EDIVALDO ROCHA  | MUVUCA POPULAR

Domingo, 22 de Setembro de 2019

ARTIGOS Sexta-feira, 06 de Setembro de 2019, 12h:23 | - A | + A




Cidadania no trânsito

EDIVALDO ROCHA

EDIVALDO ROCHA.jpg

 

O poder público não cumpre seu papel no sentido de inserir a sociedade nas práticas esportivas. Também não oferece condições, como a criação de ciclovias para fomentar o exercício do ciclismo com segurança. De igual modo, não desenvolve campanhas educativas para conscientizar a sociedade da importância de uma política de prevenção de acidentes no trânsito.

É importante criar mecanismos para a melhoria da mobilidade urbana, com a adoção de medidas preventivas para racionalizar o trânsito em nossas cidades, pois isso representaria uma economia significativa para os cofres públicos, menos acidentes, menos despesas na área de saúde, menos hospitais e mais escolas, além de dar segurança e resguardar a vida das pessoas que trafegam nas vias públicas de nossos municípios.

As mudanças passam pelo incentivo de práticas esportivas saudáveis, como o uso da bicicleta como meio de locomoção, pois além da garantia de impacto positivo no trânsito é um meio de transporte ambientalmente correto.

"Como cidadãos temos que fazer a nossa parte, não jogar lixo nas vias públicas, não furar sinal vermelho, dirigir com cautela e serenidade, sempre tendo a preocupação de proteger, resguardar a vida das pessoas"

Como cidadãos temos que fazer a nossa parte, não jogar lixo nas vias públicas, não furar sinal vermelho, dirigir com cautela e serenidade, sempre tendo a preocupação de proteger, resguardar a vida das pessoas. Neste caminhar não podemos apoiar medidas colocadas na contramão da história, que prestigiam motoristas que não observam a legislação em vigor e que se comportam de forma imprudente no trânsito.

Um aspecto que cabe observar é que nem sempre o pedestre tem a cautela necessária na hora de atravessar as faixas, entra de forma abrupta. Comportamento dessa natureza pode causar acidentes; portanto, é salutar que o pedestre, ao se aproximar das faixas, estenda a mão, sinalize para não pegar o motorista de surpresa.

Temos que educar as futuras gerações e isso passa pela criação de uma cadeira obrigatória para ser ministrada nas últimas séries do fundamental, cidadania no trânsito, com intuito de ensinar as nossas crianças a se comportarem de forma correta na relação cidadão e trânsito. Só assim, poderíamos vislumbrar um trânsito civilizado.

O poder público deve cumprir seu papel, através da sinalização e iluminação de todas vias públicas com destaque para as faixas de pedestres, criação de ciclovias e desenvolver campanhas educativas para conscientizar a população e, desta forma, humanizar o trânsito em nossas cidades, reduzir drasticamente o número de acidentes que de forma precoce ceifam milhares de vidas em nossa sociedade.

EDIVALDO ROCHA DOS SANTOS é professor de História e servidor do TRE-MT.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários