23 de Setembro de 2021

Idosa chama pai e filho de 'negrada do inferno' e chuta PM ao ser presa em flagrante no DF; assista | MUVUCA POPULAR

 

BRASIL Quinta-feira, 29 de Julho de 2021, 14h:55 A | A

Idosa chama pai e filho de 'negrada do inferno' e chuta PM ao ser presa em flagrante no DF; assista

Uma mulher de 64 anos foi presa em flagrante em Taguatinga, no Distrito Federal. Ela ofendeu dois homens, pai e filho, que estavam em frente a um shopping da região. Imagens do momentos mostram o momento da discriminação. As informações são do portal G1. 

Alcides Jesus Santos, 39 anos, filmava o pai, José Barbosa dos Santos, 70 anos, que comentava uma reforma que estava sendo realizada no shopping. O idoso, que enfrenta um câncer, trabalha como pintor há mais de 40 anos. 

Na sequência, a mulher passa por ambos e discrimina a dupla: "Negrada do inferno, vai pro raio que o parta [sic]". O episódio aconteceu na última quarta-feira (28). 

Segundo o G1, a suspeita tentou fugir após a ofensa e acabou agredindo uma policial com um chute. Momentos depois, um militar do Corpo de Bombeiros que também viu a situação, ajudou a conter a agressora até a chegada dos policiais militares. 

O nome da mulher detida não foi divulgado. Ela foi presa e encaminhada à 21ª Delegacia de Polícia, em Taguatinga Sul.

 

Caso foi registrado injúria racial

Idosa ofende pai e filho racialmente em frente a um shopping no DF - Foto: Reprodução
Idosa ofende pai e filho racialmente em frente a um shopping no DF - Foto: Reprodução

Além de injúria racial, a idosa deve responder por vias de fato, já que a suspeita também agrediu uma policial. 

Conforme apuração do G1, uma fiança foi definida, mas a Polícia Civil não informou o valor e nem se a quantia foi paga pela idosa. Segundo Alcides, a agressora foi liberada da delegacia após pagar R$ 1 mil.

"A gente estava vendo as pinturas, porque tinha um andaime, e no tempo do meu pai não era assim. O serviço era feito com balanços (...) Quando ela [mulher] fala 'negrada', ela envolve toda uma raça", afirmou Alcides ao G1. Ele ressaltou acreditar que o crime cometido foi de racismo e não de injúria racial, que configura uma infração mais leve.

 
 

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários





Denuncie no muvuca popular

Email: redacaomuvuca@gmail.com / Tel: - (65) 3359-0112 - Whats: (65) 9.8167-8899

Edifício Helbor Dual, Sala 1314, cuiabá / MT 78048250

Todos os Direitos Reservados - Muvuca Popular - 2021