EM DEFESA DA SOCIEDADE

AL ago mais 2 com link

''O governo precisa tomar uma atitude'', diz presidente do Sinetran sobre greve

A greve dos servidores do Detran, que já completa 38 dias, segue sem diálogo da parte do governo do Estado

Sindicatos

Redação 2408 acessos 2

''O governo precisa tomar uma atitude'', diz presidente do Sinetran sobre greve
Claryssa Arruda

O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Sientran) reclama da falta de compromisso do Governo do Estado de Mato Grosso ao não comparecer a audiências marcadas pela Justiça para entrarem em acordo sobre a greve que chega ao 38º dia. Completamente mobilizada, a categoria argumenta ainda o descumprimento da decisão da justiça de não cortar os pontos. 

Segundo a presidente do Sinetran, Daiane Renner, até o momento o governo não se preocupou de nem ao menos apresentar uma proposta e a greve segue sem diálogo por parte do governador Pedro Taques (PSDB).

“Só a categoria apresentou a reivindicação até o momento. O governo em nenhum momento apresentou sua proposta para que possamos sinalizar. Desde que as negociações começaram no inicio do ano, não fomos procurados para ser apresentado uma contra proposta”, disse.

A presidente disse ao Muvuca Popular que o Tribunal de Justiça já marcou duas audiências que o governo confirmou o comparecimento, mas no dia marcado não compareceu. Para ela, o impasse está nesse problema, pois “a todo o momento a categoria tenta uma negociação”.

“Além das audiências, a secretaria da Casa Civil que nos chamou para uma reunião para conseguirmos uma negociação, mas fez o sindicato aguardar três horas e não cumpriu a agenda”, reclama.

A presidente ressaltou ainda que o governo apenas se manifestou com uma negativa sobre reivindicação da atualização da tabela, conforme a política salarial já aplicada no estado, que segundo Daiane foi apresentada no inicio do ano pela categoria.

Ela conclui dizendo que o governo precisa tomar uma atitude urgente e apresentar uma proposta que possa chegar a um acordo com a categoria. A categoria, que está preocupada com os serviços paralisados, explica que a reivindicação é sobre o aumento da tabela salarial, pois está defasada desde 2011. Daiane se lembrou do ponto dos servidores seguem cortados pelo governo.

“O ponto ainda segue cortado por iniciativa do governo, sem nenhum respaldo judicial e de forma unilateral tem tido essa atitude desde o primeiro dia de greve”, argumentou.

A Greve

Os servidores do Detran entraram de greve no dia 11 de setembro, aprovado pela categoria em reunião, no dia 24 de agosto e nesta quinta-feira (19) completa 38 dias.

No dia 13 de setembro, Taques entrou com uma liminar pedindo a volta imediata dos servidores ao trabalho, alegando “abandono de emprego”. No entanto, a justiça negou e deu legalidade a greve. Mesmo assim, o governador foi contra a justiça e cortou os pontos de todos servidores que não estavam comparecendo ao trabalho.

Na última segunda-feira (16), depois de 35 dias, a categoria retomou os serviços parcialmente. De acordo com a assessoria do órgão, das 62 unidades de todo o Estado de Mato Grosso, 41 também estão com atendimento parcial. Já as outras 21 ainda estão com as portas fechadas. 

Saiba Mais
Falta de respeito: Taques não comparece a audiência de conciliação com Sinetran
Taques ignora justiça e corta ponto de servidores do Detran

 

O que dizem sobre isso?

  1. Pior governo que estado de Mato Grosso dos últimos tempos. Não queria estar na pele doa servidores públicos.

  2. Está uma vergonha esse governador. Infelizmente ele não está nem aí para vocês servidores. Só quer que trabalhe, mas não seja reconhecido.

Comente, sua opinião é Importante!

Pontuando rodapé