EM DEFESA DA SOCIEDADE

Prefeitura julho cameras

Metade dos portadores não sabe que são diabéticos

Associação tenta mudar esse quadro em Mato Grosso

Saúde

559 acessos

Metade dos portadores não sabe que são diabéticos

O número de pessoas portadoras do diabetes em Mato Grosso vem crescendo e assim como no restante do país, metade delas não sabem que tem a doença. Hoje em torno de 9 milhões de brasileiros são portadores da diabetes.

Para ajudar a mudar esse quadro e esclarecer a população e portadores da doença em Mato Grosso, foi criada no ano de 2.009, a Associação Mato-grossense de Pessoas com Diabetes e Familiares- AMPED. Depois de algum tempo inativa, um grupo de familiares de diabéticos retomou as atividades da associação.

Segundo a vice presidente da AMPED, professora Julieta Domingues, a entidade tem como membros, pessoas com diabetes, familiares, médicos e profissionais de saúde com interesse em diabetes mellitus. “Nosso objetivo é contribuir para a prevenção e tratamento adequado do diabetes, disseminando as informações e investindo no processo de conscientização da população a respeito da doença , focados na melhoria na qualidade de vida das pessoas com diabetes”, explica Julieta Domingues.

A ONU oficializou 14 de novembro como o Dia Mundial da Diabetes. Para lembrar a data, a AMPED, em conjunto com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), participará da Semana do Diabetes.  De sete a 14 de novembro, estão programadas diversas atividades, entre elas, medições de glicemia e palestras de orientação sobre a doença. Além disso, como aconteceu nos últimos anos, alguns monumentos e empresas serão iluminados de azul para lembrar a data.

Pelo fato do Dia Mundial da Diabetes este ano estar ‘espremido’ entre um domingo (13) e um feriado nacional (15), as principais atividades serão antecipadas para o dia 11, a partir sete horas da manhã no Parque Tia Nair. Naquele local, a associação estará acolhendo as pessoas com diabetes e seus familiares em um bate papo, visando a troca de experiências de vida, a superação dos desafios impostos pela diabetes.

Julieta Domingues ressaltou ainda que a AMPED está mobilizando pessoas, colaboradores e empresas para apoiar a campanha de arrecadação de insumos e doar às pessoas mais carentes com diabetes.  Durante todo o mês de novembro, o porcentual da receita das vendas das camisetas e doações será revertido para a aquisição desses insumos.  

A doença

Existem dois tipos de diabetes. A do tipo um, que é uma doença autoimune, não tem ligação genética forte, tem início abrupto e geralmente se manifesta na infância ou adolescência. Já a do tipo dois, que acomete cerca de 90% das pessoas que tem diabetes, tem fatores genéticos, está muito ligada a obesidade, tem início sem sintomas e pode ser evitada com estilo de vida saudável.

Pesquisas internacionais apontam que a cada seis segundos uma pessoa morre no mundo por causa do diabetes.  A cada 20 segundos, uma pessoa tem uma amputação de membros por causa do diabetes, e que a doença é a maior causa de cegueira.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença crônica resulta na não produção do hormônio que controla a glicose no sangue, chamado insulina, ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz.

A data

O Dia Mundial do Diabetes, 14 de novembro, foi criado em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A data tornou-se oficial pela ONU no ano de 2007. Ele é comemorado a 14 de novembro, em memória ao dia de aniversário de Frederick Banting, que, juntamente com Charles Best, criou a primeira ideia que levou à descoberta da insulina em 1922.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé