Deputado João Batista cobra “investigação minuciosa” em hospital de Cuiabá | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 21 de Abril de 2021

GERAL Terça-feira, 06 de Abril de 2021, 21h:14 | - A | + A




Deputado João Batista cobra “investigação minuciosa” em hospital de Cuiabá

Parlamentar disse que irá disponibilizar estrutura necessária e cobrar uma resposta das autoridades competentes


redacaomuvuca@gmail.com

O deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária (CSPC), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), cobrou uma investigação minuciosa em relação às mortes ocorridas por Covid-19, no hospital São Judas Tadeu, em Cuiabá. A ação do parlamentar faz parte do trabalho que já vem sendo conduzido dentro da Comissão. De acordo com o deputado, é preciso que as autoridades competentes apurem todas as denúncias e que os responsáveis sejam punidos.

“Como presidente da Comissão de Segurança Pública, sinto-me na obrigação de apurar todos os casos envolvendo maus tratos e descaso com a saúde dos nossos profissionais da Segurança Pública, assim como toda a população. Coloco toda a estrutura técnica e jurídica da CSPC à disposição das autoridades competentes para dar celeridade nas investigações. Vamos estar juntos com a Comissão de Saúde da ALMT para nos auxiliar nesta demanda”, disse o deputado.

Batista disse ainda que vai se reunir com Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren- MT), o Conselho Regional de Medicina (CRM) e o Ministério Público do Estado (MPE), cobrando uma resposta para todos os casos envolvendo negligências médicas nos hospitais do Estado.

“Vamos cobrar destas instituições uma apuração de todas as denúncias realizadas até o momento. Vivemos em um período de pandemia no qual não podemos aceitar nenhum tipo de descaso. Nós já perdemos cerca de 50 profissionais para esta doença, precisamos apurar todos os fatos e dar o auxílio que todos precisam, sejam da Segurança Pública, ou não”, afirmou.

As declarações do deputado nesta terça-feira foram motivadas após o Comando Geral da Polícia Militar se manifestar por meio de uma nota, pedindo a apuração da morte do major PM Thiago Martins de Souza, de 34 anos, supostamente morto por maus tratos na unidade hospitalar da qual estava internado pela Covid-19. A denuncia partiu da técnica em enfermagem Amanda Delmondes Benício, que acusa o Hospital São Judas Tadeu de ser palco de casos de maus tratos e erros médicos propositais na unidade, prejudicando pacientes com covid-19, afirmando até ter vídeos e fotos que comprovam sua denúncia.

Veja a nota na íntegra:

NOTA – COMANDO GERAL

O Comando Geral da Polícia Militar informa que está oficiando ao Conselho Regional de Medicina (CRM-MT) e ao Ministério Público Estadual (MPE) uma solicitação de apuração na esfera administrativa e criminal, respectivamente, da denúncia de possível negligência sofrida pelo major PM Thiago Martins de Souza durante internação em unidade hospitalar privada em Cuiabá.

No mesmo ofício, o Comando Geral da PM solicita aos órgãos oficiados acima que lhe seja oportunizado o acompanhamento e/ou atualizada sobre tais apurações.

Esta medida está sendo adotada a partir de denúncias veiculadas em reportagens publicadas em diversos sites e outros órgãos de imprensa nesta segunda-feira-feira (05.04).

O major Thiago morreu no último sábado (03.04), por complicações decorrentes da Covid-19, em outra unidade hospitalar, da rede SUS, em Cuiabá, para onde foi transferido após agravamento do seu quadro de saúde e consequentemente necessidade de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
Inclusão, respeito e oportunidade
Imunizado contra Covid-19
“Bronca” de Bezerra
Tratamento contra Covid-19
Imunização contra Covid

Últimas Notícias
21.04.2021 - 18:31
21.04.2021 - 16:10
21.04.2021 - 14:00
21.04.2021 - 11:15
21.04.2021 - 11:10




Informe Publicitário