Advogado compara desfile de adoção com “feira de escravos” | MUVUCA POPULAR

Sábado, 20 de Julho de 2019

CUIABÁ Quarta-feira, 22 de Maio de 2019, 12h:42 | - A | + A




“Adoção na Passarela”

Advogado compara desfile de adoção com “feira de escravos”

Evento “Adoção na Passarela” foi duramente criticado pelo jurista

(Redação)
redacaomuvuca@gmail.com

WhatsApp-Image-2019-05-20-at-10.23.36.jpeg

Foto: Divulgação/OAB

O advogado Eduardo Mahon afirmou em sua rede social, que o evento “Adoção na Passarela” realizada pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (AMPARA) no Shopping Pantanal, parece ser “uma antiga feira de escravos”.

“As crianças na passarela para pretendentes ver o quão bonitas, simpáticas e desenvoltas são, parece-me uma antiga feira de escravos, onde os senhores viam os dentes e o corpo dos africanos para negociar o lance”, declarou Mahon.

O jurista também ressaltou que o evento expõe de forma negativa as crianças e os adolescentes, que, na verdade, deveriam ser protegidos e resguardados pelas instituições envolvidas.

“Não acho legal, aliás, acho péssimo. Não porque seja um desses conservadores que quer esconder, apagar, fingir que não existe rejeição social etc. Já estive nessa lista, fiz visitas e sei bem que essas crianças precisam de visibilidade, exposição positiva, ressignificação de lugar e autoestima, mas não assim. Não em uma passarela, não em um shopping, não para o público aberto. Não assim”, enfatizou.

Esta já é a segunda edição do evento, que está sendo duramente criticado por advogados e pela população de Cuiabá e região metropolitana.

A “Adoção na Passarela” foi realizada pela AMPARA em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT). Conforme os organizadores, o evento tem como objetivo dar visibilidade as crianças e adolescentes de 4 a 17 anos que estão aptos para adoção.

Além do desfile, os idealizadores realizaram também durante a semana, palestras, seminários e recreação para as crianças.

Entretanto, o evento vai contra a própria constituição federal, que visa resguardar a honra e a imagem da pessoa. A Lei 8.069/90 – Estatuto da Criança e Adolescente trouxe proteção integral à criança e ao adolescente de tal forma que, não só sua integridade física fique a salvo, mas também sua imagem e identidade, direitos estes personalíssimos, considerados fundamentais e arrolados em forma de cláusula pétrea.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(15) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Mauricio Oliveira - 23-05-2019 09:00:10

HUMILHAÇÃO TOTAL...ESSE GESTO DEVE SER EM PARTICULAR...SÓ FALTA EXAMINAR OS DENTES DAS CRIANÇAS E COLOCAR UM LAÇO DE CORDA NOS PESCOÇOS...

Responder

1
0


Edriane Welter - 23-05-2019 08:59:43

Inacreditável que em.pleno século 21 isso esteja acontecendo ????

Responder

0
0


Socorro Meireles - 23-05-2019 08:59:12

Ridículo. Uma vergonha.

Responder

0
0


Alessandra Campos - 23-05-2019 08:58:34

Ridículo ispor uma criança dessa forma

Responder

0
0


DANIEL - 22-05-2019 14:19:24

Excelente reportagem, fiquei indignado com a exposição dessas crianças. Elas já tem problemas suficientes, falta de carinho e as vezes amor próprio. Não entendi como um juiz autoriza tão grande falta de respeito. Que Deus tenha pena de nós.

Responder

10
3


Guilherme - 22-05-2019 14:12:30

Pior ideia e ainda apoiada pela OAB!! Triste!

Responder

9
2


Bruninho - 22-05-2019 14:11:10

Total desrespeito com o momento e historia que vivem que horror

Responder

9
2


Cris - 22-05-2019 14:08:40

Não é bom, não é humano colocar crianças nessa situação! Vamos ladeira abaixo a cada dia nesse mundo, entendo que não é fácil o ato da adoção. Mas, estou desnorteada com isso

Responder

8
2


Meire - 22-05-2019 14:06:41

Isso acontecia muito no século 19

Responder

4
2


Sebatisnan - 22-05-2019 14:02:56

Vamos adotar minha gente precisamos dar um lar para essas crianças

Responder

3
1


Carlos - 22-05-2019 14:01:11

Concordo plenamente com o dr

Responder

4
2


João Luís - 22-05-2019 13:57:33

a primeira vista senti tristeza ao ver crianças expostas como num catálogo concordo com o advogado que é contra

Responder

4
2


Renatto - 22-05-2019 13:56:12

O objetivo é compreensível, mas a estratégia adotada para alcança-lo não foi a melhor e olha que são pessoas inteligentes por trás dessa ação

Responder

4
2


Anderson - 22-05-2019 13:54:58

Parece ser uma boa iniciativa, só pecaram na exposição exagerada tem certas coisas que é melhor não inventar muito, pra não parecer mercado de escravo, que é a primeira associação que a gente faz ao ler a matéria, ficou pesado dessa forma

Responder

1
4


Vilmara - 22-05-2019 13:53:07

Feira de crianças como a OAB é a favor disso? é só melhorar as regras para as pessoas poderem adotar com mais facilidades

Responder

4
2


15 comentários