EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE abril

Servidores acampam em frente a Seges para cobrar progressão da classe

O ato será realizado pelos servidores do sistema penitenciário e servidores do sistema sócio-educativo as progressões das classes estão paradas desde o inicio do ano.

Sindicatos

Redação 3102 acessos

Servidores acampam em frente a Seges para cobrar progressão da classe
Daffiny Xavier / Com Assessoria

O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sinspen-MT) e o Sindicato da Carreira dos Profissionais  do Sistema Sócio-Educativo do Estado de Mato Grosso (Sindpss-MT),  vão realizar na manhã desta quinta-feira (27), um acampamento em frente a Secretaria de Gestão (SEGES), para cobrar do governo uma resposta  sobre a progressão de classe dos servidores tanto do sistema penitenciário quanto do sistema sócio-educativo que estão parados a seis meses.

Conforme o presidnete do Sindspen-MT, João Batista, desde a publicação da lei complementar 585/17 que os processos estão parados. "Desde do dia 17 de janeiro, com a publicação da lei complementar 585/17, que os agentes penitenciários de Mato Grosso estão com seus processos de progressão parados e essa situação está insustentável", afirmou.

A Lei complementar 585/2017 estabelece os critérios para progressão de classe dos agentes penitenciários, de acordo com a graduação, cursos de especialização ou de qualificação comprovados.

"De duas a uma, ou essa gestão é péssima ou é mal intencionada e está segurando de forma deliberada. Não podem nos acusar de intransigência, pois já são seis meses de espera", disse João Batista.

Batista destacou ainda que o próximo período será de intensa mobilização pela garantia dos direitos dos trabalhadores.  "Contamos com a sua participação em massa, vamos montar nosso acampamento, pois o governo parece não estar preocupado e tendo em vista a falta de compromisso do Governo do Estado com esses profissionais e as inúmeras tentativas do sindicato em buscar apoio para que isso se resolva é que convocamos a todos os servidores  para que todos os servidores que se sentem prejudicados, para que amanhã participem desse ato em frente a SEGES, onde iremos acampar e só sairemos após uma resposta concreta por parte do governo, aguardo cada um de vocês", finalizou.

Comente, sua opinião é Importante!

Uninter - Banner JPG