EM DEFESA DA SOCIEDADE

IPTU Prefeitura Cuiabá

Governo tem R$ 80 milhões na conta, mas não consegue concluir o Júlio Muller, diz senador

Com a previsão de 260 leitos, hospital é considerado estratégico para desafogar a demanda da Saúde

Saúde

Redação 1504 acessos 1

Governo tem R$ 80 milhões na conta, mas não consegue concluir o Júlio Muller, diz senador
Marcio Camilo

O senador Wellington Fagundes (PR), pré-candidato ao governo, criticou a falta de gestão do Estado que está com R$ 80 milhões em uma conta/convênio, no entanto não consegue dar continuidade às obras do Novo Hospital Universitário Júlio Muller.

Em entrevista a uma rádio local ele ressaltou que o montante está na conta há mais de 3 anos, mas o governo tem sido incompetente para abrir nova licitação e finalizar o empreendimento, que tem apenas 9% das obras concluídas.

“Se esse hospital estivesse pronto. Quanto Mato Grosso estaria economizando? Porque quem também banca esse hospital é o Ministério da Educação, já que ele é universitário. Muito do dinheiro que está faltando pra Saúde no Estado é porque não foi concluído o hospital universitário”, ressaltou o senador, que é um dos principais opositores do governador Pedro Taques (PSDB).

O Júlio Muller é construído às margens da rodovia Palmiro Paes de Barros, em Cuiabá. A unidade terá capacidade de 260 leitos e mais 50 leitos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

No âmbito acadêmico, o hospital também é estratégico para a formação de profissionais qualificados, quando muitos universitários nas áreas de Saúde irão estagiar na unidade. Outro fator essencial são os cursos de extensões que podem dar o protagonismo nacional à UFMT em pesquisas na área de Saúde.

ELEIÇÕES 2018

Sobre o processo eleitoral Fagundes afirmou que tenta aglutinar os partidos da oposição em torno de sua pré-candidatura para enfrentar Taques nas urnas. Nesse sentido, uma das principais estratégias é conseguir o apoio do Democratas, que tem uma postura de oposição, mas ao mesmo tempo afirma que pode coligar com o PSDB visando a reeleição do governador.

“Nós estamos tentando agregar o maior número de forças partidárias, mas que sejam coerentes com o projeto político. É preciso ter coerência, pensar da mesma forma. Nós queremos um governo de diálogo”, ponderou Fagundes.  

O que dizem sobre isso?

  1. Como falar em reeleição um governo desse q não sabe trabalhar nem com dinheiro em caixa. Vou de WF

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé