos de ônibus de Cuiabá

A ação é considerado mais importante etapa dentro do plano de modernização dos abrigos de passageiros

Release

Redação 257 acessos 1

Semob realiza mapeamento de fluxo em principais pontos de ônibus de Cuiabá

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) está realizando a contagem de fluxo de pessoas em diversos pontos de paradas de ônibus, situados nas principais vias da Capital. O trabalho, iniciado na última semana, é considerada mais uma importante etapa dentro do plano de modernização dos abrigos de espera distribuídos ao longo de todo município. Ao todo, mais de 20 agentes de trânsito estão empenhados na execução do mapeamento, que deve durar até esta sexta-feira (26).

A partir desse trabalho, a Semob, além de identificar as situações consideradas mais urgentes, deve ainda planejar um atendimento individualizado, levando em consideração as necessidades especificas de cada local utilizado para o embarque e desembarque de passageiros. Dessa forma, seguindo os preceitos de humanização do poder público municipal, a Secretaria conseguirá executar a instalação de diferentes modelos de abrigos, de acordo com a demanda de fluxo levantada em cada local.

O estudo de contingente está sendo feito nos pontos de paradas situados nas avenidas Fernando Corrêa da Costa, Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA), José Monteiro de Figueiredo (antiga Lava Pés), 15 de Novembro, Isaac Póvoas, Tenente Coronel Duarte, dentre outras diversas vias da área central, região onde há uma maior concentração de usuários do transporte público cuiabano. Para chegar a um resultado eficiente, o levantamento está sendo realizado em horários considerados de pico, sendo eles das 6h às 8h, das 11h às 13h, e das 18h às 19h.

“Os agentes estão atuando, principalmente nos horários de grande movimentação. A partir desse levantamento, conseguimos planejar o tipo e quantidade ideal de abrigos. Em Cuiabá, geralmente, o mesmo tamanho de abrigo é utilizado em locais com 10 ou com 30 pessoas. Com essa contagem vamos conseguir mapear de acordo com a demanda e estabelecer um padrão”, explica o diretor de Transporte, Nicolau Budib.

O diretor conta ainda que, ao todo, Cuiabá possui cerca de 2.400 pontos de ônibus, sendo que a meta é revitalizar pelo menos 600 até o fim de 2018. Para a execução desse plano, além do fluxo de pessoas, a Secretaria levará também em consideração questões estruturais como, por exemplo, o tamanho da calçada. Para suprir a demanda, a Semob também trabalhará para fomentar parcerias com o setor privado, por meio da legislação regulamentada por essa gestão chamada “Adote um Abrigo”.

“Teremos três tipos, mudando basicamente o tamanho de um para o outro. Essa modelagem leva em consideração toda infraestrutura do local contemplado. Estamos estudando a possibilidade de construir parcerias com o setor produtivo, onde o empresário adota um abrigo e, em contrapartida, ganha o direito de explorar publicitariamente o espaço”, pontua Nicolau.

Estação Alencastro

Conforme o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, a Prefeitura tem trabalhado para promover uma verdadeira revolução no transporte coletivo da Capital. Segundo o gestor, esse é um compromisso firmado com a população e não serão poupados esforços para que seja cumprido até o fim de seu mandato. Dentro desse planejamento, o chefe do Executivo municipal destaca que a moderna e inovadora Estação Alencastro, foi o primeiro passo para essa grande transformação.  

“O nosso conceito é de humanização e a Estação Alencastro é o primeiro passo para a revolução que queremos promover. Ela foi escolhida com o conceito, oferecendo o melhor para quem mais precisa. Não é porque é público que precisa ser feito de qualquer jeito. Escolhemos o local com uma das maiores movimentação de passageiros. São cerca de 45 mil pessoas por dia, em período letivo. Tínhamos esse compromisso, de fazermos essa estrutura com energia solar, promovendo o desenvolvimento sustentável”, comenta Emanuel.

O que dizem sobre isso?

  1. Enquanto nossas crianças vivem no sol e chuva para ir para escola, os trabalhadores também passam Pela mesma situação, a SEMOB coloca dois ponte de ônibus na Av Mário Andreaza, é uma palhaçada, quem vai sentar ali? Á SEMOB está preocupada em divulgar o marketing da empresa que foi e não preocupado com quem precisa da cobertura, será que não está ganhando propina para isto?

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé