EM DEFESA DA SOCIEDADE

Prefeitura conciliação outubro

Médicos e servidores terão que 'bater ponto' e registrar informativo do plantão

Na notificação, o promotor concedeu 150 dias de prazo para o município tomar as providências necessárias para obter o ponto eletrônico na Policlínica do Coxipó.

Saúde

Redação 446 acessos 2

Médicos e servidores terão que 'bater ponto' e registrar informativo do plantão

Médicos e servidores, da Policlínica Dr. José Eduardo Vaz Curvo, no bairro Coxipó, em Cuiabá, terão que registrar a sua entrada e saída no ponto eletrônico. A decisão é do Ministério Público do Estado, por meio da 7ª Promotoria de Justiça de Defesa à Cidadania da Capital ao encaminhar uma notificação recomendatória à secretária Municipal de Saúde da capital.

Além do ponto eletrônico, os médicos e servidores terão que registrar um informativo de atividades por parte dos médicos e servidores, contendo o nome das pessoas atendidas e as providências decorrentes de cada atendimento.

A notificação é resultado de um inquérito civil instaurado para apurar supostas irregularidades nas escalas de plantão da Policlínica do Coxipó. De acordo com os documentos analisados pelo Ministério Público, não há controle adequado da frequência dos médicos e dos atendimentos realizados por eles. “O registro de presença e produtividade são feitos de forma manual e precária, o que prejudica a fiscalização, gestão e eficiência da referida unidade de saúde que realiza atendimentos de urgência”, destaca o promotor de Justiça, Alexandre Guedes.

Ele ressalta que sem a presença de mecanismos que atestem de forma transparente e segura que médicos e demais servidores da unidade de saúde comparecem ao trabalho e realizam suas atividades durante o expediente, sempre haverá a possibilidade de ausências e a certeza de reclamações e perde de eficiência no atendimento. Na notificação, o promotor concedeu 150 dias de prazo para o município tomar as providências necessárias.

“Portanto, nota-se que se faz necessária a instalação de sistema de registro eletrônico de frequência na referida unidade de saúde, bem como registro informatizado das pessoas atendidas por cada um dos médicos e as providências decorrentes de cada uma dessas consultas para a devida aferição da assiduidade e produtividade”, assegura o promotor.

 

O que dizem sobre isso?

  1. E quem fiscaliza o ponto desse promotores de justiça . Ficam mais de folga do que trabalham

  2. Concordo e apoio todo tipo de controle, porém destaco as mazelas persistentes e insistentes! 1) o registro de ponto é unilateral, porque o servidor não tem cópia do ponto! Obsurdo! Pedimos a manidestaca do MPE, sobre esta prática! 2) não existe segurança( policiamento) no PSMC, policlínicas! Outro absurdo! Pedimos manifestação do MPE. 3) continua tendo paciente jogado nos corredores do PSMC.( houve fiscalização recentemente) porém não saiu do papel! Pedimos manifestação do MPE. 4) não tem portaria de identificação de quem entra e sai do PSMC, policlínicas etc...colocando pacientes e funcionários em risco de vida!! Absurdo dos absurdo!! Pedimos manifestação do MPE. Se fosse elencar demais mazelas administrativas, incompetência e péssima gerencia todos setores não caberia neste espaço.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé