Ex-BBB de Mato Grosso é acusado de prática ilegal da medicina | MUVUCA POPULAR

Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

GERAL Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2020, 10h:21 | - A | + A




Divulgou Preços

Ex-BBB de Mato Grosso é acusado de prática ilegal da medicina

Conselho Regional de Medicina de MT investiga o caso


redacaomuvuca@gmail.com

Reprodução/Instagram

Marcos Harter

 

O cirurgião plástico e ex-BBB 17 de Mato Grosso, Marcos Harter, violou uma regra do Conselho Federal de Medicina (CFM) ao divulgar, em suas redes sociais, os preços para próteses de silicone. A prática é considerada ilegal de acordo com a resolução CFM 2170/17.

Em seu Instagram, Harter além de divulgar o preço da cirúrgia também anunciou um número de Whatsapp para contato. Segundo a publicação, o preço estaria disponível para Florianópolis (SC), incluindo hospital, anestesista, prótese aprovada pelo Inmetro e Anvisa, o cirúrgião e a equipe. 

Harter não pareceu incomodado com a denúncia e realizou uma série de publicações na rede social afirmando que "esfregar seus diplomas na cara da concorrência não tem preço". O ex-BBB também expôs depoimentos de supostas clientes recomendando as cirúrgias.

De acordo com o CFM, a divulgação de valores só pode ser feita no interior dos consultários médicos e publicar anúncios publicitários com a indicação de preços de consultas, formas de pagamento e captação de clientela é proibido. A prática é entendida como concorrência desleal entre os médicos pelo órgão e está proibida desde 2010.

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, no qual o ex-BBB está inscrito, divulgou uma nota afirmando que está atento às violações e que procedimentos admninistrativos, por desvios éticos, foram abertos contra o médico.

Além de ter participado do reality show da Rede Globo, Harter também esteve no programa A Fazenda, da Record. Em 2018, o médico foi candidato à deputado federal, pelo PSC, nas eleições de 2018. Entretanto, o ex-BBB não conseguiu se eleger na Câmara, e obteve apenas 16.305 votos em MT (1,10% dos votos válidos).

Confira a nota na íntegra:

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso (CRM-MT), em virtude das notícias publicadas por veículos de comunicação de várias cidades do país, vem a publico esclarecer alguns fatos relacionados ao médico Marcos de Oliveira Harter.

O CRM-MT está atento às violações das regras estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina relacionadas ao profissional citado;

De acordo com a Resolução do CFM nº 2217/18 é vedado ao médico a prática de concorrência desleal; O exercício mercantilista da medicina; Permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer veículo de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade, e a divulgação de assunto médicos de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico;

Voltamos a ressaltar que o CRM-MT já instaurou procedimentos administrativos (Sindicâncias), e, inclusive, está em andamento Processos Ético-Profissional para apurar os eventuais desvios éticos do médico Marcos de Oliveira Harter;

Além disso, o Departamento Jurídico do CRM-MT notificará o Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina (Cremesc) para instaurar uma sindicância contra o profissional, pois apesar do médico ser inscrito no CRM de Mato Grosso o Código de Processo Ético-Profissional determina que essa apuração se dê no local onde o fato ocorreu.

O CRM-MT repudia de maneira veemente tais desrespeitos ao Código de Ética Médica e observa todos os aspectos atinentes à responsabilidade profissional. Zelamos pelo perfeito desempenho ético da Medicina, bem como pelo prestígio e bom conceito da profissão.

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(11) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Cida - 10-01-2020 12:24:29

Uai gente não entendi, ele faz o valor que ele quiser, a clínica é dele, é particular iniciativa privada quem manda é ele

Responder

0
0


Arthur - 10-01-2020 12:23:24

grande profissional vai quem pode pagar .Preço bem acessível pelo trabalho de qualidade que ele oferece

Responder

0
0


Judite - 10-01-2020 12:08:45

CRM devia se ocupar c os crimes médicos que existe por aí

Responder

0
0


Elizete - 10-01-2020 12:02:12

Vai quem quer fazer é já sabe tudo como funciona e valor. Cada profissional escolhe o preço de seus serviços

Responder

0
0


- 10-01-2020 12:01:40

Deve ser os médicos que adoram tirar o "couro" dos outros no valor, e estão com raiva e denunciaram só pode, é a inveja

Responder

0
0


Catia - 10-01-2020 11:54:59

Se o cara vê vantagem em fazer silicone a esse valor significa que algum lucro ele já tem. Correto?? Nem relógio trabalha de graça. Tem quer muito cara para dizer que tem qualidade?

Responder

0
0


Monalisa - 10-01-2020 11:53:17

Deixa o cara trabalhar gente

Responder

0
0


Adriano - 10-01-2020 11:51:43

Esse cara e gaúcho Nada vê com Mato Grosso se é ilegal tem que investigar depois morre vão querer processar

Responder

0
0


Paulina - 10-01-2020 11:49:59

o povo vê problemas em tudo e em credo só vai fazer mais barato

Responder

0
0


Larissa - 10-01-2020 11:46:54

Mas esse Doutor é lindo e chique e humilde está de parabéns

Responder

0
0


Denise - 10-01-2020 11:45:25

A concorrência fica louca

Responder

0
0


11 comentários

coluna popular
Parlamentar é acusado por tráfico de drogas
Grupo protesta contra “Parlamentarismo branco”
Prefeito de Cuiabá tem surpresa positiva
Dedicada aos trabalhos sociais
Audiência pública debate regularização fundiária

Últimas Notícias
26.02.2020 - 18:29
26.02.2020 - 18:10
26.02.2020 - 16:26
26.02.2020 - 15:37
26.02.2020 - 14:56




Informe Publicitário