124,5 mil famílias estão endividadas em Cuiabá, segundo CNC | MUVUCA POPULAR

Domingo, 20 de Setembro de 2020

CUIABÁ Quinta-feira, 31 de Outubro de 2019, 08h:37 | - A | + A




Economia

124,5 mil famílias estão endividadas em Cuiabá, segundo CNC

Divulgação

Cartões

 

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) disponibilizou a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), do mês de outubro, onde revela que 124.510 famílias possuem contas ou dívidas contraídas de forma parcelada. Este número é 0,2 ponto percentual menor do que o registrado no mês anterior (124.818).

A pesquisa divulgada nesta quarta-feira (30) pela Fecomércio-MT, mostra que o número de famílias endividadas é maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 119.906 delas se encontravam nesta situação. De acordo com a entidade, os fatores que contribuíram para a queda foram os recursos extras advindos do FGTS e PIS/Pasep, somados à sazonalidade positiva no mercado de trabalho, favorecendo assim a redução do endividamento.

Dentre as famílias endividadas, apenas 30.155 delas declararam que não ter condições de pagar as contas, um aumento de 0,5 ponto percentual na comparação mensal. Já em relação a outubro de 2018, registrou-se uma queda de 2,8 pontos percentuais (35.264).

Mais uma vez, o cartão de crédito lidera como principal tipo de dívida das famílias na capital (69,5%), menos do que o registrado no mês passado (71,2%). Os carnês representam o segundo maior tipo de dívida, com 36,1%, um ponto percentual menor do que o verificado também no mês anterior.

Em relação ao tempo comprometido com dívidas, as famílias passam, em média, 7,3 meses vinculada a uma dívida parcelada. Fato curioso observado na pesquisa atual é que tal condição se aplica às famílias que recebem até 10 salários mínimos e as que recebem acima disso.

O que tem registrado aumento é a parcela da renda comprometida das famílias. Em outubro, elas comprometiam 23% da renda familiar, contra 14,2% no mesmo período do ano passado. Apesar do aumento, a porcentagem ainda está abaixo do limite aceito por especialistas em finanças pessoais, que é de 30%.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Ansiosos pelas eleições municipais
Mais esperada que o fim da quarentena
Parlamentares buscam estratégias
Deputado quer apoiar coronel Fernanda
Expulsou profissionais da TV Centro América

Últimas Notícias
20.09.2020 - 19:00
20.09.2020 - 18:54
20.09.2020 - 14:25
20.09.2020 - 12:15
20.09.2020 - 12:13


Muvuca (PL)

Adevair Cabral (PTB)

Chico 2000 (PL)

Misael Galvão (PTB)

Ricardo Lobo (PL)

Aladir (PL)

Sargento Joelson (SD)

Juca do Guaraná (MDB)

Luluca Ribeiro (MDB)

Macrean

Ralf Leite (MDB)

Renivaldo Nascimento

Toninho de Souza

Edna Sampaio (PT)

Robson Cireia (PT)

Ricardo Saad

Oseas Machado (MDB)

Rogério Varanda

Alex Ribeiro (PP)

Maurélio (PSDB)

Dudu Santos

Marcelo Bussiki

Vinícyus Clovito

Diego Guimarães

Mário Nadaf

Marcos Veloso

Gisele Almeida

Orival do Farmácia

Wilson Kero-Kero

Dr. Xavier

Justino Malheiros

Zidiel Coutinho

Sargento Vidal

Dídimo Vovô

Clebinho Borges

Júlio da Power

Jamilson Moura

Emídio de Souza (PSL)

Adalberto Cavalcanti

Ricardinho

Kako do CPA

Dilemário Alencar

Max Campos (PSB)

Cezinha Nascimento

Edienes Hadassa

Dr Luiz Fernando

PF Rafael Ranalli

Gabriel Henrique

Itamar Jefferson (PL)

Cristiano Paraqueda

Sebastião Moraes

Daniel

Justino Campos

Rafael "Faré"

Darley Gonçalves

Osmar Rodrigues "Chefinho"

Elenir Pereira

Prof.instrutor Joaquim Neto

Diogo Fernandes

Ade Silva

Sargento Ozeni

Dito Paulo

Paulo Macedo

Luiz BA

Professor Frankes

Paulo da VGDI

Valdemir MM

Weto Salgado

Dr. Daúde

Bob Medina

Wagner Vinícius

Luis Carlos

Carlos Henrique do Correio

Adv Cris

Elenir Pereira

Zé Carlos

Luis Cláudio

Huelton Souza

Rosenil Luiz (Canelinha de pacu) (PL)

Sargento Ozeni

Luiz Poção (PL)

Edilson Odilon (PL)

Paulinho CPA

Germânio Araújo

Chico do Leblon

Delegado Garcia

Renato Anselmo

Cleber Adôrno

Doidinhoducorte

Neno do Pascoal Ramos

Prof. Jorginho



Informe Publicitário