Conselho abre processo disciplinar contra Deltan por crítica a Renan Calheiros | MUVUCA POPULAR

Domingo, 20 de Setembro de 2020

BRASIL Terça-feira, 10 de Dezembro de 2019, 13h:53 | - A | + A




Lava Jato

Conselho abre processo disciplinar contra Deltan por crítica a Renan Calheiros

Senador acionou o conselho com alegação de que procurador o prejudicou na eleição do Senado. Corregedor viu elementos de violação de dever funcional.

Reprodução

Reprodução

Reprodução

Deltan Dallagnol

 

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) abriu nesta terça-feira (10) processo disciplinar para apurar se o chefe da força tarefa da Lava Jato em Curitiba, o procurador da República Deltan Dallagnol, cometeu infração disciplinar ao postar em redes sociais mensagens contrárias ao senador Renan Calheiros (MDB-AL).

O plenário do conselho referendou procedimento que havia sido instaurado pelo ex-corregedor Orlando Rochadel. Os conselheiros já haviam negado o afastamento de Deltan Dallagnol do cargo.

Segundo Renan, Dallagnol fez campanha na internet para atacá-lo, influenciando nas eleições para presidente do Senado. Em uma das mensagens, Dallagnol afirmava que, se Renan fosse eleito, projetos contra a corrupção teriam a aprovação dificultada.

No dia 10 de setembro, o corregedor do CNMP, Orlando Rochadel, votou a favor da abertura do procedimento. Ele sugeriu a aplicação de uma censura ao fim do processo - a punição não tem efeito prático imediato, mas eventual reincidência pode trazer prejuízo ao procurador, que já foi punido com advertência por críticas sobre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O processo também pode levar a punições como suspensão e aposentadoria compulsória (a mais grave).

Rochadel afirmou, em setembro, que o procurador buscou "descredenciá-lo (Renan Calheiros) perante a opinião pública" e abusou da liberdade de expressão.

"Embora não se denote, nesta fase de admissibilidade do Processo Administrativo Disciplinar, uma vinculação do representante ministerial requerido a determinado partido político, a caracterizar atividade político-partidária, evidenciou-se nítida manifestação de cunho político, a merecer reprimenda por parte deste Conselho Nacional do Ministério Público", disse Rochadel.

Reclamação de Kátia Abreu contra Deltan foi arquivada
Outro caso contra Deltan foi arquivado nesta terça-feira. A maioria do conselho arquivou uma reclamação disciplinar que apurava a conduta de Dallagnol a pedido da senadora Kátia Abreu (PDT-TO).

O procedimento investigava se Dallagnol cometeu falta funcional ao compartilhar nas redes sociais uma reportagem que sobre suposta prática de caixa 2 pela senadora.

Em razão de a reportagem ter sido baseada em informações que deveriam estar sob sigilo, segundo os procuradores, havia discussão sobre se, ao compartilhar o texto, Dallagnol havia cometido infração disciplinar.

A notícia publicada pelo jornal "o Estado de S. Paulo" citava informações prestadas por ex-executivos da Odebrecht em acordo de colaboração fechado com o Ministério Público Federal (MPF). Segundo Kátia Abreu, além de sigilosos, os fatos já haviam sido investigados e arquivados pelo Supremo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

jose a silva - 10-12-2019 15:08:45

O procurador da república está corretíssimo! Se Renan fosse eleito presidente do senado e é o que pretendia, era para dificultar as coisas, para facilitar a vida de seus pares e cúmplices em crimes. Renan inocente? Vamos deixar a hipocrisia de lado, pois quem responde a quantidade de processos que esse pilantra tem no lombo, não é inocente em nada!Diferentemente é ser inocente e receber proteção dos órgãos do judiciário, que tem o rabo preso e para se protegerem não o acusam e não admitem as provas contra o mesmo! Tem provas cabais e fortíssimas de suas falcatruas mas ninguém faz nada, pois cairiam juntos, inclusive membros do STF e do STJ e CNMP!

Responder

0
3


1 comentários

coluna popular
Ansiosos pelas eleições municipais
Mais esperada que o fim da quarentena
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América

Últimas Notícias
20.09.2020 - 19:00
20.09.2020 - 18:54
20.09.2020 - 14:25
20.09.2020 - 12:15
20.09.2020 - 12:13


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário