Volta às aulas presenciais | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Abril de 2021

ARTIGOS Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021, 13h:42 | - A | + A




Volta às aulas presenciais

Volta às aulas presenciais

Defendemos a reabertura das escolas de Cuiabá no sistema híbrido

ESCOLAS ABERTAS CUIABÁ’ é um movimento civil sem fins políticos ou lucrativos, formado por pais de alunos das escolas particulares e educadores, criado em meados de janeiro de 2021 em razão da inércia do poder público em reabrir as instituições de ensino particulares da Capital. São mais de três mil apoiadores.

 

Nossa luta é legítima e decorre do total entendimento entre os participantes, que defendem a reabertura das escolas no sistema híbrido, que dá aos pais a opção de enviar as crianças às aulas presenciais ou não.

 

Após manifestações intensas nas redes sociais, carreatas e repercussão na imprensa, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, publicou o Decreto Municipal nº  8.315/21, que determinou a reabertura das escolas no sistema EAD em 1º/02/2021 e, no sistema híbrido, em 1º/03/2021, limitado a 50% da capacidade da sala de aula.

 

Aguardamos ansiosamente pelo retorno dos nossos filhos às escolas, ao convívio social com amigos e professores, para viverem novamente tudo aquilo que foi retirado pela pandemia. Sabemos que o momento é delicado, que os números de contaminados ainda é elevado, mas a eles não são responsáveis. Nesse contexto propomos aos leitores se colocarem no nosso lugar e terem empatia pelo vem acontecendo desde março de 2020 com nossas crianças e adolescentes.

 

Pensemos juntos: quantas crianças conhecemos que pegaram Covid-19 e ficaram hospitalizadas, internadas na UTI? Não estou falando do que você leu, e sim do seu círculo familiar e de amizades. Tenho certeza que você, como eu, respondeu “nenhuma”.

 O que nos dizem as pesquisas científicas ao redor do mundo? Que é perfeitamente possível o retorno às aulas presenciais desde que existam medidas e protocolos de biossegurança nas escolas. A revista de pesquisa Science publicou recentemente que menores de 12 anos são menos propensos a contrair o coronavírus que adultos, e incluiu na pesquisa o ambiente residencial infantil e o confinamento, concluindo ser mais arriscado contrair o vírus nesses ambientes, em contatos casuais, do que nas escolas que seguem protocolos de biossegurança. Estudo realizado na Carolina do Norte (EUA) acompanhou 90 mil crianças e 10 mil funcionários no retorno às aulas, e nenhuma contaminação ocorreu de crianças para professores em cinco meses de aulas. Trinta e duas contaminações registradas ocorreram fora o ambiente escolar. A taxa de mortalidade em menores de 20 anos no Brasil está em 0,6% e 0,7%, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria. Para o retorno às aulas presenciais é preciso a adotar medidas de biossegurança, já amplamente divulgadas à população, além de boa vontade e empatia pelas crianças que sofrem sem a rotina escolar. 

Falando em sofrimento, muitas famílias podem falar sobre isso ao olhar para os últimos 11 meses. Vimos nossos filhos nos questionar se iriam morrer, se os avós morreriam, se mamãe e papai corriam o risco de virar estrelinha. Mas além do medo pelo contágio nos meses iniciais, pelo desconhecimento da doença, nossos filhos passaram a ser acometidos de outras doenças. Desenvolveram crise de ansiedade, síndrome do pânico, depressão, automutilação, pensamentos suicidas, ganho excessivo de peso, sedentarismo, diabetes, colesterol alto, dores de cabeça pelo excesso de telas, dentre outras patologias. 

Eles não têm culpa de existência do vírus, menos ainda pelo aumento de taxas de transmissão – responsabilidade esta que é dos adultos que circulam livremente sem alteração da rotina com o aval dos governantes. E finalmente pergunto: qual o resultado da volta às aulas presenciais aqui em Cuiabá, para o ensino infantil desde outubro de 2020, na modalidade 100% presencial? Isso mesmo que você pensou: não houve nenhum surto ou notícia de contaminação de crianças e professores dentro das escolas. Diante disso, registramos aqui a nossa profunda confiança no Estado para o retorno às aulas no sistema híbrido em 1º/03/2021, momento de muita alegria e esperança para as famílias cuiabanas.  Francielle Brustolin é coordenadora do movimento Escolas Abertas Cuiabá

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Inclusão, respeito e oportunidade
Imunizado contra Covid-19
“Bronca” de Bezerra
Tratamento contra Covid-19
Imunização contra Covid

Últimas Notícias
21.04.2021 - 18:31
21.04.2021 - 16:10
21.04.2021 - 14:00
21.04.2021 - 11:15
21.04.2021 - 11:10




Informe Publicitário