Governador "acredita" em papai Noel, mas não em recursos dos créditos de carbono | MUVUCA POPULAR

Segunda-feira, 30 de Março de 2020

GOVERNO Sábado, 14 de Março de 2020, 10h:32 | - A | + A




Amazônia Legal

Governador "acredita" em papai Noel, mas não em recursos dos créditos de carbono

Mendes pediu apoio de governadores que compõem o Consórcio da Amazônia Legal


redacaomuvuca@gmail.com

 

O governador Mauro Mendes pediu o apoio dos demais representantes dos estados que estiveram presentes no Fórum de Governadores, em Belém (PA), para cobrar os países ricos os créditos obtidos com a redução da emissão do dióxido de carbono (CO2) na atmosfera.

A solicitação foi feita na quinta-feira (12) aos governadores Waldez Góes (Amapá), Helder Barbalho (Pará), Flavio Dino (Maranhão), Antonio Denarium (Roraima), e aos vice-governadores Carlos Almeida Filho (Amazonas), Wanderlei Castro (Tocantins) e Major Rocha (Acre), que compõem o Consórcio Interestadual da Amazônia Legal.

De acordo com o chefe do Executivo de Mato Grosso, é responsabilidade dos governadores assumir o protagonismo na defesa da Amazônia e de buscar um modelo que desenvolvimento que, além de ser sustentável, melhore a qualidade de vida de quem vive nessas regiões.

“Temos uma verdade sobre os grandes ativos que estão preservados aqui. Para continuarem a ser preservados, nós precisamos de apoio e, acima de tudo, de uma proatividade na cobrança do mundo sobre o pagamento pelos créditos de carbono. Isso parece lenda de saci-pererê, todo mundo vê contar, mas ninguém viu. Está mais fácil acreditar que vai vir o papai noel de trenó na Amazônia do que esse dinheiro dos créditos de carbono”, ressaltou.

Mendes defendeu a necessidade de regulamentar o art. 41 do Código Florestal e o art. 6º do Acordo de Paris, “para que haja segurança jurídica para pagamentos de serviços ambientais”, entre eles os créditos pela redução de carbono.

Só Mato Grosso possui créditos acumulados na faixa de 1 bilhão de toneladas de CO2.

“Nós queremos, na prática, que todos cumpramos com as nossas obrigações. Nós temos as nossas, mas o mundo também tem as suas. E eles têm que cumprir com aquilo que foi pactuado em tantas reuniões ao redor do mundo do planeta, senão todos perdem a credibilidade”, afirmou.

A mesma solicitação para a cobrança “ostensiva” dos créditos ambientais foi feita pelo governador ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, durante agenda em Cuiabá no início da semana.

Frentes de atuação

Outros temas comuns aos Estados também avançaram durante o encontro, a exemplo da regularização fundiária, que é fundamental como linha de ação para o combate integrado às queimadas e desmatamento ilegal.

“Apoios importantes como das Forças Armadas nas áreas federais e interlocução com INCRA, cartórios, FUNAI, SPU, ICMBIO são essenciais para o avanço que necessitamos”, consta em outro trecho.

Ainda no fórum, ficou estabelecido que o consórcio irá contratar estudos para viabilizar os projetos prioritários que estão sendo desenvolvidos, como o da harmonização tributária para a Amazônia legal, “reafirmando nosso compromisso de tornar a região mais atrativa e competitiva, melhorando o ambiente de negócios”.

“Destacamos, entre as ações prioritárias: na área da educação, o projeto “Alfabetização e Aprendizagem na Idade Certa”; na área da saúde, a implantação de compras compartilhadas de medicamentos de alto custo (economia de escala); na área de tecnologia da informação, a integração de sistemas, banco de dados e governança; e, na área de segurança, o Programa Tático Operacional de Articulação Interestadual em Segurança”, afirma a carta.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do MPopular. Clique aqui para denunciar um comentário.

comentários

coluna popular
"Muito bem e com muita energia", diz prefeito
Montante será utilizado para construir pontes
ALMT contra coronavírus
Adiamento é prematuro
Órgão quer suspender reabertura do comércio

Últimas Notícias
30.03.2020 - 15:45
30.03.2020 - 15:29
30.03.2020 - 15:12
30.03.2020 - 14:58
30.03.2020 - 14:36


Carlos Fávaro (PSD)

Coronel Rúbia (Patriota)

Elizeu Nascimento (DC)

Gisela Simona (Pros)

José Medeiros (Podemos)

Júlio Campos (DEM)

Nilson Leitão (PSDB)

Otaviano Piveta (PDT)

Procurador Mauro (PSOL)

Reinaldo Morais (PSC)

Valdir Barranco (PT)

(Nenhum deles)

Feliciano Azuaga



Informe Publicitário