"Escolas de lata" em Mato Grosso são mostradas no Fantástico | MUVUCA POPULAR

Sexta-feira, 22 de Março de 2019

GOVERNO Segunda-feira, 04 de Março de 2019, 10h:09 | - A | + A




Vergonha nacional

"Escolas de lata" em Mato Grosso são mostradas no Fantástico

Salas de aula sem ventilação construídas em contêiners

Por: Redação

Neste domingo (3), o programa do fantástico, da Rede Globo, exibiu uma reportagem das escolas feitas de “lata” em duas cidades do estado. Foram alugadas 110 contêineres para serem utilizados em nove escolas da Capital e do interior.

A Escola Municipal José Pedro Gonçalves, localizada na cidade de Rosário Oeste (105 Km de Cuiabá) foi destaque na matéria. Segundo a reportagem o local não tem instalações elétricas seguras,  não conta com biblioteca, nem refeitório e os banheiros não possuem portas.

Ano passado vários alunos abandonaram os estudos, um deles alegou em depoimento que a escola é muito quente e parece um “forno gigante”.

Em Cuiabá, a Escola Estadual Professora Hermelinda de Figueiredo teve sua reforma parada há seis meses, nela os containers são utilizados como salas de aula que abrigam mais de 150 alunos. As “salas” possuem goteiras e são extremamente alagadas.

 A secretária estadual de Educação Marioneide Kliemaschewsk, que assumiu a pasta em abril do ano passado, no Governo Pedro Taques (PSDB), e foi mantida pelo sucessor Mauro Mendes (DEM), afirmou que enviará uma equipe técnica para saber quais medidas deverão ser tomadas pelo estado.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

(3) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

Jose - 06-03-2019 06:21:16

A VERDADE É QUE GOVERNO TAQUES QUEBROU O ESTADO POR CAUSA DOS R$20 BILHÕES DO DESGOVERNO 2015 A 2018. Não se pode esquecer da responsabilidade de todos os membros do governo taques nos desvios e fraudes do desgoverno da transformação do estado em caos e roubalheira, os quais juntos já SOMAM $20 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos $20 bilhões: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin e vários secretários com R$50 mil/mês por fora; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $500 milhões do Fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo Gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juizá candidata para ferrar o Silval e a família dele; irregularidades de R$3 bilhões no Edital nº 02/2018 da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) sobre rodovias MT 246, MT 343, MT 358 e MT 480. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados, estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos que receberam salários acima de R$100 mil, contratação irregular de 2000 cabos eleitorais na SEDUC para fazer campanha para o ex-secretário Mahafon, peculato ao gastar R$10 milhões em telefone por secretaria do estado durante a campanha eleitoral para o governo 2018.

Responder

6
0


pedro - 04-03-2019 21:23:36

Empresa ATIVA LOCAÇÃO LTDA, DISPENSA DE LICITAÇÃO, Contratação Emergencial de empresa especializada em locação e instalação de conjunto módulos metálicos para salas de aula e salas administrativas, para atender as escolas da rede estadual de ensino do Estado de Mato Grosso são vários contratos com essa empresa. Gestão da Senhora MARIONEIDE ANGÉLICA KLIEMASCHEWSKI, ai fica preocupada com a execução do hino nacional, isso é uma pouca vergonha Governador Mauro Mendes e ai vai continuar com os gestores de Pedro Taques????

Responder

5
0


- 04-03-2019 18:30:01

Normal aqui no MT , NA HORA de votar muitos não vê isso e acabam votam em pessoas que estão com denúncias pelo ministério público , população sem estudo é bom para o governo

Responder

5
0


3 comentários

coluna popular
“Na gestão passada a Santa Casa funcionava”
Senadora mato-grossense tem "contato direto"
Arena não é só para futebol
Presenteada com salário de 13 mil
Renegociação faz povo pagar conta por 20 anos

Últimas Notícias
21.03.2019 - 18:16
21.03.2019 - 17:00
21.03.2019 - 16:12
21.03.2019 - 15:08


Emanuel Pinheiro

Valtenir Pereira

Procurador Mauro

Gisela Simona

Lúdio Cabral

Janaina Riva

Juiz Julier

Mauro Carvalho

Fábio Garcia

Ulysses Moraes

Pedro Taques

Victório Galli

Nenhum deles



Informe Publicitário