EM DEFESA DA SOCIEDADE

Shopping Popular julho

Agentes prisionais mantêm só urgências

Estado havia sido notificado sobre a paralisação na última quinta-feira

Sindicatos

826 acessos 1

Agentes prisionais mantêm só urgências

Apesar da Justiça Estadual ter considerado ilegal a paralisação dos agentes penitenciários de Mato Grosso, a categoria manteve a greve de cinco dias prevista para iniciar segunda-feira (21).

O secretário geral do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT), Ademir da Mata, explica que a entidade não foi notificada por isso manteve decisão de assembleia geral.

Os agentes penitenciários decidiram parar por cinco dias para chamar atenção para a falta de profissionais em serviço. Eles alegam que dos 3 mil efetivos pelo menos 500 estão em serviços administrativos. "Estão enrolando demais com o concurso desde o ano passado", reclama Ademir.

Nesta segunda, de acordo com o Sindspen foram mantidos agentes apenas para fazer saída de preso para audiência admonitória, aquela em que o juiz vai determinar restrições de liberdade e, mediante às quais, autorizar a soltura. Há agentes ainda disponíveis para levar réus a juri e detentos a hospitais, caso tenham problema de saúde.

O desembargador Dirceu dos Santos, autor da decisão que vê ilegalidade no movimento paredista dos agentes penitenciários, entende que eles ocupam posição diferenciada no âmbito do serviço público.

O Estado havia sido notificado sobre a paralisação na última quinta-feira (17) e acionou a Justiça alegando que esta greve poderia trazer riscos à população, já que fragiliza as unidades prisionais e pode facilitar fuga.

Os agentes contra-argumentam que, do jeito que está, a sociedade enfrenta este risco o tempo todo, porque faltam agentes na rotina e quando estão de plantão sozinhos, por exemplo, não conseguem "segurar" uma operação de resgate.

"Já esperávamos por isso, que o Governo recorresse, mas não tão rápido, mas só vamos manter serviços de urgência e emergência, porque nem podemos chamar nova assembleia antes de sermos notificados", diz o sindicalista Ademir da Mata.

O que dizem sobre isso?

  1. Até parece que o TJ não iria declarar ilegal kkkkkkkkk...RGA em dia, salários dia 30... é o toma lá dá cá...

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé