Empresário condenado por fraude em CNHs é nomeado como coordenador na SEDUC  | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

GOVERNO Segunda-feira, 02 de Setembro de 2019, 17h:03 | - A | + A




Impedido

Empresário condenado por fraude em CNHs é nomeado como coordenador na SEDUC

Condenação o proíbe de contratar com o poder público por 3 anos


redacaomuvuca@gmail.com

 

O empresário Manoel Militino Pinto de Miranda, que foi condenado pela juíza Célia Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, por envolvimento em um esquema de fraude na obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH), foi nomeado como coordenador de Microplanejamento Escolar da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC).

Pelo crime, Miranda teve os direitos políticos suspensos por três anos e ficou proibido de contratar com o poder público pelo mesmo período, além de ter que pagar R$ 2 mil, a título de multa.

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPE), os então estagiários do Detran Alcindo e Rinaldo (que respondem a uma ação em separado) usavam o Sistema de Confecção de Carteiras de Habilitação e inseriam dados falsos, possibilitando que carteiras de habilitação fossem emitidas, mesmo sem que os condutores tivessem se submetido aos exames indispensáveis.

Ainda segundo o Ministério Público Estadual (MPE) a dupla agia a mando de Manoel Miranda e do empresário Carlos Sobrinho, que eram diretores de autoescolas, e responsáveis pela “venda” das CNHs aos alunos.

Porém, Manoel foi nomeado pela secretária Estadual de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, para ser coordenador de planejamento, e conforme denúncia de um servidor, que preferiu não se identificar, é de inteira confiança da gestora, que inclusive, deu autorização para passar por cima das orientações dos técnicos do setor.

Além disso, a nomeação só foi possível porque um servidor efetivo foi retirado da função, que também é contestado pelo denunciante.  

Denúncia segunda.jpg

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(10) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Lu - 05-09-2019 18:26:09

Parece que via de regra virou exceção. Os cargos públicos seriam ocupados por pessoas honestas, de carácter, uma vez que, há princípios a serem seguidos no exercício dos cargos, porém o que mais provável de se ver, são casos iguais a esse: pessoa condenada justamente para não ocupar cargos públicos por um determinado período, sendo nomeada publicamente e nada acontece. Creio que deveria devolver o erário percebido e o gestor que encaminhou a nomeação ser também responsabilizado pelo ato.

Responder

1
0


Mauro Paz - 03-09-2019 09:35:00

Canalhice que se chama

Responder

5
0


Vera Moraes - 03-09-2019 09:33:31

Pois é, nem preso o homem foi e ganha essa honra. VIVA O BRASIL

Responder

4
0


Miguelina - 03-09-2019 09:31:51

Estamos vendo, estamos cansados de saber por qual motivo o Brasil não muda, é fraude atrás de fraudes

Responder

3
0


Adriely - 03-09-2019 09:31:06

Que vergonha em MT, vergonha vergonhaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Responder

3
0


jose a silva - 03-09-2019 09:21:51

Eu já disse antes: ali babá perto desse antro que é a SEDUC, foi um anjo! Agora esse aí vai ensinar alunos como fazer maracutaias e pilantragens! MPE? Só nos causa desgosto e vergonha, pois atitudes sérias para punir não toma nenhuma! Também, como fazer isso, se estão todos ocupados em salvar suas peles ou couro, pelos mal feitos cometidos! Ainda podem ficar impunes por algum tempo, mas com o advento das mídias sociais, o povo fica sabendo das coisas! Vários componentes do MPE sumiram da mídia, pois quem não é visto não é lembrado!

Responder

3
0


ELEITOR - 03-09-2019 08:16:41

UAI CADE O MINISTÉRIO PUBLICO? E , ISTO VAI FICAR ASSIM UM CONDENADO POR FRAUDE SER NOMEADO NO SERVIÇO PUBLICO E AS AUTORIDADES FICAREM QUIETAS? GOVERNADOR MAURO MENDES O SENHOR NÃO DISSE QUE NÃO TOLERÁ AS COISAS ERRADAS?

Responder

2
0


Margarida Gomes - 02-09-2019 18:42:42

Já passou da hora Governador passa um pente fino em todos só mostraram incompetência. Nunca te Apoiaram.

Responder

2
3


Beto - 02-09-2019 18:18:39

Talvez o governador nem saiba disso, então o jeito é cortar o mal pela raiz pq esse daí à partir de agora vai ser visado pelo Ministério Público depois dessa matéria

Responder

4
1


Jairo Alt - 02-09-2019 18:17:30

Eita, cadê a moralidade nesse governo? Ah nunca teve né!!!

Responder

9
1


10 comentários