Servidores Públicos na linha de frente no combate | MUVUCA POPULAR

Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020

ARTIGOS Terça-feira, 21 de Julho de 2020, 15h:21 | - A | + A




Servidores Públicos na linha de frente no combate

Servidores Públicos na linha de frente no combate

 

A pandemia da COVID-19 é uma triste realidade no mundo inteiro e em Mato Grosso está ceifando vidas e muitas delas são colegas servidores que estão combatendo no campo de batalha salvando outras seus semelhantes.

Enquanto a maior parte da população deve respeitar as recomendações de isolamento social para evitar a disseminação do Coronavírus, os servidores públicos precisam seguir trabalhando para que possamos vencer essa batalha e, ao mesmo tempo, permitir que a população ainda tenha acesso a serviços essenciais para o dia a dia.
 
É por isso que entre os servidores estão profissionais que correm maior risco de contaminação, como as trabalhadores da Saúde pública (enfermeiros e médicos, por exemplo), da Segurança Pública e Administração Penitenciária (bombeiros, peritos, policiais civis, militares e penais, e técnicos penitenciários), e muitos outros: todos estão diariamente expostos aos perigos do Coronavírus.

Além disso, servidores do Judiciário, da Agricultura e Abastecimento, Instituto de Defesa Agropecuária(Indea-MT),engenheiros e profissionais de diversas outras carreiras seguem trabalhando para que o Estado continue funcionando e cuidando da população.

Todos esses segmentos sofreram tristes baixas e não puderem se despedir dignamente dos colegas heróis que dedicaram toda uma vida a SERVIR A DOR de alguém.

E na contramão de tudo isso que estamos sofrendo vivermos também um outro fato lamentável nesse momento de angústia, de dor, de despedida das pessoas as quais amamos, é que ainda, como servidor termos de lutar para que nossos direitos conquistados historicamente através de muita luta estarem sendo retirados em reuniões on-line num passe de mágica onde a moeda de troca são espaço no governo e emendas parlamentares.

Com a difusão de informações através da internet e redes sociais é impossível nossos representantes políticos fazer algo escondido ou simplesmente jogar para a platéia tentando camuflar informações que irão afetar a vida de centenas de milhares de servidores públicos sob a enxurrada de notícias da Covid.

Vimos por estes dias a elevação da alíquota previdência subir de 11% para 14% atingindo em cheio os servidores mas ainda os aposentados que contribuíram toda uma vida em bem servir o Estado e agora terão de contar cada centavo gastos principalmente em meio a pandemia do coronavírus com remédios, plano de saúde, família,etc.

O governo já confiscou parte do seu salário com o aumento da alíquota de 11% para 14%, propôs aumentar a idade para aposentar, não apresentou nenhuma regra de transição, e deu tratamento diferenciado entre as categorias.

Tudo isso a toque de caixa em plena PANDEMIA!

Lutamos pelas emendas do pedágio de 50%. Lutamos pelo cálculo de 80% das maiores remunerações. A sociedade Mato-Grossense desconhece a realidade da maioria dos servidores públicos estaduais do executivo que estão há três anos sem a Revisão Geral Anual (RGA), reajuste para recuperar o índice da inflação, a falta dessa recomposição afeta no poder de compra dos servidores. Enquanto isso o governo destrói o pouco que resta das conquistas históricas das relações individuais e coletivas do trabalho, impactando assim direta e profundamente a subsistência dos trabalhadores e de suas famílias e isso afeta fatalmente também pelo efeito dominó o comércio local pois 80% do subsídio dos servidores ficam aqui em Mato Grosso fazendo girar a máquina. E todos sabemos o quanto o comércio está sendo afetado pela quantidade de decretos de abre e fecha nesses últimos três meses. Deveriam serem aliados dos seus clientes fiéis: Os servidores públicos.

A resposta de tudo isso que vivenciamos certamente se refletirá nas urnas em uma eleição atípica onde o cidadão já desanimado com a classe política, sofrendo as agruras rondando do desemprego, da perda do poder de compra, da triste separação dos familiares queridos terem de ir votar em um candidato que no pior momento votou a favor de medidas que impactaram negativamente sua vida e dos familiares.

A categoria está se doando ao máximo neste período de enfrentamento, servidores de vários segmentos se desdobrando para atravessarmos a pandemia com vida nos plantões intermináveis em hospitais ou na rua, mantendo os serviços essenciais funcionando para que o cidadão sofra o quanto menos.
Que os políticos saibam que a dignidade de BEM SERVIR não tem preço.

“Os servidores estão salvando vidas mas também são vítimas dessa doença maldita.”

Sem os servidores, a população ficaria desamparada. Valorize o serviço público!

Max Campos é Servidor Público Estadual.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Servidor da saúde - 21-07-2020 15:43:40

O governo Mauro Mendes não está nem aí para servidor público. Nós estamos utilizando EPIs de péssima qualidade isso quando tem. Será que se perguntar ao governador qts colegas da área de saúde se contaminaram pela COVID-19 salvando vidas ele saberá responder? Ele tá mais preocupado em essa pandemia continuar pois estará recebendo dinheiro federal enquanto marginaliza os servidores numa reforma pior que a federal

Responder

4
0


1 comentários

coluna popular
Saúde em 1º lugar
Corona nas eleições
Distribuição de absorventes 
Lucas do Rio Verde
Atingidos pelo fogo

Últimas Notícias
01.10.2020 - 15:05
01.10.2020 - 14:15
01.10.2020 - 14:07
01.10.2020 - 14:03
01.10.2020 - 13:49


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário