EM DEFESA DA SOCIEDADE

TCE abril

Sindicato diz que Taques não conversa e obriga servidores aceitarem atrasos no salário

Além disso, o Sintap ressalta as promessas do tucano em não mudar mais a data de pagamento e realizar concurso público na Intermat nunca será cumprida

Sindicatos

Redação 2777 acessos 3

Sindicato diz que Taques não conversa e obriga servidores aceitarem atrasos no salário
Muvuca Popular

Sem diálogo e limitando-se apenas em enviar notas pela mídia, é o que o governador do Estado, Pedro Taques tem feito quando o assunto é atraso dos salários dos servidores públicos. Além disso, o Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap), ressalta as promessas do tucano em não mudar mais a data de pagamento e de um concurso público para reforçar o quadro de funcionários do Intermat. Todas não cumpridas.

Sendo assim, o Sindicato entra na próxima semana com ação de obrigação de fazer contra o Estado. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira (11.10), data em que ainda não havia sido depositado o salário dos servidores do Intermat e do Indea, que compõem sua base tendo apenas a promessa do governo de que pagaria ao longo do dia 11.

A medida se faz necessária, conforme os líderes sindicais, pelo fato de os servidores estarem, apesar de prejudicados com a mudança de data de pagamento, cumprindo o compromisso de trabalhar diariamente mesmo, muitas vezes, sem condições de trabalho para que o Estado não pare.

Somente a volta da identificação da madeira feita desde julho pelo Indea já conseguiu trazer aos cofres públicos mais de R$ 5,5 milhões enquanto o Intermat aguarda concurso para fortalecer seu efetivo de servidores para ajudar ainda reaver o ativo de R$ 500 bilhões em terras que o Estado possui, conforme palavras do próprio Taques. Então, para esses servidores é estranho que a crise esteja cada vez mais grave e que o servidor, que tem apenas seu salário para sobreviver, seja sempre o mais penalizado por conta da efetiva falta de gestão.

Os líderes lamentam que a única forma de combate seja a jurídica uma vez que a do diálogo quase nunca é feita pelo governador, que se limita a emitir notas que o salário não vai sair na data combinada somente na tarde do dia em que disse que faria os pagamentos deixando os servidores sem perspectivas de uma vida tranquila e de contas pagas.

O que dizem sobre isso?

  1. Os servidores do intermat se desdobram tem que fazer duas três funções para ajudar o órgão ... pelo menos o presidente que está lá é bom para os servidores . E fora o fato de que ele é um órgão arrecadatório são bilhões perdidos por falta de mão de obra ..

  2. Realmente a situacão que o INTERNAT se encontra com aquele quadro de pessoal é realmete terrivel. Totalmente deficitario. O INTERMAT necessita com urgencia de tecnicos investidis de forma efetiva, mao de ibra efetiva e tecnica e de nivel superior. Qual é a atividade finalistica de la? É so olhar sua legislaçao e verao. La nao é para cargos comissionados ou contratados estarem analisando os processos. Precissa de pessoal efetivo e qualificado. É o oegao encarregado de cuidar das terras do estado. Por favor

  3. Tá tá tá no doze...

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé