DIEGO GUIMARÃES  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 20 de Setembro de 2020

ARTIGOS Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019, 09h:10 | - A | + A




A democratização da gestão escolar

DIEGO GUIMARÃES

A suspensão da eleição nada mais é que um cumprimento de entendimento dado pelo STF

DIEGO G.jpg

 

Nesse sentido, nos últimos dias, o país assistiu a capítulos impensáveis para o século XXI.

Do conjunto de enunciados abusivos, começo pontuando o que permeou o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20/11.

Por “coincidência”, o novo presidente da Fundação Cultural Palmares, Sr. Sérgio Nascimento de Camargo, que assumira o cargo no dia 27/11, começou declarando que aquela comemoração, que busca reviver a luta da população negra, historicamente excluída de condições dignas de sobrevivência, bem como resguardar a cultura afro-brasileira, deveria ser abolida. Aquele senhor chegou ao sarcasmo de afirmar que a escravidão foi benéfica ao negro, pois lhe possibilitara a conquista das cotas nas universidades. Francamente.

Recentemente as escolas de Cuiabá tiveram a eleição para os gestores democráticos suspensa por decisão da Prefeitura de Cuiabá, após pedido de informação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

A suspensão nada mais é que um cumprimento de entendimento dado pelo Supremo Tribunal Federal, que entendeu ser a nomeação de diretores e coordenadores escolares uma atribuição do Poder Executivo.

Entendo que a gestão democrática é uma ferramenta fundamental para aproximar a comunidade das escolas, oportunizando à população escolher aqueles que melhor lhe representam dentro da unidade escolar.

Até porque para ser eleito é necessário apresentar um plano de trabalho, que será votado e aprovado por sufrágio pela comunidade acadêmica.

A não utilização desta ferramenta traz grandes prejuízos principalmente para as crianças, que acabarão coordenadas e dirigidas por indicações do Prefeito, sem qualquer conexão com a comunidade e sem a necessidade de prestar contas do mandato para o qual foi eleita.

Trata-se de mais um “cabide de emprego” e troca de favores, desfavorecendo aqueles que se qualificaram e trabalharam para que pudessem se candidatar para aquele cargo.

Por um outro lado, diante da decisão do Supremo Tribunal Federal ser contrária a eleição direta, alguns municípios têm trabalhado de forma diversa, utilizando da versão denominada eleição indireta, de modo a colocar requisitos a serem cumpridos quando da escolha do cargo a ser exercido e oportunizar lista tríplice para escolha do Prefeito.

Ou seja, ainda que seja uma indicação do Poder Executivo, a pessoa que se candidatar necessariamente precisa cumprir uma série de requisitos e ser escolhida para compor a lista tríplice, de modo a impossibilitar a indicação de pessoas desqualificadas para cargos de tamanha importância.

Ainda acredito que a gestão democrática nos moldes como estão hoje é o melhor caminho, no entanto, diante da decisão judicial que impede a prática, acredito que soluções devem ser adotadas, a fim de pelo menos amenizar os problemas que a pura e simples indicação política pode vir a causar para a população.

Desta maneira, enquanto Vereador por Cuiabá continuarei na luta por melhorias para a população, buscando que os mais capacitados sejam escolhidos para os cargos mais importantes, afinal com educação não se brinca.

DIEGO GUIMARÃES é vereador por Cuiabá pelo Partido Progressistas.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Mais esperada que o fim da quarentena
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América
Blairo, Eraí e Mendes tentam eleger senador

Últimas Notícias
20.09.2020 - 14:25
20.09.2020 - 12:15
20.09.2020 - 12:13
20.09.2020 - 12:04
20.09.2020 - 11:40


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário